Notícias Aldeia S. João Batista


1º aniversário da Aldeia do Ribatejo

Comemoramos hoje um ano de caminhada, o nosso primeiro ano enquanto aldeia! Para assinalar este marco reunimos a Aldeia no passado sábado em Santarém. E que bom foi não termos desistido devido às contrariedades da vida.

É realmente mais fácil pensar em desistir quando as coisas não correm como o esperado, mas a persistência iluminada pela fé faz com que recebamos sempre muito mais do “que cem por um”. Deus é na realidade muito bom para com os seus filhos, e nunca se deixa vencer em generosidade.

No final do dia sentíamos renovada a nossa vida espiritual, sentíamos viva a nossa caminhada enquanto Família de Caná em conjunto com a família da Marta e do João e o nosso coração estava inundado com o carinho que recebemos sempre que vamos à Fundação Andaluz!

A grande surpresa e a maior alegria, para mim (Olívia) foi um convite inesperado por parte do zelador da igreja do Santíssimo Milagre, que nos viu rezar e nos ouviu na nossa consagração à Mãe de Caná junto ao altar. Assim que terminámos ele veio junto de nós para nos convidar a fazer o percurso passando por trás do altar – apenas feito em grupos e com marcação antecipada – eu já tinha visto muitas pessoas que entravam e saíam, o que eu não sabia era o que viam…

Nós, aceitámos o convite e não contive a emoção de ver ali à nossa frente o nosso Salvador, presente na Hóstia Consagrada e Milagrosa cheia de Sangue! Quanta honra para nós! Que alegria aqueles breves minutos na presença da verdadeira Luz que nos aqueceu o coração e nos fortaleceu!

Saímos em seguida para a fundação onde fomos recebidos por uma das responsáveis – a irmã Rita e duas outras irmãs, ali pudemos descansar, conversar e fazer a oração do Rosário na linda capela.

Claro que não poderíamos dar por terminado o nosso encontro sem um momento de partilha lanchando e rindo, conversando e conhecendo mais um pouco desta casa e destas pessoas que dia após dia colaboram na educação destas meninas e que também elas vivem para “fazer tudo o que Jesus nos disser”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *