Testemunhos


A Eucaristia e o Getsémani

Testemunho do João Miranda Santos Eis-nos chegados à Quinta-feira Santa de uma Páscoa especial, que vai ser vivida de uma forma diferente do que alguma vez o fizemos. Desde o início deste período em que estamos a viver “fechados” em casa que há uma coisa da qual sentimos uma falta incontornável e insubstituível: o Pão da Vida. Temos acesso a praticamente tudo aquilo que achamos essencial: ao nível carnal podemos obter tudo aquilo de que precisamos para viver, e até o que não precisamos, apesar dos riscos que corremos ao ir a superfícies comerciais; ao nível espiritual não têm faltado(…)

Ler mais

É tempo das Famílias de Caná!

Testemunho da Isabel Marantes: Neste tempo de ouvir, todos nós nos podemos aperceber do que Deus nos quer dizer e do bem que Ele pede que tiremos de toda esta situação que vivemos… Mas para isso é preciso ouvir… ouvir os Sinais dos Tempos, como diz a Teresa. E penso que para cada um, a mensagem pode ser um pouco diferente, de acordo com as circunstâncias que atravessamos neste tempo difícil. Mas para todos, é um tempo de ouvir…e decidir… Tal como disse o Papa Francisco no Momento Extraordinário de Oração a 27 de Março na Praça de S. Pedro:(…)

Ler mais

Com Jesus, em nossa casa

Testemunho da Olívia para estes dias que antecedem a Páscoa   Quem acompanhou no passado dia 27 a emissão do Vaticano, na bênção Urbi et Orbi certamente ficou, tal como eu, tocado pela imagem do Papa Francisco que caminhava praticamente sozinho, por isso lembrei-me de propor aqui em casa que vivamos esta semana Maior da vida da Igreja com Jesus. Em cada passo. No meio do nosso trabalho, do chamamento dos mais novos, dos jogos, da preparação das refeições, enquanto estendemos a roupa, enquanto arrumamos pela milésima vez os brinquedos espalhados pela casa. Nunca antes nos foi exigido que vivêssemos(…)

Ler mais

A rotina dos dias sem rotina

Testemunho da Olivia Batista, escrito através do telemóvel, nos intervalos das tarefas e solicitações do dia e a prestações… É sábado, sobrevivemos à primeira semana de isolamento voluntário e agora obrigatório aqui na nossa casa, nesta pequena aldeia perdida no centro de Portugal. Para quem trabalha naquilo que gosta, como é o nosso caso, foi extremamente difícil reconhecer que devemos ficar em casa a cuidar dos nossos. Falava a Teresa em como era tão bom se quiséssemos o que Deus quer nesta quaresma… mas é tão difícil perceber o que Deus quer! Assim, temos sido abençoados com esta experiência (a(…)

Ler mais