Em Caná da Galileia…



S. Miguel, o Terço e a crise da Igreja

Serão do dia 29 de setembro. Depois de arrumada a cozinha, reunimo-nos, como sempre, no Canto de Oração Familiar, para a oração. “Meninos, sabem que dia é hoje?” Pergunto. “Dia dos Arcanjos, não é? S. Miguel, S. Rafael e S. Gabriel.” “Mas o que são arcanjos, mãe?” “Há muitas hierarquias de anjos. Há os anjos-da-guarda, os arcanjos, os serafins, e muitos outros. Há mais anjos do que seres humanos, pois cada homem e mulher criados, desde o início dos tempos, tem um anjo-da-guarda, e pelo menos cada nação que existe também. De facto, o anjo que apareceu em Fátima disse(…)

Ler mais

Domingo XXVI do Tempo Comum, ano B

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga PISTAS PARA A NOSSA DESCLERICALIZAÇÃO Moisés recebeu de Deus a difícil missão de conduzir o povo até à Terra Prometida. Às vezes, apetecia desistir. Moisés falava então com Deus e não media as palavras, como neste trecho do Livro dos Números: “Acaso fui eu que concebi todo este povo? Fui eu que o dei à luz, para me dizeres: Leva-o ao colo, como a ama leva a criança de peito, até à terra que prometeste a seus pais? Onde arranjarei(…)

Ler mais

O luar, o texugo e a oração familiar

Já repararam como tem estado bonita a lua cheia, esta semana? Ilumina de tal forma, que caminhamos na noite quase como se caminha de dia. Pelo menos aqui, nos campos ao redor da nossa casa. Todas as noites, depois de deitarmos o António e a Sara pelas nove horas, deixamos o David e a Lúcia a ler na sala mais vinte minutos, o Francisco e a Clarinha a estudar, a ler ou a fazer qualquer outra coisa, e saímos os dois, o Niall e eu, para um curto passeio com os cães. Faz-lhes bem a eles, mas sobretudo faz-nos bem(…)

Ler mais

Nove meses

Neste fim-de-semana, a dois meses e meio do termo da gravidez e aproveitando estes lindos dias cheios de sol, a minha corda da roupa no jardim esteve particularmente bonita. Ora vejam: Tão bonita, que nos intervalos entre lavar, estender, passar e arrumar (em gavetas acabadinhas de lavar também), eu simplesmente me sentava ali, num banquinho, a contemplar. Haverá visão mais bela, na lide de uma casa familiar? “Estás muito feliz, não estás?” Ia perguntando o Niall, quando passava por mim e me via ali, sorriso de orelha a orelha, olhando a roupa a secar ao sol. E eu só conseguia(…)

Ler mais

Um novo ano escolar

Um novo ano letivo começou. Aqui em casa, e porque insistimos em ir à praia e brincar no jardim até ao último momento, isso significou, na semana passada, muitas horas de verdadeiro stress, tentando comprar todos os materiais necessários, encadernar os livros, limpar as mochilas, afiar lápis e procurar borrachas perdidas um pouco por todo o lado. Estas imagens da nossa mesa da sala são-vos familiares? Graças a Deus, tenho cá em casa um Francisco e uma Clara, que vendo o meu estado de cansaço e a barriga enorme, se dispuseram a fazer tudo o que foi preciso para que nada(…)

Ler mais