Os montes da infância

Catequese, domingo de manhã, depois da missa das dez. Diante de mim, um grupo de meninos e meninas de onze e doze anos. Hoje falamos sobre os Dez Mandamentos, a propósito da leitura da missa desta manhã, e sobre o bezerro de ouro e os nossos “bezerros de ouro”, a partir do texto de Os Mistérios da Fé (já têm os três livros desta coleção, que eu escrevi?). “Para entendermos bem o que aconteceu a Moisés sobre o monte Sinai, pensem nos montes a que já subiram, nos rochedos que já escalaram, naquela sensação do vento a fustigar-vos o rosto,(…)

Ler mais

Banhos de lama

Como certamente já todos nos apercebemos, o país anda numa fúria a cortar árvores, para cumprir a lei de limpeza das matas e evitar mais mortes humanas em fogos florestais. Bem ou mal feita, a limpeza vai acontecendo, e Náturia – o “belo” descampado à volta da nossa casa – não escapou à fúria. Numa destas tardes, ao chegar da escola, os meninos deram com um enorme camião carregado de troncos. As árvores de Náturia já não existiam. Enquanto os rapazes observavam a azáfama dos trabalhadores, com as suas escavadoras e os seus guindastes, a Sara desatava a chorar, com(…)

Ler mais

Mais presépios partilhados

A Olívia enviou-nos duas fotografias de presépios. O primeiro foi feito pelas suas meninas mais crescidas, com a avó. Achamos maravilhoso como conseguiram fazer um presépio tão lindo quanto simples, com materiais colhidos no campo: cortiça, bolotas e ramos de sobreiro. Também usaram tinta (para as expressões faciais) e cola, claro. O segundo presépio foi feito pela Maria quando estava no jardim de infância, com orientação da educadora. As figuras da Sagrada Família foram moldadas e pintadas; o corpo do Anjo foi feito com cartolina, a cabeça com uma bola de pingue-pongue e as asas resultaram de um laço feito com fita.(…)

Ler mais

O poder curativo do Tempo de Família

Há momentos da vida em que sentimos que batemos no fundo. A semana passada, de grande intensidade na escola onde leciono, foi um desses momentos. Lá em casa, todos notam quando a minha vida profissional não corre bem: segundo o Niall, o meu olhar deixa de ter brilho e perco o sentido de humor – e se há coisas graves na vida de um casal feliz, é precisamente a perda do sentido de humor! Segundo os meninos, farto-me de ralhar sem razão. A Lúcia é o meu barómetro, porque ela não tolera um grito. “Pára de ralhar”, diz-me. “Mas eu(…)

Ler mais

Papa propõe cuidar da natureza como «15ª obra de misericórdia»

O Papa afirmou hoje que o cuidado com o Ambiente deve ser visto pelos cristãos como uma “nova obra de misericórdia”, que se une às 14 tradicionais, para defender a “vida humana na sua totalidade”. “Tomo a liberdade de propor um complemento aos dois elencos de sete obras de misericórdia [corporais e espirituais], acrescentando a cada um o cuidado da casa comum”, escreve, numa mensagem divulgada hoje no Vaticano. O texto assinala a celebração ecuménica do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, uma iniciativa lançada pelo Papa em 2015, na Igreja Católica, associando-se a outras Igrejas e Comunidades(…)

Ler mais