Cristãos perseguidos e a obrigação de ir à missa aos domingos

Hora de jantar. Hora das Bodas para as Famílias de Caná, que à imitação de Jesus, gostam de aproveitar as refeições para partilhar a vida e o alimento espiritual. Sentados à volta da mesa, conversamos sobre a escola, os amigos, o dia. Lembro-me então de ir buscar o jornal diocesano, acabado de chegar, para partilhar uma leitura. “Ouçam isto”, digo, enquanto abro o Correio do Vouga. “Lembram-se outro dia, na missa, de ouvir dizer que nos dias de hoje há mais mártires cristãos que nos primeiros séculos de cristianismo? Vou ler-vos um pequeno exemplo desta verdade, um entre muitos. Todas(…)

Ler mais