Em Caná da Galileia…



Domingo II do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga O MANDAMENTO DE MARIA Continuamos a contemplar a epifania de Jesus, prostrando-nos em adoração diante do seu primeiro milagre. Aproximemo-nos com o coração nas mãos, sem calar as emoções, pois as leituras que estamos prestes a escutar falam de enamoramento e paixão. Era uma festa de casamento, em Caná. Talvez os noivos fossem amigos de infância de Jesus, ou parentes de Maria. O certo é que ambos estavam lá. É uma festa de casamento, toda a História Sagrada. Da primeira à última(…)

Ler mais

Perfeita imperfeição

O Daniel fez um mês dia 11, e que crescido está! Mas quanto mais bonito ele, mais cansados nós, seus pais. Numa destas noites, pela uma da manhã, o Daniel acordou com fome, depois os seus intestinos trabalharam, e trabalharam com tanto entusiasmo, que a fralda não foi suficiente para os conter. E assim, pela uma e meia da manhã eu estava a dar um belo banho ao meu bebé no lavatório, pois não havia tempo nem condições para preparar a sua banheira. Claro que, com o banho em cima do leite, vieram os soluços, depois as cólicas, e às(…)

Ler mais

Festa do Batismo do Senhor, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga JESUS VEIO HABITAR TODAS AS NOSSAS REALIDADES Vivemos, durante três domingos, a epifania – revelação – do Senhor. No primeiro, contemplámos a visita dos Reis Magos; no terceiro, contemplaremos o milagre das Bodas de Caná; hoje, contemplamos o Batismo do Senhor. Deixemos que Ele Se revele então diante dos nossos olhos, manifestando, aqui e agora também, a sua glória! João batizava nas margens do Jordão, convidando o povo ao arrependimento e anunciando, iminente, a chegada do Messias. E eis que(…)

Ler mais

Maravilhas

O Daniel está quase a fazer um mês. Há tão pouco tempo que irrompeu nas nossas vidas, e já ocupa um lugar que é só seu e que todos lhe reconhecemos! Como chegou a casa, vindo da maternidade, no último dia de aulas do período, o Daniel passou quinze dias intensivos de convívio familiar, experimentando todos os colos da família e arredores, entre irmãos, tios, primos, avó e amigos. Houve quem quisesse saber se o Daniel cabia na caminha das bonecas… E houve quem descobrisse que também se pode estudar para exames de engenharia com um bebé ao colo: Agora,(…)

Ler mais

Epifania do Senhor

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga QUEM PERSEGUE UMA ESTRELA TEM DE CAMINHAR NA NOITE Dia de Reis. “Levanta-te e resplandece, Jerusalém, porque chegou a tua luz!” É a aurora da nossa salvação que desponta. Celebremos! O Evangelho fala em alguns Magos, a Tradição diz que eram três e dá-lhes nomes, a Igreja Ortodoxa venera-os como santos. Hoje, num universo religioso cada vez mais racionalista, a história dos Magos é frequentemente relegada como simples catequese de Mateus. Que desapontamento! Mas porque não teriam os Magos realmente existido? No(…)

Ler mais