A Via Sacra e o poder do amor de Deus

Todos os anos, em noite de Sexta-feira Santa, a paróquia de Mogofores sai à rua para rezar a Via Sacra. A cada ano, o percurso é diferente, para que a cada três anos, a Via Sacra percorra as três zonas principais da aldeia. As estações são rezadas diante das casas dos paroquianos, que adornam as entradas com a cruz do Senhor e cobrem o chão e os muros de velas. Para mim, não há noite mais bela em Mogofores que a noite da Via Sacra. Vivo o ano inteiro à sua espera, e seria uma enorme tristeza não tomar parte(…)

Ler mais

A Via Sacra e a neve branca

Sábado, antes do Domingo de Ramos. É preciso prepararmo-nos rapidamente para a semana que vai começar, a Semana Maior, a Semana Santa! Não há tempo a perder. Já perdemos muito, certamente! Agora, cada minuto é importante. Assim, depois do almoço, antes do Francisco sair para participar num evento de voluntariado com a sua magia, reunimo-nos no chão da sala, junto ao Canto de Oração. O António prepara as velas, o David vai buscar a cruz branca lá fora, o Francisco pega na guitarra e a Clarinha prepara o texto. A Sara já foi buscar os corações de cartolina ao cestinho(…)

Ler mais

Via Stellae – O Caminho da Estrela

A tarde do Retiro de Natal, como já é tradição, será ocupada com a Via Stellae: percorreremos o Caminho dos Pastorinhos, que se inicia na Rotunda dos Pastorinhos. Este caminho, que muitos peregrinos de Fátima nunca chegam a conhecer, é o caminho que os Pastorinhos faziam todos os dias, das suas casas à Cova da Iria, à Loca, e aos outros lugares que a Irmã Lúcia refere nas suas Memórias. Foi neste caminho que os Pastorinhos rezaram, falaram do Céu, falaram da Senhora, cantaram e brincaram, guardaram os seus rebanhos, gritaram o nome de Maria até o escutar devolvido pelo(…)

Ler mais

Jubileu Jovem

Escrito pela Clara Power: É o dia 9 de setembro e cerca de três mil jovens preparam-se para o Jubileu dos Jovens em Fátima, neste Ano de Centenário. Entre eles, estou eu, o Frankie e o grupo com quem fiz a Missão Cluny, no verão. Com a participação no terço e na procissão de velas, todos nos preparámos para a noitada que nos esperava, porque apesar de nos terem dito para levar sacos-de-cama, também nos disseram que a oração noturna seria “Non-stop”. De entre todas as atividades que fizemos, a que me marcou mais foi a via-sacra nos Valinhos. Já(…)

Ler mais

A oração e “o bocadinho mais” no Acampamento de Caná

Quando, nos encontros por onde temos dado testemunho, eu digo que a oração familiar cá em casa leva geralmente quarenta minutos diários, as pessoas entre-olham-se com surpresa. Como se pode rezar durante quarenta minutos em família? No Acampamento de Caná, a oração inter-familiar levou precisamente esse tempo, e ninguém pareceu dar por isso… É que a oração de uma família não é a oração de um convento. Ser-lhe-á inferior? De forma alguma! Em ambos os casos, a única coisa necessária é a familiaridade com Deus. Moisés, que falava com Deus face a face, como temos vindo a escutar nas leituras(…)

Ler mais