A praia, os telemóveis e a contemplação

O dia 25 de abril abriu para a nossa família, “oficialmente”, a época balnear. Já foi uma “abertura” tardia para nós, mas as chuvas de março não o permitiram antes. Assim, de manhã preparámos um belo piquenique, e logo nos aventurámos até à praia da Barra. Começámos pela patinagem no paredão, lugar ideal para as brincadeiras sobre rodas. Que alegria! Os pescadores que por ali se entretinham a pescar viravam a cabeça, espantados com a alta velocidade com que oito crianças e jovens deslizavam. Houve até um ciclista que, ultrapassando-os, os informou: “Estão a patinar a 18 Km /h contra(…)

Ler mais

Na escola de Dom Bosco

Hoje é dia de D. Bosco. No colégio salesiano onde o David estuda, bem como em todos os colégios salesianos do mundo, hoje é dia de festa e de festa grande! Para o David, o dia vai começar com missa, que ele irá acolitar. Depois haverá torneios, jogos, brincadeiras, música, insufláveis e muito mais. Ontem pedi ao David que escrevesse um pequeno texto sobre a sua experiência no colégio, que frequenta pela primeira vez no sexto ano. Aqui fica o texto que o David me entregou no final do dia: “D. Bosco foi um grande santo. Este ano, eu frequento(…)

Ler mais

As maçãs de D. Bosco

Estamos em pleno mês de D. Bosco. No Colégio Salesiano, onde cada vez se sente mais em casa, o David tem vindo a conhecer o seu fundador. Entretanto, também eu vou aprofundando as minhas leituras sobre a sua vida. Entre os vários pontos que fazem dele um grande homem, a pedagogia ocupa um lugar cimeiro. D. Bosco foi um grande pedagogo, daqueles de fazer inveja a uma simples professora como eu. Enquanto eu, diante de uma turma de rapazes mal-formados e maldosos, sinto as lágrimas chegarem-me aos olhos e os nervos ao corpo todo, D. Bosco convencia os guardas-prisionais a(…)

Ler mais

Crescer sem telemóvel?

“Continua a fazer-me imensa confusão estar na cantina da universidade, a comer com os amigos, e a ser o único que não está simultaneamente a teclar no telemóvel”, confessa o Francisco, o nosso estudante de Engenharia Mecânica, quando nos sentamos para jantar. “Não consigo entender que se possa estar a conversar com amigos com os olhos fitos no telemóvel. É, no mínimo, uma enorme falta de educação!” O Francisco recebeu o seu primeiro telemóvel nos últimos dias de aulas do 12º ano. No dia em que o levou para a escola pela primeira vez, os amigos fizeram-lhe uma alegre festa,(…)

Ler mais