Atualidade

atualidade@familiasdecana.pt

Seleccionador nacional assina petição contra eutanásia

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

O seleccionador nacional de futebol,Fernando Santos, é um dos subscritores da petição contra a eutanásia,juntando-se à iniciativa intitulada “Toda a vida tem dignidade”.

Lançada há pouco mais de um mês, a petição já reuniu metade das assinaturas necessárias para que seja discutida no plenário da Assembleia da República.

Entre as personalidades que subscreveram o documento estão também Mafalda Ribeiro, oradora motivacional, escritora e autora do blogue “Sorrir sobre Rodas”, e Sofia Galvão, vice-presidente do PSD.

O texto pede aos deputados “que não aprovem nenhuma medida contrária à dignidade da pessoa humana, sobretudo o suicídio a pedido e o homicídio a pedido da vítima (eutanásia)”. Solicita ainda “mais apoios para os idosos e um aumento da rede de cuidados continuados e de cuidados paliativos”.

A petição foi lançada a 14 de Maio, durante a Caminhada pela Vida, mas só este mês que será divulgada nas redes sociais e na sua versão em papel, em todo o país. Apesar disso, já estão reunidas metade das assinaturas necessárias para que petição venha a ser discutida em plenário do Parlamento (o mínimo são quatro mil assinaturas).

As assinaturas já existentes foram recolhidas online, no site www.todaavidatemdignidade.org.

Eutanásia em debate desde Fevereiro

Tudo começou com um manifesto em defesa da morte assistida, assinado por políticos de vários quadrantes, cientistas, médicos e artistas. O documento, lançado no início de Fevereiro, deu entrada na Assembleia da República no dia 26 de Abril, com mais de oito mil assinaturas.

Os signatários defendem o direito a morrer com dignidade para os doentes que já sabem que estão condenados. Entendem, por isso, que nestas circunstâncias a morte assistida é um acto de beneficência e consideram que a criminalização da morte assistida no Código Penal fere os direitos fundamentais relativos às liberdades.

Da lista de signatários destacam-se a antiga ministra da Justiça Paula Teixeira da Cruz, o antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio e o cientista Sobrinho Simões, que recentemente foi classificado pelos seus pares como o patologista mais influente do mundo.

Também Sampaio da Nóvoa, o advogado Rogério Alves e o director-geral da Saúde, Francisco George, assinaram o documento ao lado de médicos e vários políticos.

Fonte: Renascença

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *