Em Caná da Galileia...


Finalmente: “Todos os dias da nossa vida”!

Chegou hoje, no correio. Cheira a novo, cheira a livro, como eu gosto. E tem uma capa colorida. Não é demasiado grosso, que as pessoas têm pouco tempo. Mas também não é demasiado pequeno, para não deixar fome.

Comecei a escrever “Todos os dias da nossa vida” durante a gravidez do Daniel, mas foi só depois de deixar de escrever aqui no site que encontrei tempo para o terminar.

O título e a inspiração para o livro surgiram depois de uma conversa por whatsapp com a Sónia Alexandrina Santos, em que ela me dizia que o difícil, mas também o belo de um casamento não são tanto os momentos isolados de grande euforia, ou os grandes acontecimentos, mas os momentos esquecidos, rotineiros, pouco atraentes e não marcantes de “todos os dias da nossa vida”, como prometemos ali no altar. Uau, pensei, quando a “li”. E lancei mãos ao trabalho.

A trama deste livro é simples: momento a momento, promessa a promessa, vou avançando pela missa do nosso matrimónio, e entrelaçando-a com as histórias da Bíblia e as nossas histórias, histórias com que, naquele dia, nem sonhávamos. Diz o Papa Francisco: “Precisamos de refletir mais sobre a ação divina no rito nupcial” (AL nº75). Foi o que procurei fazer.

“O Daniel vai ficar triste por não aparecer no teu livro Em Tua Casa“, comentam às vezes os nossos filhos. Por isso, quando lhes disse que o novo livro chegou, a primeira pergunta foi: “Já falas do Daniel neste livro?” Já, já falo do Daniel. Tenho até um capítulo inteiro sobre o tema da gravidez e do parto, que escrevi imediatamente antes e depois do nascimento do Daniel. Acho que ele já não tem razão para ficar triste 😉

Queridos amigos, como prometido, ao deixar de escrever diariamente ou quase aqui, neste site, encontrei o tempo necessário para vários outros projetos que acalentava no coração.

S. José, o Sonhador já está a dar frutos, segundo me disseram alguns amigos, embora aqui no site ainda ninguém tenha comentado depois da leitura (ah, não levem a mal esta pequena deixa).

O podcast Eu e a minha família serviremos o Senhor também está a fazer caminho, e parece que muito bem. Se preferirem, podem escutá-lo no nosso canal do Youtube, aqui.

Rezo para que Todos os dias da nossa vida faça caminho neste ano tão especial, encorajando as famílias a (re)descobrir a grande maravilha que é a nossa vocação ao amor…

E termino por hoje. É que ainda tenho mais uma surpresa, mas só daqui a uns dias 🙂

Que o Senhor Ressuscitado nos continue a fazer arder o coração e Se nos revele todos os domingos, ao partir do Pão! (Já leram o Ensinamento Mensal?) Ámen.

 

 

12 Comments

  1. Que bom Teresa. Já tinha saudades da sua escrita,tem me feito falta as vossas histórias.mas essas surpresas suas alegraram me A alma, o podcast amei a vossa ideia e estou desejosa para ouvir todos os episódios e o livros ansiosa por os ler.no momento que tamos a passar isso vai nos ajudar e muito.obrigado de coração pela partilha do vosso exemplo .

  2. ESte novo livro parece ser uma leitura preciosa. Não posso deixar passar (uma “especialidade” minha)!

  3. Sónia Alexandrina Santos

    As nossas conversas “davam um livro”… E deram mesmo!! Ahaha
    Bom, só posso afirmar-me muito (muitíssimo) honrada com tamanha coincidência(!!), esta de eu dizer umas palavras e tu sentires-te inspirada a escrever um livro, ainda por cima sobre um tema tão difícil, tão delicado e tão mal tratado nos tempos que correm.
    Estou muito, muito curiosa para o ler, certa de que incendiará os corações meio atordoados e distraídos que andam por aí a caminho…
    Muitos parabéns e muito obrigada pelo teu/vosso trabalho:)

  4. 🙏🏻☺

    Muito obrigada🙏🏻🙏🏻🙏🏻

  5. Já encomendei, daí só pode vir coisa boa e valiosa!!!!

    Muito obrigado aos autores e à inspiração!

    Beijinhos

  6. Susana Machado

    Boa tarde,

    Em primeiro lugar obrigada Teresa por nos presentear com mais um livro.

    Tentei comprar pela Wook mas não consegui.Como conseguiu Sónia?

  7. Olá, Teresa! Por Providência encontrei o livro numa livraria quando estive aí. Lá estava ele a sorrir-me em cima da prateleira. Comprei, encomendei mais uns, já o li, devorei, reli algumas páginas, e que livro fantástico!!! Um verdadeiro hino ao Sacramento do Matrimónio, à vida familiar e ao Movimento das Famílias de Caná. O extradordinário no ordinário da vida, a santidade no meio das fraldas, das panelas, dos choros e dos sorrisos. Ao longo da leitura senti-me convidada a entrar no vosso lar e a também eu, fazer memória as promesas nupciais e “do todos os dias da nossa vida” em que temos que as renovar. Adorei a receita das panquecas do Niall!!!🙂 Queremos mais livros assim!

    • Que bom, Natércia! O teu comentário tem muito valor para mim, pois sei bem a profundidade a que estás habituada 🙂 Olha, se puderes comentar também no site das Paulinas, seria bom! Eu dou-me conta que em Portugal se comentam pouco os livros. Quando procuro um livro na Amazon, por exemplo, leio sempre as avaliações feitas, e vejo-me assim a comprar livros que, de outra forma, me passariam ao lado. Fazes isso? Sem avaliações, o livro corre o risco de passar como “mais um livro aborrecido sobre doutrina árida”, que é o que, infelizmente, muitos ainda associam ao tema do sacramento do matrimónio! Bjs!

  8. Sim, claro. Vou fazer isso! Não queremos que ele passe despercebido! 🙂Bjinhos

  9. Susana Machado

    Boa tarde Filipa , não sei o que estava a fazer mal, mas já consegui pela Wook. Muito obrigada .

  10. Licínia Maria

    Só posso dizer: que bom, Teresa! No teu silêncio em sorriso, escondes sempre uma surpresa. Obrigada amiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *