Criando irmãos

Ter filhos é bom. Mas vê-los crescer irmãos é ainda melhor. E não, não é a mesma coisa! Nos dias de hoje, com os ritmos de vida que todos conhecemos, acontece em muitas famílias os filhos crescerem quase sem que as suas vidas se cruzem com as dos irmãos: frequentam escolas diferentes, atividades extra-curriculares diferentes, grupos da Igreja diferentes. Alguns têm quartos separados, computadores e televisores pessoais. Às vezes, nem às refeições se encontram… Por isso, o Tempo de Família que o nosso Movimento acarinha é fundamental. Mas também é preciso oferecer aos nossos filhos oportunidades de se tornarem próximos(…)

Ler mais

O dom mais precioso

O Daniel já faz parte das brincadeiras familiares. Ora vejam como ele – quase – brinca com o António e a Sara na sala: E vejam também como ele – quase – aprende a fazer o cubo mágico com os outros nossos três rapazes: Pensei que ao fim de mês e meio, a novidade se tivesse esgotado e o Daniel deixasse de ser a prioridade dos irmãos. Enganei-me. A primeira coisa que os manos fazem, ao chegar da escola, é lavar as mãos para poderem pegar-lhe ao colo. E a primeira coisa que fazem, ao acordar, é correr ao nosso(…)

Ler mais

Pastores ou anjos? Irmãos!

O menino nasceu, e logo logo, o pai foi buscar os irmãos para o virem conhecer. Entraram de rompante na maternidade e aguardaram em alegre expetativa que eu saísse do recobro e passasse da sala de partos para o quartinho na obstetrícia. Finalmente, a hora chegou! Deitada na cama, passei por junto dos meus seis filhos reunidos, e a rir e a chorar ao mesmo tempo, abracei-os um a um. Que grande festa! Felizes, todos espreitaram o Daniel, escondido no calor dos meus braços, e assim entrámos no quarto onde ficaríamos durante os próximos três dias. Três dias em que(…)

Ler mais

Dia dos Irmãos: Urge repor a «cadeia de fraternidade» na sociedade

A Comissão Episcopal do Laicado e Família (CELF) dedicou uma mensagem do Dia dos Irmãos, que vai ser assinalado esta quinta-feira (31 de maio), onde destaca a importância de repor a “cadeia de fraternidade” na sociedade. No documento, enviado à Agência ECCLESIA, aquele organismo da Conferência Episcopal Portuguesa destaca um dia que pretende “valorizar” os traços mais importantes que caraterizam a relação “entre irmãos”. Como a partilha da “proximidade e solidariedade”, da “diferença e diversidade”, da “entreajuda e cooperação”, da “tolerância e reconciliação”. Valores que, de acordo com aqueles responsáveis católicos, urge recuperar na sociedade atual, como já frisou o(…)

Ler mais

Anjos de Natal

Onde está o teu irmão? (Gn 4, 9) Assim diz a frase no nosso Canto de Oração Familiar, neste Advento, desafiando-nos a fazermo-nos próximos de todos à nossa volta. Mas porque o amor começa em casa, e porque muitas vezes somos mais simpáticos para os de fora do que para os de dentro (já leram o ensinamento mensal, aqui na barra lateral esquerda do site?), este ano decidimos introduzir uma nova rotina no nosso Advento. E já é um sucesso! Propu-la à mesa do jantar, como é costume nas Famílias de Caná, habituadas a fazer da refeição familiar um momento(…)

Ler mais