Sujos e felizes

No sábado, dia de S. Martinho, tivemos o nosso costumado magusto da comunidade salesiana: paróquia, colégio e todos os que se lhe quiseram associar. As Famílias de Caná quiseram! Começámos a tarde com a oração do Terço no Canto de Caná, esse lugar único no mundo onde cada vez apetece mais rezar: Depois, castanhas para a fogueira! Os jovens crismandos, orientados pelo Niall, tinham preparado uma série de jogos tradicionais, desde a procura de um rebuçado num balde de farinha às corridas com ovos, para fazerem com as crianças da escola e da catequese. Os jovens estavam prontos e cheios(…)

Ler mais

Para ser santo…

Foi hoje, no grande dia de Todos os Santos, a festa da santidade a que todos somos chamados, que o mais novo “habitante” da nossa Aldeia iniciou a sua caminhada para lá chegar. Os pais do Francisco não desejam nada menos para ele do que a Santidade e, por isso, foi com a devida urgência, aos 15 dias de vida, que pediram à Igreja a grande graça do sacramento do Baptismo. Para que assim possa, desde já, pertencer a este Corpo Místico de Cristo, juntando-se a todos nós que ainda estamos a caminho e a todos os Santos que já(…)

Ler mais

A partilha e o testemunho… na Aldeia

No segundo domingo de Outubro a nossa Aldeia voltou a reunir-se. Coincidentemente, neste mesmo domingo, o semanário da nossa diocese publicou uma reportagem sobre o Movimento Famílias de Caná, falando também da nossa aldeia. Que alegria podermos partilhar com a nossa diocese a existência tão simples e discreta da nossa Aldeia em representação local deste nosso Movimento! Partindo da leitura do ensinamento mensal temos matéria riquissima para meditarmos enquanto rezamos o terço, partilhando as intenções que o ensinamento nos desperta e colocando-nos à mercê da intercessão da Mãe de Caná. E o terço é rezado a muitas vozes, calhando a(…)

Ler mais

Após férias

Passou o Verão e o tempo de férias e a nossa Aldeia também fez uma pausa para descanso. Felizmente no nosso Movimento os encontros mais importantes só dependem de Deus e de cada família e por isso as férias não significam interrupção. Por isso foi com o mesmo ânimo e fé que nos juntámos em Aldeia após este período. No entretanto algumas famílias da Aldeia fizeram os seus compromissos de Família de Caná no Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora, em Junho, e também se encontraram no retiro em modo de acampamento, em Julho, mesmo à volta do Canto de Caná,(…)

Ler mais

O Movimento, a paróquia, a missão…

“As Famílias de Caná são muito pouco estruturadas”, comenta-se de vez em quando. E também: “As Famílias de Caná não oferecem uma formação sólida, é tudo muito no ar.” Sei de párocos que evitam levar o Movimento para a sua paróquia porque não sabem “por onde lhe pegar”, e de famílias que deixaram de crescer à sombra do Movimento por não encontrarem nele a satisfação de todas as suas necessidades espirituais. Mas também sei de párocos que se sentiram seduzidos pelo Movimento por encontrarem nele famílias disponíveis para o trabalho paroquial, capazes de se inserir nas diversas propostas de formação(…)

Ler mais