Em Caná da Galileia...


O Caminho de Emaús a partir de 1 de março – quem se quer fazer à estrada?

A primeira edição do Caminho de Emaús foi um enorme sucesso. Digo-o cheia de alegria, porque sessão a sessão, descobria no ecrã do meu computador, via Zoom, olhos brilhantes e sorrisos abertos, enquanto dedos atarefados viravam as páginas de Bíblias cada vez mais manuseadas. Durante seis meses, recebi muitos e-mails a agradecer este Caminho que íamos fazendo juntos, e a contar os milagres que a Palavra ia fazendo em cada casa. Houve quem, depois de uma sessão, decidisse não se deitar sem ler o Livro de Jó, ou a Carta aos Romanos, de ponta a ponta; houve quem começasse a ler as leituras da missa diária; houve quem comprasse uma Bíblia de Jerusalém pela riqueza das suas notas; houve quem imprimisse os meus apontamentos para os estudar mais a fundo. E sobretudo, houve quem se encontrasse face a face com Deus em oração.

Este Caminho foi percorrido pela quase totalidade das Famílias de Caná, por vários catequistas, por dois sacerdotes e por muitos leigos empenhados nas suas paróquias das mais variadas formas. Ao todo, éramos cerca de trinta a trinta e cinco pessoas/famílias em cada sessão. E com o passar do tempo, fomos construindo comunidade.

Muitos me pediram, no final, para repetir este “curso bíblico” tão especial, para que o cônjuge, os pais, os filhos, os amigos, o possam fazer também. Hesitei primeiro, porque não é sem algum esforço que aqui em casa fazemos este Caminho acontecer, semanalmente, pontualmente, na nossa sala de estar. Mas o Senhor sabe o que fazer para me convencer: bastou ouvir de passagem dois jovens a comentar como não gostavam do Antigo Testamento, por falar de um Deus agressivo, e logo me senti – como o Deus do Antigo Testamento – inflamar de emoção. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para que os cristãos descubram o amor infinito de Deus desde as primeiras páginas da Bíblia! Esta formação não está, pois, limitada aos que já têm uma vida de fé profunda e empenhada, mas aberta aos que ainda se sentem “de fora”, aos que duvidam, aos que não gostam de ler a Bíblia – mas gostavam de gostar.

O que é o Caminho de Emaús? É uma oficina bíblica, uma caminhada pela Bíblia durante cerca de seis meses, isto é, durante 20 sessões de uma hora cada, via Zoom. Durante este tempo, percorreremos a Bíblia de ponta a ponta, para descobrir que (teologicamente) não se trata de uma biblioteca, ou de um conjunto de livros, mas sim de um único livro, com princípio, meio e fim, que conta uma única história da primeira à última página. Não foi assim que Jesus apresentou as Escrituras aos dois discípulos de Emaús, durante o primeiro curso bíblico da História, ao longo de horas e horas de caminhada? Toda a Bíblia, disse o Senhor, falava d’Ele mesmo. Jesus é a Palavra. É por isso, por exemplo, que os dois primeiros capítulos da Bíblia rimam com os dois últimos, como talvez já tenham (ou não) reparado!

Assim, e depois de uma sessão introdutória, iremos ler as Escrituras a partir de sete temas, que as atravessam de ponta a ponta, dedicando várias sessões a cada tema:

1 – A Aliança

2 – O Templo

3 – O Cordeiro de Deus

4 – O Pão da Vida e o Vinho da Salvação

5 – O Matrimónio Espiritual

6 – Maria

7 – A Bênção e a Maldição

Por fim, como os discípulos de Emaús, terminaremos descobrindo o Senhor na Eucaristia. Serão mais duas sessões dedicadas à Missa na Bíblia e à Bíblia na Missa. 

Que tal? Vamos a isso? As sessões terão início quarta-feira 1 de março às 21 horas, via Zoom. O endereço será partilhado com quem se inscrever. Começaremos e terminaremos sempre a horas. Serão 20 sessões, o que nos leva até inícios de julho. O nosso manual será a Bíblia, que folhearemos continuamente durante as sessões.

Inscrevam-se hoje mesmo, e divulguem esta formação o mais que puderem, pelas vossas paróquias, pelos grupos de catequistas, leitores, cantores, acólitos, pelos vossos párocos, pelos vossos amigos e familiares, pelos que estão longe e pelos que estão perto, na vida como na fé, por todos os que desejem aprofundar a fé no Deus Vivo. Trata-se de uma repetição da primeira oficina de formação, pelo que não se destina aos que já a fizeram. Naturalmente que esta formação só acontecerá se tivermos um grupo pelo menos tão numeroso como o anterior. Temos um mês para conseguir formar a nossa “turma”. Mãos à obra! Pedia apenas que, quem se inscrever, se disponha realmente a percorrer o caminho connosco, comprometendo-se de facto com todas ou quase todas as sessões, para não termos “falsas inscrições” a confundir-nos. Inscrevam-se aqui:

Oficina bíblica "O Caminho de Emaús" 2023

2 Comments

  1. Estela Fonseca

    Não é sem lágrimas de alegria que releio este post da Teresa a anunciar a segunda edição do caminho de Emaús! Fui das que pediu para haver outra edição, não porque não tenha sido assídua, mas porque enche tanto a alma que não há como não conseguir querer fazê-lo de novo. E desta vez, não sei como, havemos de fazer pai e mãe cá em casa. O caminho permitiu enriquecer a oração familiar pelos pormenores que fui aprendendo e conseguindo transpor para cada história bíblica que contei cá em casa. A árvore de Jessé, outra oferta da Teresa para as tradições de Natal, tornou-se muito mais interessante depois desta experiência. É uma viagem profunda e fiel às escrituras desde a primeira página à última, e que vale bem a pena! Todos andamos à procura de algo para nos fortalecer. E esse algo, encontra-se essencialmente ali, na Bíblia! O que este caminho ajuda, é a mais facilmente conseguir fazer esta descoberta maravilhosa. A não perder!

  2. Quantas vezes já pegamos na bíblia e depois de folheadas algumas folhas, desistimos de ler, de analisar, de perceber a Mensagem, porque achamos que só os estudiosos e os doutores poderão perceber, interpretar e divulgar correctamente a Palavra de Deus?
    No presépio de Belém, foram os pastores os primeiros a encontrar Jesus. Eles não eram estudiosos nem doutores, mas souberam e conseguiram, pela ajuda do Espírito Santo, divulgar e transmitir a Mensagem que viveram e presenciaram.
    Aproveitemos quem, gratamente, nos quer ajudar a beber a Mensagem que Deus, e pelo Espírito Santo, nos transmite as palavras da Bíblia.
    Por ter sido um dos primeiros a vivenciar este curso, atesto na primeira pessoa, que a Teresa Power e sua família dá-nos as chaves certas, para que nós possamos abrir as portas correctas e o Espírito Santo possa entrar e habitar em nós, abrindo o nosso entendimento à Palavra de Deus.
    Fico feliz por este segundo curso bíblico e fico com a certeza que muitos mais irão haver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *