Atualidade

atualidade@familiasdecana.pt

“Alegrai-vos e Exultai”: Papa divulga exortação dedicada à santidade

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

O Papa vai publicar uma exortação apostólica dedicada à “santidade no mundo contemporâneo”, anunciou a Santa Sé, esta quinta-feira, confirmando aquilo que já tinha avançado a Renascença ainda antes da Páscoa

O documento, intitulado “Gaudete et Exsultate” – Alegrai-vos e Exultai -, chega ao público na próxima segunda-feira.

Durante o seu pontificado, iniciado em março de 2013, o Papa já canonizou 880 novos santos, incluindo Francisco e Jacinta Marto, bem como os sacerdotes José Vaz e Ambrósio Ferro, portugueses.

Em setembro de 2016, Francisco canonizou a Madre Teresa de Calcutá (1910-1997), que apresentou como “modelo de santidade” para o mundo atual.

“A sua missão nas periferias das cidades e nas periferias existenciais permanece nos nossos dias como um testemunho eloquente da proximidade de Deus junto dos mais pobres entre os pobres”, declarou, na homilia da Missa a que presidiu na Praça de São Pedro.

Já na última solenidade de Todos os Santos, a 1 de novembro de 2017, o Papa disse que “os santos não são pequenos modelos perfeitos, mas pessoas atravessadas por Deus”.

“Os santos são nossos irmãos e irmãs que receberam a luz de Deus no seu coração e a transmitiram ao mundo, cada qual segundo a sua “tonalidade”. Mas todos foram transparentes, lutaram para tirar as manchas e as obscuridades do pecado, de modo a fazer passar a luz gentil de Deus. Eis a finalidade da vida: fazer passar a luz de Deus; e também o objetivo da nossa vida”, acrescentou.

Entre os principais documentos do atual pontificado estão as encíclicas ‘Laudato si’, dedicada a questões ecológicas; a ‘Lumen Fidei’ (A luz da Fé), que recolhe reflexões de Bento XVI; e as exortações apostólicas ‘Evangelii Gaudium’ (A alegria do Evangelho) e ‘Amoris Laetitia’ (A alegria do amor).

O Papa promoveu ainda um Jubileu da Misericórdia (dezembro 2015-novembro 2016), terceiro ano santo extraordinário na história da Igreja Católica, e um Ano da Vida Consagrada.

Fonte: Renascença

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *