Notícias Aldeia S. Gaspar del Búfalo


Como nasceu a nossa Aldeia de Caná

Sinto-me abençoada por Deus pela oportunidade deste nosso primeiro encontro de famílias, em Proença-a-Nova. Senti que apesar de não conhecer a maioria das famílias, todas elas nutriam em seu coração a necessidade de união entre famílias, a ideia de sermos suporte e intercedermos  uns pelos outros, da partilha e serviço ao próximo e da nossa comunidade, ” servir sem esperar nada em troca” como afirmou o Padre Paco. Estamos dispostos a fazer este caminho de união e de nos aproximarmos e descobrirmos a presença de Deus na nossa vida, capaz de operar milagres…

Foi um encontro muito simples com as famílias, com a presença do Padre Paco e muito calor humano e sorrisos das crianças.

No primeiro encontro meditamos na raiz Bíblica das Famílias de Caná: as bodas de Caná (João 2).

Preparei uma mesa com uma vasilha de barro e com um jarro cheio de água.

IMG_1945[1]

“O nosso matrimonio, a nossa família é este ambiente de festa em que o Senhor quer ser convidado a participar, junto de sua mãe. Andamos muito preocupados e ocupados com tantas coisas que nos esquecemos de Deus na nosso dia-a-dia. Dentro da nossa família, dentro do nosso coração há algo que só pode ser preenchido pela presença de Deus. Podemos tentar preencher esse espaço com bens materiais, pessoas mas é em vão… só Deus preenche.  

Jesus é discreto na nossa vida mas está sempre lá à espera de ser convidado para nos trazer a verdadeira alegria. Nossa Senhora está sempre atenta às nossas necessidades e intercede por nós a Jesus:  “ Não têm vinho!”

Vinho, símbolo da alegria e a água, símbolo da vida. Esta falta de vinho na nossa família é a falta da alegria, falta de união… Jesus transformou a água em vinho. É isso que ele quer fazer na nossa vida também, transformar a água, a nossa vida cheia de preocupações, angústias, tristezas em vinho, em alegria verdadeira e renovação.”

Cada família foi convidada a pegar no jarro de água e simbolicamente a colocar nessa água toda a sua vida, preocupações, projetos, impossíveis… e a despejar um pouco de água na vasilha de barro. Simbolicamente todas as famílias depositaram naquela água tudo aquilo que precisava de ser transformado em vinho. Juntos com a pagela na mão recitámos a consagração a Nossa Senhora Auxiliadora, mãe de Caná:

“Nossa Senhora Auxiliadora, Mãe de Caná,
Consagramos-te hoje e sempre a nossa família.
Confiamos na tua intercessão de mãe,
Para que o vinho da fé, da esperança e do amor
Nunca acabe em nossa casa.
Faz de nós servos do Senhor, como tu,
E ensina-nos a fazer
Tudo o que Jesus nos disser.
Ámen!”

Enquanto isso as crianças faziam festa lá fora, depois de ouvirem a história de David e Golias e terem feito as suas pinturas, o padre Paco juntou-se ao grupo e apresentou-lhes os animais do seminário: os bois, as galinhas, os coelhinhos recém-nascidos e …

IMG_20150329_164807[1]
IMG_20150329_164745[1]

…a sua ovelhinha chamada olá.

IMG_20150329_181628[1]

O lanche foi um momento de partilha e conversa…

IMG_1953[1]
Depois seguiu-se um pequeno momento de oração dos mais pequenos: cada um com uma flor na mão fez a sua oração espontânea : ” Obrigada Jesus…” e ofereceram essa flor a Nossa Senhora. Por fim, todos contentes, mostraram aos pais as suas pinturas.

Obrigada a todas as famílias que abriram os seus corações e participaram neste encontro! Aprendi e aprenderei muito ainda com todos vós! Que esta semente lançada dê muito fruto nas nossas vidas, nas nossas famílias e em tantas outras famílias que se juntarão a nós…

IMG_1961[1]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *