Em Caná da Galileia…



E se…? Algumas propostas para a catequese em Portugal

Tenho vindo a escrever vários artigos criticando aquilo que hoje existe em termos de catequese paroquial. E conversando aqui em casa com o Niall, concluímos que não basta denunciar: é preciso propor. Porque o modelo de catequese que temos em Portugal não é imposto pelo Vaticano nem é dogma católico, variando e muito de país para país, o que nos permite testar novos modelos e procurar soluções criativas. Eu sei que as nossas ideias não têm qualquer peso de decisão, mas se elas levarem outros a refletir e puderem provocar algum debate nas paróquias, já valeu a pena… Aqui vai:(…)

Ler mais

Quando fazes a amniocentese?

Esta pergunta a uma grávida de 46 anos é tão frequente, que merece aqui algum destaque. A minha resposta, naturalmente, é que não faço amniocentese. Então surge a surpresa: “Mas não é obrigatória na tua idade?” A amniocentese é um diagnóstico pré-natal invasivo, que comporta um risco mínimo de aborto espontâneo (geralmente 1 em 100 ou um em 300, dependendo da perícia do médico e do tempo de gestação) e que serve para uma única coisa: detetar malformações genéticas no bebé, ou dito depressa e bem, verificar se o bebé é ou não portador de trissomia 21 (síndrome de Down).(…)

Ler mais

Domingo XI do Tempo Comum ano B

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga ESPERANÇA E CONFIANÇA NO SENHOR A partir de sementes e árvores, ramos novos e velhos, este domingo traz-nos uma magnífica mensagem de esperança e confiança no Senhor. Que grande alegria a nossa! O profeta Ezequiel dirige-se ao povo exilado na Babilónia. S. Paulo virá depois dizer que todos nós somos exilados enquanto caminhamos neste mundo, pois a única Pátria definitiva é o Céu. Assim, a profecia de Ezequiel é para todos nós. E que bonita a promessa de Deus! O(…)

Ler mais

A missa compartimentada e o verdadeiro papel do catequista

De norte a sul do país, por onde vamos andando a testemunhar a alegria de viver a fé em família, temo-nos deparado com um cenário idêntico: em quase todas as paróquias existe a chamada “missa da catequese”, e que geralmente tem lugar depois da catequese, acontecendo também por norma sábado à tarde. A maioria dos pais deixa os filhos na catequese e vai recolhê-los depois da missa. Os catequistas dão catequese aos meninos e depois conduzem-nos à Eucaristia, onde há um espaço reservado para cada ano de catequese. Assim, nestas “missas de catequese” encontramos filas de meninos, todos da mesma(…)

Ler mais

A banalização da imoralidade

Num destes domingos, aqui no Canto de Caná, uma Irmã que gosta de cá vir rezar contou-me esta história. Na sua casa, têm de momento duas noviças africanas, que vieram de propósito para integrar a congregação. Pouco depois de chegarem a Portugal, foram ambas chamadas ao centro de saúde da área. A razão era tão simples quanto absurda: fornecer-lhes receitas da pílula contracetiva. Entretanto, acabo de receber um mail de uma mãe de Família de Caná, contando que a filha mais velha, de vinte anos, foi abordada pelo médico de família no mesmo sentido: estaria ela a ser responsável e(…)

Ler mais