Em Caná da Galileia...


Tudo a postos?

Estamos na reta final da Quaresma. Aqui em casa, começaram os grandes preparativos. Enquanto aguardo as vossas partilhas – ficou combinado, não foi? – vou deixando alguns desafios.

No próximo domingo é Domingo de Ramos. Já treinaram a leitura da Paixão? São precisos vários leitores, e convém que a leitura seja fluente. Vamos lá treinar com alguma antecedência!

E os ramos, estão feitos? Jesus vai entrar em Jerusalém, e é preciso aclamá-l’O com muita alegria! Onde iremos buscar os verdes, quem da família os irá fazer?

Quinta, sexta e sábado santos são dias de especial solenidade. Nos anos anteriores, disse-vos que pouca coisa se passava em casa nesses dias, pois tudo o que havia para viver, era para ser vivido na comunidade paroquial. Este ano, será ao contrário, naturalmente. E tudo se passará em minha casa, em tua casa, pois é aqui que o Senhor quer passar a Páscoa:

Ide à cidade, a um certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos. (Mateus 26, 18)

Que tal um lava-pés em família? Este gesto não é um sacramento, e por isso, podemos fazê-lo em casa com toda a naturalidade. Afinal, os pais lavam os pés, e o corpo inteiro, aos seus filhos pequenos, todos os dias! Porque não aproveitamos este gesto ritual, durante o dia de Quinta-feira Santa, para falarmos do serviço, da humildade, do amor, tal como Jesus fez?

E o jantar bíblico, está planeado? Há um ano atrás, escrevi este texto sobre o que então fizémos. Inspirem-se! Hoje já fizemos um pequeno treino: para o jantar, a Clarinha e o António fizeram pães ázimos, que comemos com pasta de atum caseira e outras iguarias deliciosas.

Iremos, de hoje até Quinta-feira Santa, experimentar vários pratos com sabor hebraico, e aos poucos, completar um menu totalmente bíblico. Imaginações a trabalhar: podemos servir “água viva” em cântaros de barro, ou até uma taça de “vinho novo”, podemos fazer peixe assado nas brasas, ou uma perna de borrego, acompanhamos com azeitonas e passas de uva, enfim, se pegarmos na Bíblia, veremos a quantidade de menus diferentes que podemos criar. Faremos até letreiros adequados, com versículos inspirados. Vamos a isso?

Sexta-feira Santa não passa sem uma longa Via Sacra. Se não pode ser pelas ruas da nossa aldeia, será em casa ou no jardim. Já adquiriram o meu livrinho? Espero que tenham gostado. Como não disseram nada… 🙂

Nesse dia, faremos também a adoração da cruz, com o grande crucifixo que temos cá em casa deitado no chão, ao jeito de Taizé. Sobre ele, deitaremos as nossas cabeças, os nossos pecados e os nossos anseios.

E voltaremos a ler a Paixão do Senhor, desta vez, a partir do Evangelho de João.

Como o dia é todo nosso, sem teletrabalho nem teleuniversidade, podemos ir fazendo cada coisa a seu tempo, sem pressa, sem cansar, um pedaço de oração de manhã, outro à tarde, outro à noite…

Por fim, a Vigília Pascal. Venham daí ideias! Vamos juntos prepará-la!

Prepararemos o Cantinho de Oração, com cortinas novas, muita cor, muita alegria.

Não pode faltar o lume novo – por aqui, certamente acenderemos uma fogueira na churrasqueira, como fazemos na Véspera de Todos os Santos e noutras datas festivas. Não tentaremos, de todo, substituir o “lume novo” da Vigília Pascal, porque esse é abençoado pelo sacerdote e simboliza Jesus Ressuscitado. Mas terá a bênção do pai de família e acenderemos nele as nossas velas batismais, porque pelo batismo, todos fomos ungidos “sacerdotes, profetas e reis”. E o Senhor olhará com carinho para o nosso lume também.

Teremos a água – e a bilha da Mãe de Caná jorrará abundante!

Faremos todas as leituras e conversaremos longamente sobre elas, sem pressa, porque o Daniel já estará a dormir (se Deus quiser).

E cantaremos… Oh, se cantaremos!

Por enquanto, é só treino:

Mas depois será a valer!

Quando a manhã de Páscoa chegar, iremos ao jardim desenterrar o Aleluia (lembram-se da sugestão que dei no ano passado? Enterraram o Aleluia, aí em casa?). E depois, certamente, haverá uma grande festa. Mas isso é outra história!

Agora vou esperar pelas vossas partilhas, testemunhos, sugestões… E vou também esperar que este nosso site seja usado e tornado a usar, porque na secção Recursos está cheio, transbordante de ideias para estes nossos dias festivos, ideias que fomos testando ao longo dos anos e que aguardam que outros as testem também.

Que o Senhor abençoe cada uma das suas Igrejas Domésticas! Que a nossa criatividade, a nossa oração, o nosso esforço e o nosso sacrifício Lhe sejam agradáveis!

Ámen.

 

2 Comments

  1. Gostei muito das sugestões de atividades em família para a semana santa! 🙂 Vamos fazer cá em casa algumas! Obrigada pela inspiração! 🙏

  2. Boa noite Teresa! Claro que gostámos do livrinho novo! Quantas perguntas gerou na primeira vez que fizemos com ele a Via Sacra no jardim, e já fizemos duas vezes, ao domingo à tarde. Espalhámos as estações (figuras que tinhamos pintado em anos anteriores no grupo de catequese) de forma aleatória e assim acabamos por ter que andar à procura da estação certa o que acaba por dar um interesse adicional para as crianças/adolescentes.
    Achei muito interessante a ideia do jantar bíblico…
    Obrigada pelos posts tão frequentes, dão-me sempre muito em que pensar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *