Atividades de evangelização

atividadesevangelizacao@familiasdecana.pt

Uma Festa de Catequese Mariana

Esta atividade de evangelização foi-nos proposta pela Marisa Milhano, Jovem de Caná:

“Como fazer uma Festa de Catequese com um tema Mariano?

 

Gostava de partilhar convosco a nossa Festa de início de ano da Catequese, deste ano 2018-2019. Ela decorreu num belíssimo dia de sol e portanto pudemos, pela graça de Deus, realizar a nossa Festa, que envolveu todos os volumes de catequese (eram mais de 100 crianças e jovens!), no descampado à frente da nossa paróquia.

Escolhemos como dia para a Festa sábado, dia 13 de Outubro e, por isso, claro que o tema da nossa Festa só podia ser Nossa Senhora …. assim, eis como fizemos a nossa Festa Mariana:

 

Criámos 5 equipas constituídas da seguinte maneira:

  • O 1º ano com o 10º ano
  • O 2º ano com o 9º ano
  • O 3º ano com o 8º ano
  • O 4º ano com o 7º ano
  • E o 5º ano com o 6º ano

 

Criámos 5 estações, cada uma representando um Mistério Gozoso do santo Terço (visto que a Festa foi num sábado), e tentámos ir explicando os Mistérios às crianças e jovens com o auxílio de pequenas reflexões e de jogos divertidos. Nada como associar oração + alegria + convívio para fazer feliz a nossa grande Mãe!

 

Além disso, o mês de Outubro é especialmente dedicado à oração por intercessão de todas as missões e vocações no mundo e nós tentámos também incluir esse tema na nossa Festa – incentivando-os a rezarem por todos os meninos e meninas espalhados pelos cinco continentes do mundo!

Uma estação era verde e lembrava-nos de rezar pelas pessoas que vivem em África; outra estação era vermelha e lembrava-nos da América; outra estação era branca e representava a nossa Europa; outra estação era azul e fazia-nos lembrar a Oceânia e, por fim, uma estação amarela a representar o continente Asiático.

 

 

Entrada da Festa

O lema da nossa Festa foi escolhido do Evangelho de São João, do episódio das Bodas de Caná, onde Maria, como sábia mãe, nos diz:

Fazei tudo o que Ele vos disser!

 

Usámos um velho lençol branco, fizemos letras em cartolina colorida e prendemo-las com alfinetes de dama e cola ao lençol. Depois atámos os quatro cantos do lençol com fio de lã à porta principal do descampado.

Também vos apetece participar na nossa Festa?

 

Festa de acolhimento 1.jpg

Todas as fotos que possuo da nossa Festa foram tiradas pela catequista Lourdes Messias e gentilmente cedidas para partilhar convosco neste site.

 

A imagem de Nossa Senhora que nos acompanhou durante a Festa foi a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Porquê? Ora, porque, por um lado, a festa de Nossa Senhora Aparecida tinha sido uns dias antes desta nossa Festa; por outro lado, um dos nossos padres é originário do Brasil; e, por fim, pareceu-nos ser a imagem mais apropriada para representar a multiculturalidade que pretendíamos difundir na nossa Festa.

 

Festa de acolhimento 2.jpg

Juntos rezamos por todos os meninos e meninas do Mundo!

Terço das Missões (3).jpg

Todas as imagens utilizadas na nossa Festa foram retiradas do site da Tia Paula.
Podem fazer o download desta imagem aqui

 

 

Agora, os guiões que acompanhavam cada estação …

 

1ª Estação – 1º Mistério Gozoso – O Anjo anuncia que Jesus nascerá através de Maria

 

1º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

O Anjo Gabriel disse a Maria: “Alegra-te, ó cheia de graça! Deus ama-te muito e escolheu-te para seres a Mãe de Jesus, o nosso Salvador!” Respondeu-lhe Maria: “Eu entrego a Deus a minha vida e o meu coração. Que se faça em mim tudo o que Deus deseja!”

 

Á semelhança de Maria, também nós somos convidados a dizer “Sim!” a Deus e viver na alegria de sabermos que somos amados por Ele. Assim, devemos tentar sempre pôr em prática nas nossas vidas os ensinamentos de Jesus, para a nossa própria felicidade eterna!

Rezar não é como usar uma varinha mágica. A oração requer empenho, constância e determinação!

Vamos participar num jogo em que todos vamos ser vencedores… Vamos, em grupo, tentar colocar por ordem as diversas orações que fazem parte do Terço (Pai Nosso, Avé Maria e Glória). Tenho o cronómetro na mão … 1,2,3 … vamos começar!!

 

Jogo: puzzle do Pai Nosso (download aqui), Avé Maria (download aqui) e Glória (download aqui).

Basta imprimirem em papel colorido (eu escolhi papel verde, amarelo, azul, laranja e cor de rosa), recortar as peças (e se quiserem, plastificar, para durar mais tempo), baralha-las e jogar! Podem começar por jogar só com um “baralho” (uma oração para colocar por ordem) e ir aumentando a dificuldade do jogo ao adicionar duas ou até três orações! Pode ser jogado num grupo de catequese ou mesmo em casa em família.

 

Festa de acolhimento 3.jpg

 

 

2ª Estação – 2º Mistério Gozoso – Maria visita a sua prima Isabel

 

2º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Logo após ter falado com o Anjo, Maria apressou-se a ir visitar a sua prima Isabel, que estava grávida com João Baptista, a fim de a ajudar. Mal se saudaram, o bebé de Isabel saltou de alegria por saber que no ventre de Maria já se encontrava Jesus, o Filho de Deus.

 

Seguindo o exemplo de Nossa Senhora, aprendemos a descobrir a alegria de servir os nossos irmãos e a oferecer-nos sem medida. Tal como Maria, também nós devemos ter pressa em partilhar o amor de Jesus com todos os nossos amigos e ajudar quem mais necessita, com carinho e alegria. Afinal, onde está Jesus, a alegria surge e torna-se contagiosa!

Nesta 2ª estação, vamos jogar um jogo onde podemos experimentar com (bastante!) alegria como é levar Jesus aos outros. Preparados? Liguem a música!

 

Jogo: da lagarta dançante

Escolhemos a música e coreografia da dança do pinguim … e acreditem, esta tornou-se na estação que os meninos (e os graúdos!) mais gostaram! Primeiro rimo-nos uns dos outros ao tentar decorar a coreografia (e todos os erros associados) e depois dançámos e dançámos e dançámos até já a festa ter terminado! A alegria desta estação era muito contagiante! Experimentem aí em casa só uma vez e vão ver!

 

Festa de acolhimento 4.jpg

 

 

3ª Estação – 3º Mistério Gozoso – O nascimento de Jesus em Belém

 

3º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus nasceu em Belém e Maria colocou-O sobre as palhas duma manjedoura, porque ninguém O queria receber nas suas casas. Um dia, vieram visitá-lo uns pobres pastores de ovelhas e depois os reis magos, que Lhe trouxeram tudo o que de melhor possuíam e todos O adoraram.

 

O nascimento de Jesus foi um evento tão, tão, tão importante para todo o mundo, que levou até à divisão do tempo. O nascimento de Jesus mudou a História da humanidade, de uma forma irreversível e permanente. E por isso, contamos os anos como Antes (A.C.) e Depois (D.C.) do nascimento de Cristo.

Vamos jogar um jogo que nos ajuda a perceber essa mesma mensagem – o jogo da corda!

 

Jogo: da corda

Um jogo bem velhinho mas tão bom, tão bom, que não o podiamos deixar de incluir! Prendemos um lenço vermelho no meio duma corda comprida. Imprimimos e prendemos também uma imagem do nascimento de Jesus e fizémos duas equipas, cada uma do seu lado da corda. Eu nem queria acreditar quando vi os meus meninos a agarrarem-se e a puxarem pela ponta da corda como se não houvesse amanhã … foi um jogo tão renhido! E quem ganhou? Jesus e todos nós, pois claro!

 

Festa de acolhimento 5.jpg

 

 

4ª Estação – 4º Mistério Gozoso – Maria e José levam Jesus ao Templo

 

4º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus ainda era pequenino quando Maria e José O levaram ao Templo. Ali rezaram, cantaram e agradeceram a Deus pelas maravilhas que Ele fez, pelo dom da vida de Jesus e pela salvação que Ele nos vinha oferecer.

 

Como Maria e José, também nós queremos, em família, ir à casa de Deus! Também nós queremos ir à Missa, rezar, cantar, agradecer e receber Jesus na Eucaristia…. por mais dificuldades que encontremos no caminho!

Assim, vamos agora empenhar-nos numa tarefa difícil: vamos tentar transportar estas bolas (que simbolizam a nossa Fé) dentro destas colheres até ao nosso destino. Será que conseguimos?

 

Jogo: dos ovos/bolas nas colheres, em estafetas.

Outro jogo bem velhinho que não podia faltar! Formámos 4 equipas (em estafetas) que tinham que transportar pequenas bolas dentro de colheres presas entre os dentes, desde a linha de partida até a um cesto, a alguns metros de distância…. Não correu assim muito bem, a maior parte das bolas caia das colheres a meio do percurso … era do vento! diziam-me os meninos … pois claro, do vento, não da falta de jeito e prática …

 

Festa de acolhimento 6.jpg

 

 

5ª Estação – 5º Mistério Gozoso – Maria e José reencontram Jesus

 

5º Misterio.jpg

Podem fazer o download da imagem desta estação (adaptada ao português) aqui

 

Jesus tinha 12 anos quando, um dia, Maria e José não sabiam onde O encontrar. Tinham-n’O perdido! Procuram-n’O durante 3 dias e foram encontrá-Lo no Templo do Senhor, a rezar e a ensinar. Voltaram juntos para casa e Jesus cresceu e aprendeu a ser obediente aos pais.

 

Como Jesus, também nós queremos ser obedientes e seguir o caminho do Senhor. Maria e José, se eu também me perder, tragam-me de novo até Deus!

A nossa tarefa nesta estação é muito simples (ou assim parece!): basta levarmos esta água (que representa o nosso Baptismo como filhos de Deus) a bom porto … se conseguirem!

 

Jogo: do copo furado (em estafetas)

Para terminar, nada como um joguinho matreiro (a vida é assim!). Os meninos acharam que esta estação ia ser bastante fácil. Foram divididos em equipas. Só temos de levar um copo de água da linha de partida até ali ao balde? Oh, isso é fácil! …. o que eles não contavam era que os copos estavam furados (a vida também é assim!) e que a água ia saindo por esses buraquinhos….

 

Festa de acolhimento 7.jpg

 

Final da Festa

No final desta nossa Festa, após termos todos passado pelas cinco estações, reunimo-nos e rezámos uma dezena do Terço (os meninos mais novos adoraram contar as Avés Marias pelos dedos!) e uma Salvé Rainha: em intercessão por cada um de nós ao longo deste ano, pela nossa paróquia, pelos nossos padres, por todas as missões de evangelização no mundo, e por todos os meninos e meninas dos cinco continentes.

 

Como recordação desta Festa, oferecemos a cada participante uma pequena pagela com a oração Salvé Regina (download aqui – basta imprimir, frente e verso, e recortar).”

 

Pagela 1.jpgPagela 2.jpg

 

Esta festa é facilmente adaptável a qualquer data de celebração Mariana (como o próximo sábado, dia 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição) ou a outra actividade catequética.

Que vos parece? Experimentem e depois partilhem connosco como correu! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Domingo VII do Tempo Comum, ano C

    Domingo VII do Tempo Comum, ano C

    SÓ A MISERICÓRDIA ROMPE O CICLO DA VIOLÊNCIA “O Senhor é clemente e compassivo, paciente e cheio de bondade”, cantamos no salmo deste domingo. Seremos nós assim também? Deixemos que a Palavra desça da mente ao coração, do coração à vida, para sermos realmente “filhos do Altíssimo”. As histórias do Rei David são como pequenos capítulos de um livro de aventuras juvenil, capazes de entreter, divertir, enternecer, fazer chorar e,...
    Ler mais...
    A margem da felicidade

    A margem da felicidade

    Estais dispostos a receber amorosamente os filhos como dom de Deus? Foi há mais de duas décadas, esta pergunta. Foi há mais de duas décadas que, diante do Senhor, respondemos "sim, estamos." E foi precisamente há duas décadas que a aventura da maternidade e da paternidade começou. Ao consultar o meu diário íntimo dos primeiros tempos de casada, encontrei a afirmação: “Dizem-me com frequência que não serei capaz de ter...
    Ler mais...
    O Plano Bíblico por excelência

    O Plano Bíblico por excelência

    "Mãe, nós lemos a Bíblia ou o missal? Não percebo bem a diferença. Podes explicar? É que nunca sei que palavra usar quando na catequese ou na aula de Moral quero explicar como fazemos a nossa oração!" O David estava confuso, e eu dei-me conta de que é preciso explicar e voltar a explicar, repetir e voltar a repetir os conceitos da nossa fé que nos parecem mais do que...
    Ler mais...
    Domingo VI do Tempo Comum, ano C

    Domingo VI do Tempo Comum, ano C

    ESCOLHAS Neste domingo, o Senhor coloca diante de nossos olhos dois caminhos opostos. Teremos já feito a nossa escolha definitiva, ou ainda hesitamos? Descendo do monte, Jesus reúne os Apóstolos e a multidão na planície. E é aí que propõe o seu caminho de felicidade, a que chamamos o Bilhete de Identidade dos cristãos: as Bem-aventuranças. Lucas fala-nos em quatro, e não nas oito de Mateus. E que quatro! “Bem-aventurados...
    Ler mais...
    O fogo e a luz em dia de S. Valentim

    O fogo e a luz em dia de S. Valentim

    Estou há uma semana a procurar encontrar uns minutos para me sentar aqui a escrever, mas o tempo - mesmo o meu - não estica o suficiente. Tenho aproveitado estes dias verdadeiramente primaveris para fazer uma grande limpeza à casa e, claro, para passear com o Daniel pelos campos em redor. Assim, vou tentar escrever agora... Bem, vou tentar daqui a uns minutos, que o Daniel está a chorar. Volto...
    Ler mais...
    Domingo V do Tempo Comum, ano C

    Domingo V do Tempo Comum, ano C

    Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga "SOU PECADOR" Depois do doce Tempo de Natal e antes do dramático Tempo de Quaresma, a Igreja vive no Tempo Comum. E é no Tempo Comum, na rotina diária da nossa vida, que somos desafiados a seguir o Senhor. Foi assim com Isaías, com Paulo, com os Apóstolos. Isaías era um judeu...
    Ler mais...
    Cantar a Palavra

    Cantar a Palavra

    No domingo passado, a segunda leitura da missa foi o magnífico Hino ao Amor, de S. Paulo, recordam-se? Certamente que sim. É daqueles hinos que, escutando uma vez, nunca mais se esquece, e é preciso voltar a escutar, outra e outra vez, a vida inteira, para nos irmos aproximando de mansinho e aos bocadinhos do ideal que S. Paulo apresenta. Há anos que procurava encontrar um cântico com a letra...
    Ler mais...
    A festa da Apresentação do Senhor, pela Lúcia

    A festa da Apresentação do Senhor, pela Lúcia

    Do diário da Lúcia, dez anos: 7h Sábado, dois de fevereiro. Estou contente, hoje não é dia de escola, é dia de descanso! Além disso, é a Festa da Apresentação do Senhor, e a mamã disse que vai ser um dia especial. Acordo bem cedo, como é costume aos sábados, e vou para a sala. Já lá está o António, ansioso por ir à padaria com a Sara e o...
    Ler mais...
    Apresentação do Senhor

    Apresentação do Senhor

    Os dias festivos da Igreja são sempre uma enorme animação aqui em casa. Quando os meninos eram todos pequenos, cabia-nos a nós inventar as tradições, imaginar os detalhes, preparar os momentos e os gestos. Agora, basta anunciar a festa, explicar o seu sentido - geralmente ao redor da mesa de jantar, como boas Famílias de Caná - e logo as ideias surgem, bem como mãos voluntárias para as pôr em...
    Ler mais...
    Domingo IV do Tempo Comum, ano C

    Domingo IV do Tempo Comum, ano C

    Reflexão dominical, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga TODOS FOMOS SONHADOS POR DEUS Hoje, a Palavra centra-nos no essencial da vocação cristã: somos amados por Deus desde antes de existirmos; e somos chamados a amar como Ele ama, totalmente e até ao fim. Escutemos! “Antes de te formar no ventre materno, Eu te escolhi”, diz o Senhor a Jeremias “no...
    Ler mais...

    Novidades

    Sofrimento e Graça

    Sofrimento e Graça

    Testemunho da Helena Atalaia: Transporei, então, esta força da minha natureza, subindo por degraus até Aquele que me criou. Chego aos campos e vastos palácios da memória, onde estão tesoiros de inumeráveis imagens trazidas por perceções de toda a espécie. - em Confissões de Santo Agostinho. Há alguns dias, foi-nos proposto pelo pároco participar num encontro de preparação para o matrimónio em conjunto com outros casais. O objetivo era dar...
    Ler mais...
    “Se eu perder, ficas triste ao meu lado?”

    “Se eu perder, ficas triste ao meu lado?”

    Testemunho da Isabel Marantes: Há algum tempo, aqui no Canadá, houve um concurso literário, ao qual a Leonor e a sua amiga Maddy decidiram concorrer. Há poucos dias, a Leonor recebeu uma carta a dizer que o seu texto tinha sido um dos escolhidos. Cheia de alegria, a Leonor foi no dia seguinte perguntar à sua amiga se também já tinha recebido a carta, para juntas comemorarem. Mas a amiga...
    Ler mais...
    A luz do “velho tesouro” do Terço

    A luz do “velho tesouro” do Terço

    Testemunho da Isabel Marantes: No outro dia, a nossa filha mais velha, de 10 anos, disse mesmo antes de começarmos a rezar o Terço: “Sabes, mamã, às vezes rezar o terço é um bocadinho aborrecido”… Pensei logo no nosso pastorinho de Fátima São Francisco, cuja Festa litúrgica celebramos a 20 de Fevereiro (juntamente com Santa Jacinta). Também ele tinha dificuldade em rezar o terço, porque as brincadeiras eram muito menos “aborrecidas”! Depois lembrei-me...
    Ler mais...
    Teatro de figuras para celebrar a Festa da Apresentação do Senhor

    Teatro de figuras para celebrar a Festa da Apresentação do Senhor

    No próximo sábado, dia 2 de Fevereiro, a Igreja celebra a Festa da Apresentação do Senhor (ou o dia de Nossa Senhora das Candeias, como é mais conhecido em algumas zonas do país). Este acontecimento na vida da Sagrada Família foi tão importante e está associado a tal riqueza de catequeses e significados, que mereceu ser um dos Mistérios Gozosos do Rosário que Nossa Senhora nos ofereceu! O Ensinamento Mensal...
    Ler mais...
    A Palavra de Deus na minha vida

    A Palavra de Deus na minha vida

    Sugestão da Marisa Milhano: Eis-nos no Tempo Comum do Ano Litúrgico. O tempo do Advento e do Natal já passaram... A Quaresma e a Páscoa são um pouco mais tarde que o habitual este ano.... Deixaremos que a Palavra de Deus se torne menos viva na nossa vida? Que amorneça?  Claro que não! O Tempo Comum também é uma óptima altura para crescermos na Fé e no Amor a Deus...
    Ler mais...
    A Véspera de Natal com os Séniores

    A Véspera de Natal com os Séniores

    Testemunho da Isabel Marantes: A nossa família está no Canadá há já 3 anos, mas apenas no primeiro ano conseguimos ir a Portugal no Natal. As saudades são sempre muitas, mas as inúmeras chamadas telefónicas e videochamadas ajudam a estarmos o mais perto possível de todos os nossos familiares queridos que estão do outro lado do Atlântico. Assim, nós temos aproveitado esta “liberdade” na agenda para fazer algo que sempre...
    Ler mais...
    Celebrar o Batismo do Senhor … com bolachas!

    Celebrar o Batismo do Senhor … com bolachas!

    Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia e foi baptizado por João no Jordão. Quando saía da água, viu serem rasgados os céus e o Espírito Santo descer sobre Ele como uma pomba. E do Céu veio uma voz: «Tu és o meu Filho muito amado, em Ti pus todo o Meu agrado.» (Mc 1,9-11)   No próximo domingo, dia 13 de Janeiro, celebraremos a Festa do Batismo do Senhor, tal...
    Ler mais...
    Cápsula do tempo familiar

    Cápsula do tempo familiar

    A Helena LeBlanc, mãe duma linda Família de Caná, enviou-nos uma atividade muito original (inspirada nesta ideia) para preparar o Novo Ano em família. Ficaram curiosos? Objetivos da atividade: Ajudar todos os elementos da família a preparar o Novo Ano, especialmente as crianças; Agradecer a Deus e identificar objetivos (resoluções) para o Novo Ano.   Materiais: uma caixa, canetas, papel, fita-cola, elementos para decorar a caixa objetos simbólicos e representativos...
    Ler mais...
    Árvore de Jessé feita na catequese

    Árvore de Jessé feita na catequese

    A Sara Grilo, catequista do 2ºvolume da Paróquia de Cordinhã (em Cantanhede), enviou-nos uma foto da magnífica Árvore de Jessé que foi feita na sua paróquia pelos grupos de catequese da infância. Para a estrutura da Árvore (re)utilizaram uma antiga árvore de natal feita com paletes de madeira que já possuíam. Os símbolos da Árvore foram desenhados e pintados pelos próprios meninos da catequese. Digam lá se não ficou bonita? Ao...
    Ler mais...
    Um auto de Natal especial

    Um auto de Natal especial

    Testemunho da Marisa Cortez: Graças aos materiais criados pelas Famílias de Caná, neste Advento sentimo-nos desafiados a fazer também em nossa casa a Árvore de Jessé. Optámos por colar as imagens em material EVA e depois plastificar para se tornarem mais resistentes e poderem ser usadas em anos futuros... 😊 Também nos sentimos animados a tornar mais festiva e sentida a nossa ceia de Natal com a realização de uma encenação...
    Ler mais...