Brincar é coisa séria!

Vivemos tempos sérios, hoje em dia. Gostamos que nos convidem para coisas sérias e importantes, que valham a pena e rendam qualquer coisa. Assim, se a atividade de catequese for séria e obrigatória, com direito a faltas, as crianças e os pais vão aparecendo. Mas se a atividade for um magusto, com direito a jogos e sujidade, então não é séria nem obrigatória, e nem crianças, nem pais aparecem. Haverá algo mais sério na infância do que brincar? Haverá algo mais sério na vida de pais do que brincar com os seus filhos? Época de testes… Estudo atrasado… Demasiadas Atividades(…)

Ler mais

Em missão, mas sempre em casa

No sábado passado, dia 6 de outubro, retomámos as nossas Missões de Caná, como lhes chamamos, fazendo-nos novamente à estrada. Têm estado atentos à nossa agenda missionária, consultando os Eventos, para descobrir onde nos podem encontrar? Desta vez, a estrada levou-nos ao Barreiro, bastante longe de casa, à paróquia de Palhais, entregue aos passionistas. Que belo dia passámos! O Senhor, na sua misericórdia, permitiu-nos uma pausa na virose que há uns dias afetava filho após filho, para só ser retomada no domingo de manhã, já em casa 🙂 Como sempre, antes da viagem pensámos em forma de associar um divertido Tempo(…)

Ler mais

O luar, o texugo e a oração familiar

Já repararam como tem estado bonita a lua cheia, esta semana? Ilumina de tal forma, que caminhamos na noite quase como se caminha de dia. Pelo menos aqui, nos campos ao redor da nossa casa. Todas as noites, depois de deitarmos o António e a Sara pelas nove horas, deixamos o David e a Lúcia a ler na sala mais vinte minutos, o Francisco e a Clarinha a estudar, a ler ou a fazer qualquer outra coisa, e saímos os dois, o Niall e eu, para um curto passeio com os cães. Faz-lhes bem a eles, mas sobretudo faz-nos bem(…)

Ler mais

Água Viva

Dizei aos corações perturbados: Tende coragem, não temais! (…) As águas brotarão no deserto e as torrentes na aridez da planície; a terra seca transformar-se-á em lago e a terra árida em nascentes de água. (Is 35, 4-7) No último fim-de-semana, fomos visitar o nosso grande amigo e antigo pároco à sua nova terra, Mirandela (Trás-os-Montes), e ficámos hospedados numa das suas muitas paróquias, à beira de uma belíssima praia fluvial. Uma visita a um grande amigo transformou-se num magnífico Tempo de Família e Tempo de Deus, tempos bem marcados pelo relógio da torre da igreja, com vista da nossa janela,(…)

Ler mais

O II Acampamento de Caná foi assim…

Sexta-feira de madrugada, pelas seis da manhã, o António, de oito anos, abriu a porta do nosso quarto e chegou junto de nós: “Mãe, já posso ir de bicicleta para a quinta do Canto de Caná? Queria ir preparando as minhas coisas para o Acampamento.” De facto, a excitação era tão grande, que não sei como é que ele e os irmãos conseguiram sequer dormir durante a noite. Segundo nos contaram as outras famílias, não foi só na nossa casa esta animação. Há semanas que as crianças de Caná andavam a planear o grande evento do ano, com tanto ou(…)

Ler mais