Em Caná da Galileia...


Famílias aprendendo a ser discípulas

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

Sábado foi um dia feliz. Nossa Senhora deu-nos o sol e trouxe-nos as famílias, para podermos viver um dia de retiro em cheio. E assim foi.

Éramos vinte e seis adultos, vinte e cinco crianças e cinco jovens, desejosos de nos encontrarmos, de rezar, brincar, cantar e celebrar juntos. O senhor bispo apareceu logo de manhã e presenteou-nos com dois belíssimos ensinamentos sobre ser discípulo, a partir do Evangelho de S. Marcos. Estaremos nós a seguir Jesus prontamente, como fizeram os Apóstolos? Seremos capazes de deixar a capa e correr atrás do Senhor, como Bartimeu? Ainda hesitamos? O que nos prende? Que cultura familiar construímos, para que nada nos separe do amor de Deus? Marcos apresenta assim as razões de Jesus ao escolher os Apóstolos:

Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar, com o poder de expulsar demónios. (Mc 3, 14-15)

Somos chamados, em primeiro lugar, a estar com Jesus. Depois, a anunciar a Boa Nova e a lutar contra todas as formas de mal à nossa volta. Estaremos a fazê-lo, em família? Estaremos a fazê-lo, em Aldeia de Caná?

Estar com Jesus: eis a primeira razão que nos trouxe aqui a Mogofores, ao Santuário e ao Canto de Caná. Como em todos os retiros Famílias de Caná aqui, fizemos a oração da manhã e, depois do almoço, a oração do Terço no Canto de Caná, animada com os nossos cânticos e com as vozes dos mais novos, disputando entre si a evocação e a condução de cada Mistério. Tivemos um tempo longo de adoração ao Santíssimo, na capelinha do Santuário, enquanto o senhor bispo e os sacerdotes salesianos confessavam adultos e crianças. E concluímos com a Eucaristia, onde renovámos os nossos compromissos e onde duas famílias e uma jovem adulta os fizeram pela primeira vez.

Enquanto os adultos escutavam o senhor bispo, o Niall orientava o retiro das crianças e dos jovens, com histórias, jogos e brincadeiras. E que bem correu! Durante a manhã, os cinco jovens receberam a missão de preparar uma gincana bíblica para os pequeninos percorrerem durante a tarde. O Niall não sabe dizer quem se divertiu mais, se os pequeninos, se os jovens. Foi um valente sucesso!

Também tivemos tempo para brincar em família e em família de famílias, ou não fossemos nós Famílias de Caná! Jogámos ao fantástico jogo “De Cor e Salteado” – já leram em Recursos – Jogos, aqui no site?

Jogámos também ao concurso de talentos, que culminou numa magnífica competição de aviões de papel. Embora os aviões a sério voem sempre contra o vento, os de papel têm alguma dificuldade em se orientar no exterior quando o vento sopra e vai mudando de direção, o que fez com que alguns tenham voado para a frente e outros… para trás. Mas basta ver as caras dos pilotos para perceber o quão divertido foi!

A meio do dia não pôde faltar o famoso piquenique – as Bodas de Caná na versão piquenique são já uma marca  forte do Movimento. Este é também o momento certo para pôr a conversa em dia, partilhar a vida das Aldeias, desafiarmo-nos uns aos outros a ir mais longe.

Terminámos com relutância, como de todas as vezes em que nos encontramos. Se era difícil convencer os mais novos a tirar patins, descer das bicicletas, arrumar as bolas e entrar nos carros, parece que mais difícil foi convencer os adultos a deixar as conversas para outra altura. O retiro já tinha terminado há muito tempo, mas ninguém arredava pé…

Estamos a contar os dias para o próximo grande acontecimento: o Acampamento de Caná. Em breve marcamos a data. Preparem-se!

3 Comments

  1. Renovar o compromisso, mais um pedacinho de caminho! Queria agradecer em particular ao Sr. Bispo por todo o apoio e suporte que dá ao nosso movimento…viver e dar testemunho de Jesus, em família e no dia-a-dia, é a nossa obrigação de baptizados,mas é também graça e dom de Deus! Obrigada Teresa e Niall pela partilha e inspiração… ajudam-nos a caminhar, exortam-nos a preservar com alegria!

  2. Foi um dia maravilhoso! Como foram belos e profundos os ensinamentos do Sr. Bispo! E a alegria e partilha entre todos nós? É mesmo preciso estar presente para se experimentar o que isso é e para se deixar transformar e crescer na fé!

  3. Nem mais Rute,os ensinamentos preciosos do Sr.Bispo! Os encontros,retiros,amigos, famílias, fé, oração, adoração, confissão, e admiração inspiradora ontem,hoje e sempre de vós Família Power, graças a vós,eu e a minha família temos vindo a servir o Senhor, conhecemos famílias de Caná tão ricas em ensinamentos, e tão cheias de amizade para dar. Obrigada Teresa!Obrigada Famílias de Caná! Nós Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *