Mais uma bela Família de Caná!

A nossa missão na Suíça, em Zurique, há ano e meio, já deu frutos: no sábado, na missa vespertina, tivemos o compromisso Família de Caná da Natércia e do Martinho, os queridos amigos que conhecemos na altura. Que dia tão bonito! De férias em Portugal, a Natércia e o Martinho não queriam perder a oportunidade de fazer o seu compromisso. A ideia inicial seria fazê-lo no Acampamento, rodeados de mais Famílias de Caná, mas nessa altura, já ambos estarão de volta ao trabalho na Suíça. Depois pensámos: cada Família de Caná tem o seu tempo, o seu percurso, o seu(…)

Ler mais

O belo retiro familiar de sábado

No passado sábado, o dia começou cedo, mas não foi preciso acordar ninguém como nos dias de escola: em dia de retiro, a alegria e o entusiasmo são geralmente suficientes para fazer todos saltar da cama! Foram cerca de quarenta, as pessoas que vieram de algumas paróquias da região de Penacova, para fazer retiro connosco. Vinham com a família completa, ou vinham apenas a avó com os netos, a mãe com os filhos e, nalguns casos, a catequista com os catequisandos. Vinham de coração aberto e muita curiosidade. A este grupo, juntou-se a querida leitora deste site Catarina Tomás com(…)

Ler mais

E o retiro foi assim…

No domingo dia 16, a Eucaristia das dez no Santuário Nacional de Nossa Senhora Auxiliadora foi particularmente concorrida: é que à nossa paróquia juntaram-se Famílias de Caná e outras famílias do país inteiro, dando início ao seu retiro Família Martin, Farol de Santidade. Que grande alegria a nossa, poder fazer este retiro agora! No fim da Eucaristia, juntámo-nos na quinta, em redor do Canto de Caná, para um momento lúdico de convívio e apresentações, com uma sessão de aquecimento físico organizado pela Clara e pelo Francisco e com a ajuda de alguns novelos de lã… Depois, as crianças e os(…)

Ler mais

O Acampamento de Caná à vossa espera…

Nestes dias de verão, de vez em quando, gostamos de passar algumas horas da tarde na quinta dos salesianos, junto ao Canto de Caná. O pátio do Colégio é todo nosso, e os meninos brincam à vontade nos vários campos de bola ou patinam pelo recreio, em grande euforia. Depois, na quinta, visitam os animais, brincam às escondidas nas canas ou simplesmente exploram por ali. Lanchamos nas mesas de piquenique que as Famílias de Caná tão bem conhecem, e depois terminamos a tarde rezando o Terço no Canto de Caná. Num destes dias, enquanto os meninos brincavam, subi os degraus(…)

Ler mais

Famílias aprendendo a ser discípulas

Sábado foi um dia feliz. Nossa Senhora deu-nos o sol e trouxe-nos as famílias, para podermos viver um dia de retiro em cheio. E assim foi. Éramos vinte e seis adultos, vinte e cinco crianças e cinco jovens, desejosos de nos encontrarmos, de rezar, brincar, cantar e celebrar juntos. O senhor bispo apareceu logo de manhã e presenteou-nos com dois belíssimos ensinamentos sobre ser discípulo, a partir do Evangelho de S. Marcos. Estaremos nós a seguir Jesus prontamente, como fizeram os Apóstolos? Seremos capazes de deixar a capa e correr atrás do Senhor, como Bartimeu? Ainda hesitamos? O que nos(…)

Ler mais

Dia 28 de abril

Dia 28 de abril é o dia marcado para o Retiro Anual das Famílias de Caná com o nosso bispo de Aveiro, D. António Moiteiro. As famílias que já fizeram o seu compromisso irão renová-lo, as famílias que desejarem comprometer-se pela primeira vez terão ocasião de o fazer. Tudo está preparado: o Canto de Caná está lindo, cuidado, pronto para vos receber; a quinta está verde e solarenga, com mesas suficientes para o nosso piquenique; o pátio do colégio está reservado, nesse dia, para todos os patins, bicicletas e bolas que quiserdes trazer; o Santuário estará aberto, para vos poderdes(…)

Ler mais

Primeira Comunhão

Há muito tempo que o António nos pedia para fazer a Primeira Comunhão. Servindo o altar como acólito desde os seis anos, frequentando a catequese a nosso lado desde pequeno, tendo catequese em casa todos os dias da sua curta vida, o António sentia-se preparado; e não entendia como, estando preparado, não o deixávamos comungar. Várias vezes o senhor padre Taveira se confundia e, quando chegava a hora de dar a comunhão aos acólitos, quase, quase a dava também ao António. Ele precisava então de toda a sua coragem para abanar a cabeça e dizer: “Ainda não comungo!” E trocavam(…)

Ler mais

As vinhas de Caná

No sábado dia 18 foi dia de plantar vinhas em Caná. Caná de Mogofores, entenda-se! O senhor Joaquim e a D. Elisabete, generosamente, ofereceram as vinhas; o senhor Joaquim, o Niall e o André foram plantá-las. Cavaram, plantaram, regaram, e assim andaram o dia inteiro, transpirados mas felizes. O resto da família Power, naturalmente, aproveitou a “desculpa” das vinhas para passar um belo dia na quinta salesiana. Patins, bicicletas, matraquilhos, jogos de escondidas no canavial e debaixo do Canto de Caná – que como o nosso querido arquiteto Joaquim Santos previra, é suficientemente alto para permitir brincadeiras debaixo do estrado(…)

Ler mais

Contagem decrescente…

Quase, quase o dia do Acampamento de Caná! Pensamos ser onze ou doze Famílias de Caná, prontíssimas para dois dias e duas noites no “Tabor” de Mogofores, aqui junto ao Canto de Caná, bem pertinho da Mãe que nos abençoa e guarda. Ah, como vai ser bom! Para acampar, são precisas tendas. O pai já tratou de as arranjar, bem simples e baratas, com tamanho suficiente para todos os Power & Companhia Lda. Montámo-las no jardim, para ver como funcionavam e quantos cabiam lá dentro, e foi com dificuldade que convencemos os Power mais novos a esperar mais uns dias(…)

Ler mais

Acampamento de Caná

Senhor, como é bom estarmos aqui! Se quiseres, levantarei aqui três tendas… (Mt 17, 4) O Canto de Caná tornou-se num pequeno Tabor para as Famílias de Caná que por cá passaram no dia 3, e por cá continuam a passar de vez em quando. Rezar num pequeno alpendre atravessado pela brisa e ao som da música suave dos passarinhos é, verdadeiramente, uma graça e um dom inestimáveis. Quando, ao fim da tarde, por ali passamos, somos invadidos pelo desejo de ali permanecer. Como há dois mil anos atrás, geralmente o Senhor desafia-nos a não montar ali as nossas tendas:(…)

Ler mais