Manualidades

manualidades@familiasdecana.pt

Põe aqui o teu dedo! – o incrédulo apóstolo Tomé e uma receita de donuts caseiros

Proposta da Marisa Milhano, catequista

 

No Domingo de amanhã, Domingo da Divina Misericórdia, o Evangelho de São João contar-nos-á a história do incrédulo apóstolo Tomé (Jo 20,19-29). Assim, que tal fazer uma actividade em família a propósito desta história, tão adequada para as crianças, que gostam de pôr o dedo e mão em todo o lado? 😉

 

O apóstolo Tomé não estava presente quando Jesus apareceu aos primeiros discípulos, logo no primeiro Domingo após Ele ter vencido a morte e ressuscitado. Os discípulos tinham-se reunido para celebrar a Eucaristia, como Jesus lhes tinha pedido na Última Ceia, fechados e trancados dentro de casa, com medo que os soldados romanos, que tinham preso e morto Jesus, os descobrissem e lhes fizessem o mesmo.
Então Jesus apareces-lhes (com as portas e janelas fechadas e trancadas!) e qual é a primeira coisa que Ele lhes diz? “A paz esteja convosco!” Nós também ouvimos estas palavras com regularidade – é o padre que as repete em cada Santa Missa, fazendo como Jesus.

Jesus mostra-lhes as Suas feridas, onde os cravos Lhe tinham trespassado as mãos e os pés, e mostra-lhes o peito trespassado pela lança dos soldados até ter atingindo o Seu coração, donde tinha brotado sangue e água (o Sacramento do Baptismo e da Eucaristia).

Os discípulos acreditaram então que Jesus tinha mesmo, mesmo, mesmo ressuscitado e ficaram cheios de alegria. Contudo, o apóstolo Tomé não estava presente nesse dia e não acreditou que Jesus tinha realmente ressuscitado… Nós também fazemos isso muitas vezes, não é? Dizemos que só acreditaremos quando virmos as coisas com os nossos próprios olhos e tocarmos com as nossas próprias mãos…
Disse então Tomé: Só vou acreditar que Jesus vive quando pôr o meu dedo nas feridas das Suas mãos e a minha mão na ferida do Seu peito aberto …

 

Oito dias depois, no Domingo seguinte, quando os discípulos se tinham reunido para celebrar novamente a Eucaristia, Jesus apareceu-lhes de novo (estando ainda as portas e janelas fechadas!) e disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo nas Minhas feridas e a tua mão no Meu peito aberto…  Não sejas incrédulo, mas crente e fiel! E repreendeu-o por não ter acreditado quando os outros apóstolos lhe tinham contado.

Pintura: A incredulidade do Apóstolo Tomé, da autoria de Caravaggio, no ano de 1601

(esta sempre foi uma das minhas pinturas favoritas – Põe lá o dedo Tomé e acredita finalmente!)

 

Tomé pediu perdão ao Senhor por não ter acreditado, e disse: “Meu Senhor e meu Deus!

E Jesus respondeu-lhe algo que era para nós (sim, tu e eu): “Porque Me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!”. Ou seja, feliz és tu, feliz sou eu, que acreditamos no amor de Jesus, capaz de vencer a morte e de ressuscitar, de modo a levar-nos um dia para o Céu, para junto de Deus Pai. Felizes somos nós, porque acreditamos, mesmo que nunca tenhamos visto Jesus como Tomé pode ver naquele dia …

 

Então, a propósito desta história, que tal uma actividade que nos relembre e nos desafie a recontar a história do apóstolo Tomé, que não queria acreditar no que os seus amigos lhe tinham dito sobre a ressurreição de Jesus, a não ser que pudesse pôr o seu dedo dentro nas feridas ?….

Que me dizem a uns donuts caseiros? Parece-vos bem?
Só são precisas coisas simples que todos temos em casa – farinha, açúcar, fermento em pó, água, leite, ovos, manteiga, sal e óleo para fritar. Depois, basta seguir a receita: https://lifestyle.sapo.pt/sabores/receitas/donuts-caseiros

 

Depois contem-nos como correu nas vossas casas 🙂

2 Comments

  1. António Power

    Marisa,eu e a Sara iamos fazer os donuts mas no site diz que a página não foi encontrada.😒🤔
    que faço???????????????????????????????????????????????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *