Em Caná da Galileia...


A missão e o cesto de violetas

Como já anunciámos nos Eventos, na próxima sexta-feira, às 21 horas, iremos partilhar a nossa vivência da fé em tempo de Advento no colégio salesiano de Manique.  Estaremos juntos, em família, graças ao magnífico acolhimento dos sacerdotes salesianos, que nos irão dar jantar e dormida. É um testemunho aberto a todos, e todos são bem-vindos! Estou concretamente a pensar em leitores do blogue e, agora, do site, que vivem na zona da grande Lisboa e nunca tiveram oportunidade de fazer um retiro connosco ou simplesmente nos cumprimentar… Apareçam! Será uma alegria enorme poder abraçar-vos!

No dia seguinte, e aproveitando a nossa estada na capital, iremos visitar a Aldeia de Caná S. Joaquim e Santa Ana, em Almada. Estamos ansiosos pelo encontro! As Famílias de Caná desta simpática Aldeia convidaram mais algumas famílias a estarem presentes, e nós aproveitamos agora para vos convidar também. Estaremos na Igreja Nossa Senhora da Esperança, na Quinta do Conde, e começamos às nove e meia da manhã, sábado dia 19. Irei fazer um ensinamento sobre o carisma das Famílias de Caná, e teremos momentos intensos de oração, de brincadeira e de partilha, para pormos a conversa em dia! O almoço será, como sempre nos nossos encontros, partilhado entre todos, e terminaremos com missa vespertina na paróquia, às três e meia da tarde. Escrevam-nos para o mail central deste site, caso tenham vontade de aparecer, apenas para termos tudo controlado em termos logísticos!

Num destes dias, numa entrevista, e a propósito de tantas viagens, perguntaram-me quais os projetos que temos para as Famílias de Caná. Respondi com uma gargalhada. As Famílias de Caná não são uma empresa, com projetos, avaliações e contratos. Vivemos ao ritmo do Espírito Santo, que sopra onde quer, quando quer e como quer. Por isso somos, como o Vento, movimento! E também como o vento, a nossa missão é semear, sem grande método, largando a semente por onde passamos. Não costumo fazer contas às sementes que vamos semeando…

Por enquanto, destas sementes têm nascido pequenas violetas escondidas, perfumando o campo em redor com a sua alegria e a sua generosidade. Como o cestinho de violetas que uma fiel leitora do blogue e do site nos ofereceu, quando fomos testemunhar à paróquia da Sagrada Família, na Praia da Barra… Uma flor por cada filho, disse-nos a Maria Marçal, ao oferecer-nos o lindo cestinho. Nem o Tomás foi esquecido: para ele, uma violeta branca! Elas estão plantadas no nosso jardim, trazendo-nos cor, perfume e a recordação de um gesto de ternura.

violetas-da-barra-22_10_16-2

Ser Família de Caná talvez seja, afinal, apenas um cesto de violetas… E como o mundo precisa de cestos assim!

4 Comments

  1. Já me fizeste chorar… uma pessoa sempre a querer estabelecer objetivos e projetos e quase cede à frustração… depois apercebe-se que realmente “Vivemos ao ritmo do Espírito Santo, que sopra onde quer, quando quer e como quer. Por isso somos, como o Vento, movimento! ”
    Obrigada, do fundo do coração!

  2. 🙂 estou há espera do nosso retiro!!!

    Abraço e Deus vos acompanhe!

  3. Margarida Catarino

    Olá Teresa,

    Que linda mensagem que transmitiu (como tem sido habitual) sempre com textos totalmente inspiradores, reais, concretos, sim, porque não “floreia” a verdade, fala de coração aberto e cheio de amor e sinceridade, fala para a grande Família, que somos…cada um de nós… um Todo! Obrigada pela ajuda que dá e que transforma os nossos anseios em renascimento e amadurecendo do espírito.
    Um beijinho,
    Margarida Catarino

  4. Olá Teresa.
    Que texto tão cheio de primavera. Sim, o Espírito sopra onde, quando e como quer. Como lhe disse aquando da sua vinda aqui à Barra, pertenço ao Movimento Apostólico de Schoenstatt. O seu Fundador, Pe Kentenich no início também pensou só nos seminaristas, mas depois…passados que foram 100 anos, em 2014, pudemos constatar que Schoenstatt está nos cinco Continentes. O Espírito soprou…assim será com as Aldeias de Caná, tenho a certeza. Que o Bom Deus continue a abençoar os vossos passos.
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *