Em Caná da Galileia...


Água Viva

Dizei aos corações perturbados: Tende coragem, não temais! (…) As águas brotarão no deserto e as torrentes na aridez da planície; a terra seca transformar-se-á em lago e a terra árida em nascentes de água. (Is 35, 4-7)

No último fim-de-semana, fomos visitar o nosso grande amigo e antigo pároco à sua nova terra, Mirandela (Trás-os-Montes), e ficámos hospedados numa das suas muitas paróquias, à beira de uma belíssima praia fluvial. Uma visita a um grande amigo transformou-se num magnífico Tempo de Família e Tempo de Deus, tempos bem marcados pelo relógio da torre da igreja, com vista da nossa janela, para que não desperdiçássemos um minuto que fosse com horas extra de sono 🙂

Tivemos missa ali mesmo, fizemos a nossa longa e pausada oração familiar no terraço, à luz das estrelas, voltados para a igreja onde sabíamos que estava o sacrário, e o resto do tempo passámo-lo à beira-rio, com direito a mergulhos e banhos o dia todo.

Ali à beira-rio, único lugar aprazível numa tarde com temperaturas à volta dos quarenta graus, sentada com os pés na água a ver os meus filhos brincar, lembrei-me desta passagem de Isaías, que no próximo domingo será a Primeira Leitura. Que bela Palavra o Senhor nos dá! Quando tudo parece fazer-nos desanimar, quando o exílio parece demasiado duro e o calor se torna insuportável, eis que a promessa é a de uma Água Viva abundante e fresca, capaz de inundar este mundo de alegria e amor.

E esta Água Viva, já a experimentamos aqui mesmo na Terra, no dom celeste de uma família feliz. Esta Água Viva jorra abundante cada vez que construímos o nosso Tempo de Família e o nosso Tempo de Deus, cada vez que os entrelaçamos e fazemos dos nossos encontros familiares, encontros divinos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *