Testemunhos


Via Sacra

Testemunho da família Miranda Santos:

Se há oração boa para se fazer em família e com crianças é a Via-Sacra. Pelo menos na nossa família resulta sempre muito bem, e por isso nesta altura da quaresma aproveitamo-la ao máximo. É uma oração muito sensorial e também muito cénica que é facilmente acompanhada e vivida por todos. As cenas de cada estação são tão claras e simples que nenhuma criança lhes fica indiferente, mas ao mesmo tempo são tão profundas que nenhum adulto consegue entendê-las completamente.

Para além disso é uma oração óptima para famílias onde a criatividade não abunda (como a nossa) porque a “dinâmica” já está toda inventada. Também não é preciso muito material. Nós cá em casa usamos uma cruz que fizemos com duas tábuas e dois pregos há uns anos atrás. Usamos também umas imagens ilustrativas de cada estação que estão sempre prontas de ano para ano.

Depois de rezarmos a via-sacra na nossa oração familiar pela primeira vez desde o início da quaresma os meninos todos os dias querem repetir, parece que gostam mesmo!

Na versão de interior pomos a cruz no chão da sala, aos pés do canto de oração, e dispomos as imagens em cima de uma mesa. À medida que vamos enunciando cada estação vai cada criança procurar a imagem correspondente e coloca-a sobre a cruz, enquanto meditamos nos textos e na reflexão dessa estação. Na versão mais rápida, quando a oração familiar não pode esticar tanto, não lemos os textos nem a reflexão e dizemos apenas um Glória ao Pai.

Na versão de exterior, que podemos aproveitar mais nesta Semana Santa e de férias, vamos até ao seminário aqui perto de casa, que tem uma Via-Sacra na quinta. Neste caso a dinâmica é imposta naturalmente pelo caminho entre estações e pelo carregar da cruz que está acessível a todos, com mais ou menos esforço. Entre reflexões, cânticos entre estações, corridas e colheita de objectos da natureza, cada um pode aproveitar à sua medida deste momento familiar a caminhar com Jesus.

Claro que a Via-Sacra não é só uma oração familiar, nem nós queremos que os nossos filhos pensem que nós somos os únicos malucos a recordar desta forma os últimos passos e a paixão de Jesus. Por isso também é importante participarmos de uma Via-Sacra em comunidade. De há uns anos para cá temos optado por participar na Via-Sacra na baixa de Lisboa, na Sexta-feira Santa. Para além de ser uma celebração imponente no coração da nossa capital, tem a grande vantagem para nós de ser durante amanhã. Na verdade não entendemos porque é que em todas as paróquias que conhecemos a Via-Sacra é adiada para o final do dia. Para nós é uma óptima forma de viver o tempo de Sexta-feira Santa, a recordar e viver o caminho para a cruz. E depois de passarmos a manhã neste caminho, encaixa perfeitamente a celebração da Paixão ao início da tarde.

Que esplêndida esta oportunidade que temos de permitir a todos, pequenos e grandes, a contemplação dos passos da Paixão de Jesus através desta oração vivida em comunidade, familiar e alargada. Que Jesus nos vá ensinando a Amar até ao fim como Ele através deste pequenos passos que damos a tentar segui-Lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *