Começou o Advento

Testemunho da família Batista  Há muito tempo que o nosso primeiro domingo do Advento não era vivido com tanta alegria, simplicidade e empenho. Na verdade, costumava planear demasiado e depois os planos não corriam como era esperado e era uma frustração… Preparar a família para o Advento começou com gestos pequenos, como procurar que tudo fosse feito com calma e dedicação, procurar não apressar demasiado as coisas para que no final deste domingo não estivéssemos desanimados, mas cheios de vontade de continuar a caminhar. Não fizemos tudo o que seria de esperar, mas o que fizemos foi uma bênção! O(…)

Ler mais

Qual é a pressa?

Reflexão da Olívia Batista: Ao longo das duas últimas semanas tenho ouvido inúmeras vezes “este ano o Natal chegou mais cedo”, ou “já fizemos a Árvore de Natal”… todos os anos se repete esta pressa desenfreada para comprarmos os brinquedos, doces (que correm o risco de passar da validade) mas confesso que este ano me parece cedo demais, impositivo demais… superfícies comercias, iluminações acesas nas ruas, publicidades, partilhas nas redes sociais… afinal qual é a pressa? Tudo tem o seu tempo e no ano litúrgico não há vazios! Estamos sempre a caminhar em frente, não a saltitar apenas para as(…)

Ler mais

O bem e o mal

Reflexão da Olívia Batista: Todos os dias ouvimos e vemos através das redes sociais e dos meios de comunicação relatos de acontecimentos terríveis que nos deixam tristes, desanimados e revoltados, notícias de violência doméstica, mortes, adolescentes que caem nas malhas da droga, suicídios e desavenças, intrigas e perseguições. Algumas destas notícias dizem respeito a pessoas que não conhecemos, mas, num dia ou noutro as notícias que nos chegam são de pessoas a quem estimamos, de amigos próximos e familiares, e “os nossos males doem sempre muito mais…” Perante isto a inevitável pergunta exterioriza muitas vezes o que sente o coração:(…)

Ler mais

Celebrar em família com os cinco sentidos

Desafio da Olívia Batista   Uma das ideias que mais persiste na minha cabeça desde o retiro sobre o Ano Litúrgico é a ideia de que a nossa humilde igreja doméstica, além de poder celebrar em comunidade todos os domingos e dias de festa, também o pode fazer em casa usando para isso imaginação e os cinco sentidos: visão, olfato, tato, paladar e audição. Isto de assinalar datas importantes dá trabalho e nem sempre estamos com os sentidos apurados para festejar! E nós (que gostamos de andar pela Internet de vez em quando à procura de ideias) ficamos muitas vezes(…)

Ler mais

Um milhão de crianças rezam o terço

Testemunho-desafio da Olívia Batista: Fazer parte das Famílias de Caná é receber Maria e Jesus em nossa casa, todos os dias, convidá-los para a nossa vida, com todas as nossas alegrias e dificuldades. Na espiritualidade desta forma de viver cada Família de Caná oferece a Jesus seis pequenas “bilhas”, que procura esvaziar de tudo o que é mundano. À Palavra de Jesus enche-as de “água” até transbordarem, numa obediência pronta e generosa. Finalmente, experimenta a abundância do amor de Jesus, que por intercessão de Maria, não permitirá que o “vinho” da fé, da esperança e do amor acabe na sua(…)

Ler mais