Domingo VI do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga LIVRES PARA ESCOLHER Hoje a Palavra fala-nos da Lei de Deus e de como é “ditoso o que anda na Lei do Senhor”. A Lei de Deus é-nos oferecida em total liberdade: “Se quiseres, guardarás os mandamentos. Ser-lhe fiel depende da tua vontade.” Seremos todos livres para escolher entre o bem e o mal? Como podem aprender a escolher o bem, aqueles que nascem no meio do mal? Deus assegura-nos que todos podemos fazer esta escolha. Em algum momento da(…)

Ler mais

Rainha-mãe

Hoje é o dia mais belo de Nossa Senhora de Lurdes. A história de Lurdes sempre me comove, quando nela medito. Que tesouro de humildade! A humildade de Bernardette, mas ainda mais, a humildade da Rainha do Céu, que se deixa ver e escutar por uma pobrezinha. Porque andamos a ler as histórias de Salomão, porque me delicio com as histórias da Bíblia, e porque gosto muito também de partilhar convosco as minhas pequenas e preciosas descobertas (apesar da escassez de comentários da vossa parte :), vou falar-vos hoje de um pequeno trecho do Livro dos Reis, que infelizmente não(…)

Ler mais

Dom Bosco, o Rei David e a nossa história bíblica

Quatro e meia da tarde. Saltando da sua bicicleta, o David entra na cozinha cheio de fome, como todos os dias. A escola acabou e o regresso de bicicleta abriu-lhe o apetite. “Mãe, foi tão engraçado hoje na aula de Moral”, diz-me, entre dois goles de leite. “Estávamos a falar sobre a Bíblia, e um dos meus amigos estava a explicar a outro como era formada a Bíblia.” No colégio salesiano aqui de Mogofores, os alunos estão sempre sentados em pequenos grupos, para se poderem ajudar uns aos outros enquanto resolvem as diferentes tarefas. O David continua: “Eu só escutava.(…)

Ler mais

Quanto vale cada um de nós?

Reflexão e desafio de Olívia Batista De vez em quando, em conversas, sou abordada por pessoas cuja vida é posta à prova nos mais variados aspectos: saúde, filhos, casamento, trabalho, e por alguma razão se sentem “inferiores”, “ou com “pouco valor”, mesmo aqui no site podemos perceber por alguns comentários que algumas pessoas sentem que o que fazem não é suficiente, que são esforços em vão… Eu costumo dizer que todo o bem que fazemos não se perde, se o fizermos de coração. Também sei que este sentimento do “não valho nada” pode ser um sinal de humildade, pois bem(…)

Ler mais

Servir a dois senhores

Hoje vim da missa a meditar nesta pequena frase do Evangelho: Nenhum servo pode servir a dois senhores, porque, ou não gosta de um deles e estima o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. (Lc 16, 13) Jesus falava, sabemo-lo, de Deus e do dinheiro. Mas a Palavra é válida para qualquer outro “senhor” que tenhamos. E o “senhor” que nos ocupa mais tempo e atenção, e pelo qual, às vezes, somos capazes de deixar tudo – valores, família, vocação – é nem mais, nem menos que o nosso próprio eu. Há quem lhe chame “a(…)

Ler mais