Domingo XXIX do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga LIBERDADE E CONFIANÇA Dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus, eis a máxima do Senhor para vivermos na liberdade e confiança dos filhos de Deus. O povo judeu, exilado na Babilónia, viu a sua sorte mudar no dia em que Ciro foi ungido rei dos persas e medos, pôs fim ao império babilónico e deixou os estrangeiros regressar a casa. A tão aguardada libertação tornou-se possível, não através de um novo(…)

Ler mais

O manto de Fátima

Já me tinha esquecido de como Fátima é tão, tão azul. E tão branca. O azul e o branco, as cores de Maria, refulgem em Fátima como em nenhum outro lugar. “Paia!” Gritou o Daniel, quando estacionámos o carro. Não, desta vez não é a praia, Daniel. Desta vez é melhor. Desta vez é Fátima! Depois destes tempos tão duros espiritualmente, peregrinar a Fátima refresca a alma como poucas outras coisas. Ainda que o sol queime, ainda que o creme solar não seja suficiente para evitar cores mais vivas nas caras e nos braços expostos de todos: nota-se bem que(…)

Ler mais

Coração Eucarístico

O Ensinamento Mensal já está disponível aqui no site, como certamente já verificaram. Espero que possa ser uma meditação fecunda para todos nós, ao longo deste mês! Para o completar e aprofundar, sugiro a leitura das catequeses do Papa Francisco sobre a Eucaristia. Como todas as catequeses papais, estão disponíveis no site do vaticano. Quando preparava o Ensinamento Mensal, reli-as e meditei-as. Deixo-vos aqui um brevíssimo apanhado de algumas ideias que me pareceram particularmente relevantes nos tempos que correm: Dois trechos particularmente relevantes para um tempo em que, assistindo à missa online, os cristãos se esquecem de que, mesmo virtualmente,(…)

Ler mais

O dia da Grande Sede

Sexta-feira Santa. Dia da Grande Sede de Jesus. Tenho sede! (Jo 19, 28) Pois se nós temos fome, uma imensa fome, Jesus morreu de sede. Sede do nosso amor. Pouco depois da uma da tarde, fizemos a Via Sacra, seguida da celebração da Palavra, onde lemos o Evangelho da Paixão  que, na Sexta-feira Santa, é sempre a partir de S. João, o discípulo amado. A leitura terminou ao mesmo tempo que a chuva começou a cair com força lá fora, e em silêncio, ajoelhámos. Parecia-nos estar ali, junto à Cruz, no desconforto do frio e da chuva daquela tarde santa… Fizemos(…)

Ler mais

A Eucaristia e o Getsémani

Testemunho do João Miranda Santos Eis-nos chegados à Quinta-feira Santa de uma Páscoa especial, que vai ser vivida de uma forma diferente do que alguma vez o fizemos. Desde o início deste período em que estamos a viver “fechados” em casa que há uma coisa da qual sentimos uma falta incontornável e insubstituível: o Pão da Vida. Temos acesso a praticamente tudo aquilo que achamos essencial: ao nível carnal podemos obter tudo aquilo de que precisamos para viver, e até o que não precisamos, apesar dos riscos que corremos ao ir a superfícies comerciais; ao nível espiritual não têm faltado(…)

Ler mais

Tríduo Pascal – celebrando a Palavra em família

Estamos quase, quase a iniciar o tempo litúrgico mais curto e mais transformador do ano: o Tríduo Pascal. Tudo preparado, em cada casa onde vive uma Família de Caná? São horas! Não deixemos nada ao acaso. Já leram o Ensinamento Mensal? A Olívia e a Isabel já partilharam aqui e aqui em Testemunhos as suas propostas e eu também já o fiz abundantemente. Hoje é dia de trabalho! É em nossa casa que o Senhor quer celebrar a Páscoa, e há que preparar tudo, a partir do pouco que temos e somos. Aqui, hoje, Quarta-Feira da Traição, vamos fazer o(…)

Ler mais

Em retiro, do Natal para o Tempo Comum das nossas vidas

Ontem foi o nosso retiro Famílias de Caná. Estiveram aqui connosco dez famílias, no meio de muita alegria e com um sol lindo. Havia crianças em carrinhos, crianças ao colo, crianças a brincar e crianças escondidas nos ventres de suas mães, casais, mães que vieram (ainda) sem a companhia dos maridos, enfim, uma grande variedade de pessoas, todos prontos para celebrar a presença de Deus-Connosco. Não sei se foi o sol, se a alegria, que nos fez a todos sentir bem quentinhos e confortáveis, apesar dos zero graus que marcavam os termómetros no final da missa! Bolas, patins e trotinetes(…)

Ler mais

À chuva, ao encontro do Esposo!

O retiro de domingo foi maravilhoso. Mesmo. Deus é grande, e nunca Se deixa vencer em generosidade! Tivemos dez famílias, cheias de energia e muita alegria para partilhar. Começámos por invadir o santuário para a missa dominical. E que bom que é, começar o dia à volta do altar! A homilia do senhor padre Zé Fernandes foi muito forte, muito marcante, muito incómoda – mesmo ao jeito de Jesus. Obrigada, senhor padre! Depois da missa, tempo para café, bolinhos e alguns jogos divertidos em grande grupo. “Vamos fazer outra vez o jogo do patinho!” Pediam pequenos e grandes. Sim, fazemos!(…)

Ler mais

Deus por entre as tendas

Os Acampamentos de Caná são férias, mas férias com Deus pelo meio. Estamos acampados um pouco ao jeito do povo de Israel no deserto: por entre as nossas tendas, caminha o Senhor, qual coluna de nuvem ou de fogo. E como o povo de Israel, também nós temos no centro do acampamento a “Tenda da Reunião”, o Canto de Caná, a que os mais pequeninos chamavam “aquela cabana de madeira”. Foi pois em ritmo bem marcado de oração que vivemos estes dias. No centro, a missa diária. E que missa! Crianças, bebés, adolescentes, pais e mães, famílias completas diante do(…)

Ler mais

Domingo XV do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga A PALAVRA ESTÁ PERTO DE TI As leituras de hoje são um belíssimo resumo de toda a História da Salvação – a salvação de cada um de nós, e a salvação de cada irmão, que Deus quer realizar através de cada um de nós. “Escutarás a voz do Senhor teu Deus”, diz-nos Moisés. Somos tentados a reagir: para ti, Moisés, era tão fácil! Tu falavas com o Senhor “face a face”, e o teu rosto inteiro se iluminava na sua(…)

Ler mais