Acampamento de Caná II

Já várias famílias me contactaram a perguntar: “Então para quando o segundo Acampamento de Caná?” O entusiasmo é enorme. De facto, no verão passado o Acampamento foi um verdadeiro sucesso, e todos estamos ansiosos por repetir a dose… Por isso, aí vai: No último fim-de-semana de julho – sexta-feira dia 27 a domingo dia 29 – aqui na quinta à volta do Canto de Caná teremos o nosso Acampamento de Caná II. Que tal? Preparados? Inscrevam-se aqui, pois as inscrições são limitadas! O Acampamento de Caná é um tempo de convívio e de espiritualidade, ou como nós gostamos de dizer(…)

Ler mais

A praia, os telemóveis e a contemplação

O dia 25 de abril abriu para a nossa família, “oficialmente”, a época balnear. Já foi uma “abertura” tardia para nós, mas as chuvas de março não o permitiram antes. Assim, de manhã preparámos um belo piquenique, e logo nos aventurámos até à praia da Barra. Começámos pela patinagem no paredão, lugar ideal para as brincadeiras sobre rodas. Que alegria! Os pescadores que por ali se entretinham a pescar viravam a cabeça, espantados com a alta velocidade com que oito crianças e jovens deslizavam. Houve até um ciclista que, ultrapassando-os, os informou: “Estão a patinar a 18 Km /h contra(…)

Ler mais

Retiro ou encontro de amigos?

Uma das coisas mais importantes num retiro é a fidelidade a um horário: quem está em retiro não tem “tempos mortos”, pois todos os momentos são peças de um único puzzle. Uma das coisas mais importantes num encontro de amigos é esquecer-se dos horários: os amigos precisam de saber que são escutados sem pressa nem relógio. Podemos então fazer de um dia de retiro um encontro de amigos, e de um encontro de amigos um dia de retiro? Sim, podemos. Não correremos o risco de ganhar um e perder o outro, ou vice-versa? Sim, corremos. Sobretudo se esse encontro de(…)

Ler mais

Tempo de família… com chuva

Depois de tanto pedirmos a Deus o dom da chuva, ei-la para ficar, e ficar, e ficar… E ainda há quem diga que Deus não escuta as nossas orações?! Quando chega a hora de ir buscar os meus filhos à escola, nestes últimos dias, rezo por um pouquinho de sol, ou pelo menos, por uma trégua na chuva. É que dez pessoas numa casa tipo T3, sem poder ir lá fora, não é fácil. Já para não falar nos fins-de-semana… No fim-de-semana anterior a este, a Sofia Portela, a namorada do Francisco, veio visitar-nos. Assim, fomos onze fechados numa casa,(…)

Ler mais

Os montes da infância

Catequese, domingo de manhã, depois da missa das dez. Diante de mim, um grupo de meninos e meninas de onze e doze anos. Hoje falamos sobre os Dez Mandamentos, a propósito da leitura da missa desta manhã, e sobre o bezerro de ouro e os nossos “bezerros de ouro”, a partir do texto de Os Mistérios da Fé (já têm os três livros desta coleção, que eu escrevi?). “Para entendermos bem o que aconteceu a Moisés sobre o monte Sinai, pensem nos montes a que já subiram, nos rochedos que já escalaram, naquela sensação do vento a fustigar-vos o rosto,(…)

Ler mais