Brincar em modo de retiro

Os encontros Famílias de Caná são sempre, como bem diz o nome, em família. Alguns ensinamentos reúnem a família toda, outros são feitos separadamente para pequenos e para grandes. E há sempre crianças a passar! Mas um retiro não é só feito de palavras, não! Também é feito de brincadeira, porque a brincar também louvamos o Senhor, e de que maneira! Brincar com os filhos é talvez o dever mais divertido dos pais. Dever? Sim, dever. Todos os pais têm a obrigação de brincar com os filhos de vez em quando! Um dever que rapidamente se transforma em prazer… Assim,(…)

Ler mais

A neve de Nossa Senhora

Santa Teresinha, minha amiga desde a infância, conta na sua autobiografia um episódio que sempre me tocou: Não sei se já vos falei do meu amor pela neve. De muito pequena, a sua brancura encantava-me. Um dos meus maiores prazeres era passear sob os flocos de neve. (…) Enfim, sempre desejara que no dia da minha Tomada de Hábito a natureza estivesse como eu, vestida de branco. Na véspera desse belo dia, olhava tristemente para o céu cinzento, de onde se escapava, de tempos a tempos, uma chuva fina; a temperatura era tão amena, que não esperava neve. (…) Mas(…)

Ler mais

A maldade e a bondade das crianças

Três horas e meia, em frente ao portão da escola do primeiro ciclo aqui na nossa aldeia. As aulas já terminaram. A Lúcia vem a correr abraçar-me, mas o António, como sempre, tem mais duas ou três pedras para apanhar do chão enlameado. Quando, finalmente, chega junto de mim, pego na sua mochila e não contenho uma exclamação: “Ena, que peso! Mas o que trazes tu aqui dentro?” A Marília, simpática auxiliar que vigia o recreio, sorri-me e antecipa a resposta: “Ouro…” Ela já conhece o António e sabe os tesouros que ele transporta casa-escola escola-casa diariamente. Espero até chegar(…)

Ler mais

Sujos e felizes

No sábado, dia de S. Martinho, tivemos o nosso costumado magusto da comunidade salesiana: paróquia, colégio e todos os que se lhe quiseram associar. As Famílias de Caná quiseram! Começámos a tarde com a oração do Terço no Canto de Caná, esse lugar único no mundo onde cada vez apetece mais rezar: Depois, castanhas para a fogueira! Os jovens crismandos, orientados pelo Niall, tinham preparado uma série de jogos tradicionais, desde a procura de um rebuçado num balde de farinha às corridas com ovos, para fazerem com as crianças da escola e da catequese. Os jovens estavam prontos e cheios(…)

Ler mais

Brincar com simplicidade

“As festas de anos aqui na tua casa são as mais divertidas de todas”, dizia-me uma menina simpática. Estava a despedir-se, depois de uma tarde intensa de brincadeira. É que estamos em plena “época alta” na Família Power, com quatro aniversários no espaço de um mês. Entre Missões Caná e aniversários Power, pouco tempo nos tem sobrado! Eu sorri ao escutar este comentário. Já estou acostumada a ele, e por isso, já tive tempo para refletir. Na verdade, como podem as nossas festas ser as mais divertidas? Não alugamos um espaço especial, não temos insufláveis, nem pinturas faciais, nem palhaços,(…)

Ler mais