Um reino dividido contra si mesmo

Num destes fins-de-semana, o Francisco foi fazer ilusionismo a pedido da Associação Portuguesa das Famílias Numerosas, no Family Land em Cascais. Trata-se de um evento que reúne imensas famílias, numerosas ou não, com todo o tipo de atividades em família, e o ilusionismo é, naturalmente, uma grande atração. Acolhido, como sempre, com imenso carinho pela fantástica equipa das Famílias Numerosas, o Francisco desfrutou destes dois dias com entusiasmo e divertiu-se a valer. Mas houve um pequeno incidente que o perturbou: Durante um dos espetáculos de palco que conduziu, o Francisco chamou um homem adulto, pai de família, para participar num(…)

Ler mais

Um novo ano escolar

Um novo ano letivo começou. Aqui em casa, e porque insistimos em ir à praia e brincar no jardim até ao último momento, isso significou, na semana passada, muitas horas de verdadeiro stress, tentando comprar todos os materiais necessários, encadernar os livros, limpar as mochilas, afiar lápis e procurar borrachas perdidas um pouco por todo o lado. Estas imagens da nossa mesa da sala são-vos familiares? Graças a Deus, tenho cá em casa um Francisco e uma Clara, que vendo o meu estado de cansaço e a barriga enorme, se dispuseram a fazer tudo o que foi preciso para que nada(…)

Ler mais

E se…? Algumas propostas para a catequese em Portugal

Tenho vindo a escrever vários artigos criticando aquilo que hoje existe em termos de catequese paroquial. E conversando aqui em casa com o Niall, concluímos que não basta denunciar: é preciso propor. Porque o modelo de catequese que temos em Portugal não é imposto pelo Vaticano nem é dogma católico, variando e muito de país para país, o que nos permite testar novos modelos e procurar soluções criativas. Eu sei que as nossas ideias não têm qualquer peso de decisão, mas se elas levarem outros a refletir e puderem provocar algum debate nas paróquias, já valeu a pena… Aqui vai:(…)

Ler mais

A missa compartimentada e o verdadeiro papel do catequista

De norte a sul do país, por onde vamos andando a testemunhar a alegria de viver a fé em família, temo-nos deparado com um cenário idêntico: em quase todas as paróquias existe a chamada “missa da catequese”, e que geralmente tem lugar depois da catequese, acontecendo também por norma sábado à tarde. A maioria dos pais deixa os filhos na catequese e vai recolhê-los depois da missa. Os catequistas dão catequese aos meninos e depois conduzem-nos à Eucaristia, onde há um espaço reservado para cada ano de catequese. Assim, nestas “missas de catequese” encontramos filas de meninos, todos da mesma(…)

Ler mais

Um curso para padrinhos?

Aula de Inglês do nono ano. Estamos a chegar ao fim, há tempo para descontrair e conversar um pouco. No meio da conversa, um aluno diz: “Professora, para o ano o seu marido vai ser o meu catequista do crisma.” “Eu sei”, respondo. “O Niall costuma ficar sempre com o grupo do crisma.” “O que é o crisma?” Perguntam vários meninos, confusos com esta conversa. Mas o futuro crismando tem a resposta pronta: “É um curso para seres padrinho.” Do fundo da sala, e antes que eu tenha tempo de reação, uma rapariga pergunta: “Não me digas que é preciso(…)

Ler mais