Atividades de evangelização

atividadesevangelizacao@familiasdecana.pt

Um novo Amigo do Céu

Testemunho-desafio da Filipa:

Eu vibro só de pensar no próximo dia 1 de Novembro – Festa de Todos os Santos – como uma criança que espera pelo dia do seu aniversário!

É que nesse dia o Céu tem um presente para mimum novo Amigo para me ensinar, para me acompanhar, para me fazer crescer em alguma virtude!

Oh, um novo Amigo do Céu!

 

É dia de “tirar o Santo” – como aqui em casa chamamos!

 

O que quer isso dizer?

Talvez as palavras da Irmã Emmanuel sejam mais claras que as minhas:

Na aurora de cada ano novo, pedimos a um Santo que nos escolha e ele terá o encargo de cuidar de nós durante todo o ano. Ele proteger-nos-á e aconselhará acerca dos bons caminhos a tomar. Para saber qual é o santo que nos escolheu, reunimo-nos para orar e, após invocar o Espírito Santo, fazemos circular entre nós um cesto cheio de papeis cuidadosamente dobradas. Em cada papel estão escritos nomes de Santos, juntamente com algo que eles disseram ou uma palavra que lhes diz respeito.É surpreendente constatar a que ponto os Santos levam a peito o seu ministério para connosco, cada um segundo a sua personalidade! Se alguém não conhece o Santo que lhe calhou, será uma boa ocasião para descobri-lo e para deixar este santo edificá-lo e transmitir-lhe ensinamentos. Se já o conhece um pouco, será uma óptima ocasião para conhecer outras facetas suas e sobretudo para tomá-lo como companheiro de caminhada. Deve-se saber que são os Santos que nos escolhem e que não somos nós quem os escolhemos. Isto dá-nos segurança, como tudo o que vem do alto.

Soeur Emmanuel, in Medjugorje, anos 90, ed. Loyola, 1998, pp 250-252

Aqui por casa, “tiramos o Santo” – não no último dia do ano – mas no dia 1 de Novembro, dia de Todos os Santos.

Podemos reunir-nos em família ou em comunidade ou com amigos para fazermos esta actividade. É sempre boa ideia podermos participar todos juntos da Eucaristia, partilharmos o jantar e rezarmos o Terço – e depois sim, sempre em espírito de oração e com muita alegria tiramos o nosso Santo entre cânticos, aplausos e cumprimentos!

 

Como?

O mais simples é colocar papelinhos dobrados com o nome de Santos dentro dum saquinho ou caixinha e tirar à vez. Outra forma poderá ser fazer uma lista de todos os Santos que conhecemos, enumerá-los e tiramos um número utilizando as bolinhas dum bingo, por exemplo. Pode-se inovar a forma de escolher todos os anos!

Cada pessoa poderá tirar o Santo para si mesmo, outra poderá tirar o Santo para a sua família, outra ainda poderá tirar o Santo em nome dos seus filhos ainda pequeninos …

Aaahhh esse foi o meu Amigo há 2 anos!! Empresto-te tudo o que tenho sobre ele!

Ou então: “Que maravilha! Era mesmo este Amigo que precisava para crescer em humildade este ano!

A alegria e a surpresa são sempre tão grandes! O Senhor sabe realmente quais são as nossas necessidades neste preciso momento da nossa vida e dar-nos-á o Amigo que exactamente precisávamos …

 

Então, e agora? Como poderemos viver esta actividade ao longo do próximo ano?

Com muita alegria!

Ao longo do ano, vamos procurando saber mais sobre a vida do nosso Amigo do Céu, lendo e ouvindo histórias, procurando saber pormenores da sua vida, da devoção popular que possa haver em sua honra, ou simplesmente conversando com ele. E vamos partilhando as nossas descobertas uns com os outros.

Se for possível, tentamos ir até ao local onde esse Santo nasceu ou onde está sepultado ou então a uma igreja que lhe seja dedicada.

É engraçado como, ao longo do ano, vamos vendo e recebendo sucessivamente uma imagem, um quadro, uma pagela ou uma oração desse Santo – e logo exclamamos “Olha o meu Santo!” Um dos nossos amigos poderá dizer-nos “passei por aqui, por esta igreja, e lembrei-me de rezar por ti, ao ver o “teu” Santo!”

Depois … é saborear a maravilha da comunhão dos Santos e a forma como o Céu pode tocar a Terra continuamente.

Eu já ando a conversar com a minha Santa deste ano (St. Margarida Maria Alacoque) para saber qual vai ser o novo Amigo deste ano que vai começar!

E vocês? Também vão querer ter um Amigo no Céu este ano?

11 Comments

  1. Olá Filipa! A ideia é fantástica, e ontem, em conversa à hora de jantar, decidimos aderir. A nossa questão é prática: como escolher os nomes dos santos que vamos colocar no cesto? Como é que vocês fazem? Porque parece-me que vamos acabar por colocar nos papelinhos os santos que já conhecemos, visto precisamente não conhecermos os outros… Preciso desta dica para preparar a atividade 🙂 Bj!

    • Teresa este ano resolvi fazer uma lista de 52 santos com o seguinte critério: santos do nosso tempo, canonizados ou ainda não! Olhe, não se ria, mas acredito mesmo que os “santos” ainda não canonizados têm tantas tantas graças de Deus para nos dar mas não há quem lhas peça porque também poucos os conhecem!!! Posso enviar-lhe a nossa lista deste ano, se quiser! 🙂

      • Obrigada! E se dás licença, eu partilho-a aqui no site. Que tal?

        • Bem, depois de uma troca de palavras com a Filipa por mail, decidimos não publicar a lista, para não estragar a surpresa lá em casa da sua grande festa 🙂 Mas fica o desafio: vamos fazer, cada família, a sua própria lista, dando especial destaque a santos recentes (a Madre Dulce, do Brasil, acaba de ser canonizada, por exemplo) e a Servos de Deus, Beatos e Veneráveis – como vários que aqui já falámos, desde a Irmã Claire Crocket, à jovem mãe Chiara Petrillo, a Carlo Acutis, etc). Quem sabe não obtemos, ao longo do ano, por sua intercessão, o milagre de que necessitam para serem canonizados? Obrigada, Filipa!

          • É isso…! Depois podemos fazer uma partilha das listas e assim já completamos para o próximo ano com santos e beatos novos! 😀
            Será mesmo uma grande festa!!! eheh 😉 Boa festa para todos!!!

  2. Pilar Pereira

    Esta ideia é muito convidativa – vou ver se aderimos cá por casa!

  3. Telma Delgado

    Gostei muito desta ideia! Vamos fazer também cá em casa! Obrigada

    • Telma que bom!! depois partilha como foi aí em casa!!!! 🙂 😉 E a vossa lista de Santos, claro! 😛 Começamos a ter tantos amigos no Céu que parece que “andámos com eles na escola” e que participam no dia a dia connosco! Eu tenho essa sensação!

  4. Ótima ideia Filipa, já tivemos um pároco que nos fazia este mimo no início do ano, mas ficou esquecido na minha memória. Vamos implementar na família e na catequese. Obrigada!!

    • Boa Joana!!! Recuperar memórias é sempre bom 🙂 principalmente aquelas que quando recordamos nos fazem sorrir! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *