Em Caná da Galileia...


Aleluia à chuva

O Francisco veio carregado de fotografias e de pedaços de vídeos no seu telemóvel, para que cá em casa pudéssemos partilhar um bocadinho do que por lá se viveu. “Nem imaginas como nos sentíamos ligados aos jovens do mundo inteiro!” Comentou. “Falando ou não falando a língua de cada um, todos nos entendíamos, todos ríamos juntos, todos sorríamos uns aos outros. Foi maravilhoso!” Depois, pegou no telemóvel e mostrou-me o que aconteceu quando o seu grupo de jovens salesianos começou a cantar o famoso Aleluia de Taizé, numa manhã de chuva, enquanto esperavam que se abrisse mais uma Porta Santa… Do seu grupo de jovens para os jovens do mundo inteiro, o Aleluia correu a multidão como um rastilho de louvor.

Ah, quando o mundo inteiro quiser cantar Aleluia ao Senhor, numa única família de povos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *