Jogos

jogos@familiasdecana.pt

Levanta-senta

(Grupos de crianças)

Esta é uma forma incrivelmente simples (e brilhante por isso) de garantir que as crianças mais pequenas prestam atenção ao que dizemos. A Vera, experiente educadora de infância, costuma fazer este jogo com um grande grupo de crianças nos nossos retiros “Famílias de Caná”, com enorme sucesso.

Objetivo: levantar-se ou sentar-se, alternadamente, ao ouvir as palavras-chave.

Como jogar: O animador escolhe uma leitura da Bíblia onde consta a recorrência de uma ou duas palavras. Os salmos, por exemplo, são muito adequados para o efeito porque usam com bastante frequência as palavra “Deus”, “Senhor”, “amor”, “misericórdia”, “compaixão”, “justiça”, etc. O animador escolhe uma destas palavras recorrentes e explica aos meninos que irá ler, em voz alta, o Salmo. Da primeira vez que a palavra-chave escolhida é lida, as crianças devem levantar-se. Da próxima vez que a palavra-chave escolhida é lida, devem sentar-se. E à medida que a leitura vai avançando, as crianças devem, ora levantar-se ora sentar-se, quando ouvem a palavra-chave. Parece demasiado fácil? Experimenta.

Variações: há imensas formas de jogar este jogo, tornando-o novo e atraente de cada vez e adequando-o à idade e capacidade das crianças:

  • em vez de “levanta-senta” pode usar-se “levanta os braços e baixa os braços” ou qualquer outra mímica ou gesto adequado.
  • podem escolher-se duas ou três palavras-chave, cada uma com o seu gesto identificador, complicando o jogo e causando uma divertida confusão no grupo, que tem de aumentar a concentração para não se enganar.

3 Comments

  1. Eis um jogo que pode ser utilizado em muitíssimas ocasiões… Obrigada pela ideia!

  2. Helena Atalaia

    Obrigada! Vim aqui arranjar ideias para a catequese de sábado e já encontrei 🙂

  3. Marisa Milhano

    É um jogo muito simples, mas que as crianças adoram (até rirem à gargalhada com os enganos uns dos outros).
    É facilmente adaptável a diferentes idades – usar menos palavras, usar palavras ou gestos mais simples nos mais novos; ou então usar mais palavras ou com gestos mais complexos associados nas crianças mais velhinhas. Uma óptima ideia para a catequese!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *