Daniel Patrick

Ainda faltam alguns meses para nascer, mas já é o centro do mundo. Os irmãos mal podem esperar para lhe pegar, para o embalar, para lhe oferecer um brinquedo. “Agora já sou crescida, já confias em mim para cuidar do bebé, não é, mãe?” Diz-me a Clarinha. E eu sei que sim, que será para mim um tempo de muito maior sossego, este de ter um filho que nasce numa família já “crescida”. Longe vão os dias de angústia perante o choro de um recém-nascido, os momentos de pânico diante da escolha entre amamentar o bebé ou socorrer o irmão(…)

Ler mais

Paciência

Perante a minha oitava gravidez, a pergunta que mais vezes me é feita tem-me deixado surpreendida. Não, não é se sou rica – ao que eu respondo sempre que sim, pois quem tem filhos é rico – nem se a minha casa é uma mansão – ao que eu respondo que não, que temos um quarto para rapazes e um para raparigas, independentemente do número – A pergunta que mais vezes me é feita é esta: “Onde vais tu arranjar paciência para tantos filhos?!” Eu respondo em tom de brincadeira, dizendo que a paciência faz parte do kit de entrega(…)

Ler mais

Surpresa

Finais de maio, hora de jantar. Sobre a mesa coloco uma linda caixinha vermelha com uma fita. Um presente para todos. Os meninos chegam à cozinha e sentam-se à mesa. “O que é isto, mãe?” Perguntam. “São chocolates?” Mas o Francisco troca olhares com a Clarinha: “Onde é que eu já vi uma caixinha sobre a mesa de jantar?! Clarinha, acho nós já assistimos a várias cenas destas… Será possível?!” Eu faço-me séria. “Não são chocolates, não. É um presente de Natal.” “De Natal?” Agora a curiosidade está ao rubro. “A Sara vai ter o direito de abrir, porque é(…)

Ler mais

Nossa Senhora do Guadalupe, Maria grávida

Dia 12 de dezembro celebrámos a festa de Nossa Senhora do Guadalupe. Fico sempre com lágrimas nos olhos quando leio esta belíssima história aos meus filhos, e no dia 12 não foi exceção. Os pequenos e singelos diálogos entre Maria e o índio Juan Diego são verdadeiramente comoventes. Se Maria, a Mãe, o trata como um pequeno filho, também Juan Diego, de 57 anos, A trata como uma rainha, mas uma rainha jovem, que podia ser sua filha: “Que se passa, meu filho mais pequeno, aonde vais?” “Minha Menina, a mais pequena das minhas Meninas. Minha Senhora, oxalá estejas contente.(…)

Ler mais

Gozar a vida

“Tantos? Que susto!” Foi o comentário de alguém, na loja onde eu acabava de revelar algumas fotografias dos meus seis filhos. “São só seis. Há quem tenha mais!” Respondi, com o meu melhor sorriso. “Eu só de pensar num já fico com medo…” “Tem um?” “Não. Não tenho nenhum por enquanto. Casei há poucos anos, ainda é cedo para mandar vir filhos.” “Acha?” “Primeiro quero gozar a vida! Os filhos têm tempo de vir.” Dei uma gargalhada, e aproveitei para mostrar as fotos que acabava de revelar: “Eu não conheço melhor forma de gozar a vida do que ter um(…)

Ler mais