Cantar a Palavra

No domingo passado, a segunda leitura da missa foi o magnífico Hino ao Amor, de S. Paulo, recordam-se? Certamente que sim. É daqueles hinos que, escutando uma vez, nunca mais se esquece, e é preciso voltar a escutar, outra e outra vez, a vida inteira, para nos irmos aproximando de mansinho e aos bocadinhos do ideal que S. Paulo apresenta. Há anos que procurava encontrar um cântico com a letra deste hino, para cantar na minha oração e para levar ao coro que coordeno, na Eucaristia. Existem várias versões, mas eu achava-as demasiado solenes, ou demasiado eruditas, ou demasiado complicadas.(…)

Ler mais

Se HOJE ouvirdes a voz do Senhor…

Se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações! (Sl 94/95) Assim cantava o salmo num destes últimos dias. Será que ouvimos, hoje, a voz do Senhor? E será que a deixamos cair no nosso coração aberto? Todos os dias, a Igreja oferece aos seus filhos a Palavra das Escrituras, repartida pelas três leituras da missa diária e pelas várias Horas celebradas na Liturgia das Horas. As Famílias de Caná acreditam que é muito importante conhecer e meditar nesta Palavra diária. Claro que podemos e devemos, em cada dia, ler o que quisermos da Bíblia, seja através(…)

Ler mais

Secretariado nacional promove “roteiro” para iniciação cristã de adultos

O presidente da Comissão Episcopal Liturgia e Espiritualidade,  D. José Cordeiro, afirmou que a obra ‘Catequeses para a iniciação cristã dos adultos’ é uma “proposta inédita” com o “desafio de fazer cristãos” e “ensinar-lhes tudo” sobre Jesus e o seu Evangelho. “É um enorme contributo para a iniciação cristã dos adultos. Para aqueles que se preparam para a iniciação em adultos como para aqueles que, tendo sido batizados, querem agora aprofundar as razões mais profundas da sua fé, a esperança, e a caridade”, disse aquele responsável, citado pela Agência Ecclesia. O, também, bispo da Diocese de Bragança-Miranda referiu que a(…)

Ler mais

Igreja celebra festa de Santa Maria Madalena e reflete sobre a “dignidade da mulher”

A Igreja Católica celebra hoje Santa Maria Madalena, até agora uma memória obrigatória na liturgia e que passa a ser assinalada no Calendário Romano Geral com o grau de ‘Festa’, por decisão do Papa Francisco. A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos publicou um novo decreto, datado de 3 de junho, “por desejo expresso do Santo Padre”, para promover e explicar esta mudança. O texto sublinha que Maria Madalena foi a primeira “testemunha” e “anunciadora” da ressurreição de Cristo. A decisão “inscreve-se no atual contexto eclesial, que exige uma reflexão mais profunda sobre a dignidade da(…)

Ler mais