“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”

Escrito pela Clara Power: Se Deus, que me criou à sua imagem e semelhança, que me deu liberdade, razão, sentimentos, corpo e alma me diz: “tu és a luz do mundo” (cf. Mt 5, 14), quem sou eu para duvidar? O Criador do mundo aposta inteiramente em mim. Por que tenho eu medo de deixar brilhar a sua luz através de mim? A luz não é minha, o mérito não é meu, tudo o que tenho e o que sou foi Ele que me deu. E Ele é perfeito! Por isso, não é preciso ter medo de deixar brilhar através(…)

Ler mais

Controlo de velocidade de cruzeiro

A nossa missão em Faro foi preparada com muita animação, pois nunca lá tínhamos estado como família. Queríamos aproveitar ao máximo o tempo de missão para fazermos também a nossa descoberta do Algarve. Estávamos muito entusiasmados com a ideia de viajarmos num único carro – geralmente levamos dois, pois o monovolume só tem sete lugares -, graças à generosidade dos salesianos, que nos iriam emprestar a carrinha de nove lugares do colégio. Uma viagem de cinco horas faz-se melhor estando todos juntos, em animada conversa. Assim, sábado de manhã fizemo-nos à estrada, ainda não eram nove horas. Depois de alguns(…)

Ler mais

E chegámos ao Algarve!

O dia 16 de dezembro de 2017 ficará para sempre na nossa memória familiar. Nunca, como desta vez, o aniversário natalício do Tomás foi tão especial! Sábado de manhã, a alegria transbordava cá em casa: vamos ao Algarve! Vivam as férias, viva o sol, viva a praia, vivam as Famílias de Caná! Quem nos ouvisse falar nos dias anteriores, pensaria que efetivamente se tratavam de férias familiares, tal era o nosso entusiasmo. Mas a verdade é que as Famílias de Caná têm um segredo de ouro, traduzido em poucas palavras no seu lema: Tempo de Família, Tempo de Deus. Quando(…)

Ler mais

Por seres cristã

“Obrigado, Jesus, porque vimos duas cabrinhas, um burrito, um cavalo branco e três galinhas…” “Duas! Eram duas galinhas! Obrigado, Jesus, pelo cavalo.” “E pela casa abandonada. Obrigado, Jesus, porque explorámos uma casa abandonada, e estava tão velha, tão velha, que tinha os vidros partidos.” “Sim, foi bué de fixe! E jogámos à bola no campo em frente do cavalo branco. E no largo da igreja.” “E a bola foi para dentro do quintal da casa abandonada e tivemos de saltar o muro para lá entrar.” “E eu fiz uma amiga nova. Chama-se Catarina. Brincámos as duas e queremos brincar outra(…)

Ler mais

A hospitalidade e o bolo inteiro

No domingo à tarde, a Família Power rumou a Santa Comba Dão para mais uma tarde de testemunho. Pelo caminho, como sempre, rezámos o terço, mas foi difícil manter a doce repetição da Avé-Maria quando a estrada se transformou de repente num imenso tapete negro. Que visão tão triste, a de quilómetros e quilómetros de terra queimada, aqui tão perto de nós! As exclamações de espanto e horror foram intercaladas com súplicas por todas vítimas dos incêndios no nosso pequeno país. Em Santa Comba Dão, esperava-nos um anfiteatro bastante cheio. “Seriam muito mais famílias”, assegurou-nos o padre Virgílio, “se os(…)

Ler mais