Em Caná da Galileia...


Abraão, Sodoma e Gomorra – e um Rap à maneira!

O Acampamento de Caná foi absolutamente inesquecível. Como sempre. Talvez ainda melhor que sempre. Uma maravilha! Da nossa família, faltou o Francisco, que está fora do país neste momento. Mas acompanhou-nos por Whatsapp e em sintonia de oração.

Enquanto vou aguardando que as fotos cheguem, enquanto vou organizando as ideias, preparando posts, deixo-vos com a nossa humilde participação no Serão Bíblico – humilde, porque num serão daquela qualidade, é difícil estar à altura!

Tive pressa em partilhar convosco este vídeo – correndo o risco que se escangalhem a rir da nossa triste figura – porque a história que aqui contamos é a história da primeira leitura da missa neste domingo passado: a história da primeira oração de intercessão da História!

As histórias na Bíblia são contadas de muitas formas: com cânticos solenes, com cânticos tradicionais, com poemas, cartas, leis, lendas, diálogos, fábulas. Bem, no serão bíblico descobrimos que também podem ser contadas em… rap.

Divertimo-nos demasiado a preparar este número. Rimo-nos às gargalhadas muitas e muitas vezes. Fizemo-lo no carro, todas as manhãs no regresso da praia, Bíblia na mão da Clarinha, inventando rimas e testando beats no telemóvel. Treinámo-lo da mesma forma, durante muitos dias, depois de feito. Resultado: aprendemos de cor a história do diálogo de Abraão com Deus, e creio que nunca mais a esqueceremos.

Domingo de manhã na missa, enquanto no ambão, o Serge proclamava a Primeira Leitura, os rostos dos participantes do acampamento iluminavam-se, esboçando sorrisos cúmplices. E sobre os joelhos, alguns iam batendo um ritmo especial…

Aqui fica então:

E agora, escolham o vosso beat preferido e cantem connosco:

Sodoma e Gomorra
Estão cheias de pecado.
Os seus altos brados
Escuto em todo o lado.
Dos céus eu descerei –
Oráculo do senhor –
Por mim próprio verei
se é verdade o seu clamor!

I say we pray
Oh yeah we pray
We’ve got to pray just to make it today

Contarei a Abraão
esta minha intenção?
Afinal ele será pai
de uma grande nação!
P’ra sodoma caminhando
Vamos os dois conversando:
Sodoma destruirei
Nenhum bem lá encontrei

REFRÃO

O justo matarás
Junto com o pecador?
Pensei que eras bom
Pois tu és o senhor!
Se houver cinquenta justos
espalhados na cidade
Não hás de em sua honra
perdoar tanta maldade?

REFRÃO

Abraão, ó meu amigo
Estás a aprender a rezar
A todos perdoarei
Se cinquenta encontrar!

Não leveis a mal
Deixai-me insistir
Se houver quarenta e cinco
Ireis tudo destruir?

REFRÃO

Se quarenta e cinco houver
eu não destruirei.

Perdoai-me meu senhor
Mas de novo falarei.
E se só quarenta houver
Trinta e cinco, trinta talvez
Se justos Sodoma tiver
Apenas vinte de uma vez…?

REFRÃO

Não se irrite o meu senhor
Falo uma última vez
Justos não haverá
Mais que apenas dez…

Estou feliz pai Abraão
pela tua oração
A cidade vou salvar
se dez justos encontrar!

4 Comments

  1. Ola grande familia power. Abencoado rap que fica no ouvido no coracao e na Alma. Adorei ,esta um espectaculo! Bjokas a todos continued com essa Alma cheia.

  2. Isabel Marantes

    Foi realmente um rap fantástico, com muito ritmo e muito divertido.
    Nós cá em casa nunca mais vamos ouvir esta leitura da mesma maneira!
    Obrigada por toda a vossa entrega neste acampamento de Caná, família Power, e pela entrega de todas as famílias que participaram.
    “I say we pray, Oh yeah we pray” para que todos os anos o acampamento de Caná tenha a alegria, a simplicidade e a fraternidade que sentimos este ano!
    Um bem-haja a todos!

  3. “Vamos todos rapar!!” Yeah!!!! Ahahahah
    “We’ve got to pray” – Que este refrão ressoe em nós com esta certeza de que Deus está sempre disposto a ouvir-nos AINDA mais uma vez: “Estou feliz pai Abraão pela tua oração. A cidade Vou salvar se dez justos Eu encontrar”!! Yeahhh
    Estes serões bíblicos são sempre uma animação. No momento e pelos dias fora!!

  4. Pilar Pereira

    Adorei o vosso rap. Fica no ouvido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *