Domingo XXXII do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicadas no jornal diocesano Correio do Vouga ESTAMOS PREPARADOS? Aproximamo-nos do fim do ano litúrgico. Com cada vez maior urgência, a Igreja aponta para o Céu. Não deixemos escapar esta oportunidade anual de falarmos sobre o Céu, de desejarmos o Céu, de sonharmos com o Céu. “O Reino dos Céus pode comparar-se a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, foram ao encontro do esposo.” A imagem é de alegria esfusiante: o Reino dos Céus é uma festa nupcial. Não havia, em Israel, festa mais bela. O(…)

Ler mais

Domingo XXV do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga A MAIOR RECOMPENSA O Senhor está perto, mais perto de nós do que nós próprios. Não desviemos o nosso olhar! “Procurai o Senhor, enquanto se pode encontrar, invocai-O, enquanto está perto”, diz Isaías. A Palavra soa a urgência: há um limite temporal que não pode ser ultrapassado. Quanto dura este “enquanto” do Senhor? A resposta vem no Evangelho: o Senhor passa “muito cedo”, e de novo “a meia manhã”, “ao meio-dia”, “pelas três da tarde”, e ainda “ao cair da(…)

Ler mais

Domingo da Ascensão do Senhor, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga VINDE, SENHOR JESUS! Domingo da Ascensão. O mistério pascal está quase concluído. A partir deste domingo, uma parte de nós habitará para sempre o Céu. Mais um domingo ainda e, no Pentecostes, uma parte de Deus habitará para sempre a Terra… O mistério da Ascensão está envolto em liturgia. Ele acontece perante a comunidade reunida dos discípulos, uma comunidade claramente litúrgica, que acabava de comer e beber com Jesus: “Dito isto, elevou-Se à vista deles.” De facto, o salmo fala(…)

Ler mais

Domingo VI do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga LIVRES PARA ESCOLHER Hoje a Palavra fala-nos da Lei de Deus e de como é “ditoso o que anda na Lei do Senhor”. A Lei de Deus é-nos oferecida em total liberdade: “Se quiseres, guardarás os mandamentos. Ser-lhe fiel depende da tua vontade.” Seremos todos livres para escolher entre o bem e o mal? Como podem aprender a escolher o bem, aqueles que nascem no meio do mal? Deus assegura-nos que todos podemos fazer esta escolha. Em algum momento da(…)

Ler mais

UAU, já viste este céu?

Partilha da Sónia Santos O retiro do passado Domingo começou com a Eucaristia. Na sua homilia o padre José Fernandes elencou as tantas feridas da igreja perseguida, destruída, ameaçada nos dias de hoje. Tantas mortes, tantos atentados, tanta destruição em massa que passa absolutamente despercebida. Tanto céu a precisar de (mais) Luz… O nosso retiro seguiu o seu caminho e no passo seguinte, separados por idades, três grupos aprofundaram o tema do advento. A mim e à Isabel Silva  coube a tarefa de oferecer uma pequena atividade sobre o tema a um grupo de 11 meninos e meninas com idades(…)

Ler mais

A grande festa da santidade

Cá em casa, assim que entramos na hora de inverno, começam os preparativos para a grande festa de Holywins – Todos os Santos. É um dos dias mais aguardados de todo o ano, e a cada ano que passa, parece tornar-se mais especial. Desta vez, porque o dia santo foi sexta-feira, foram três dias inteiros de celebração, um tríduo tão belo e tão intenso, que na noite de domingo, o António dizia, a caminho da cama: “Nem me lembrava já que é tempo de escola, e amanhã é segunda-feira! Pensei que estava de férias!” “Creio na comunhão dos santos”, rezamos(…)

Ler mais

Um novo Amigo do Céu

Testemunho-desafio da Filipa: Eu vibro só de pensar no próximo dia 1 de Novembro – Festa de Todos os Santos – como uma criança que espera pelo dia do seu aniversário! É que nesse dia o Céu tem um presente para mim: um novo Amigo para me ensinar, para me acompanhar, para me fazer crescer em alguma virtude! Oh, um novo Amigo do Céu!   É dia de “tirar o Santo” – como aqui em casa chamamos!   O que quer isso dizer? Talvez as palavras da Irmã Emmanuel sejam mais claras que as minhas: Na aurora de cada ano novo, pedimos(…)

Ler mais

Deixou-se nascer um bebé

Reflexão da Sónia Santos: Confesso-me num misto de choque e encolher de ombros perante a notícia do bebé que nasceu sem rosto. Choque pelos títulos que vi em tantos artigos jornalísticos: “o médico que deixou nascer um bebé sem rosto”, por exemplo. Encolher de ombros por, mais uma vez, o foco nos meios de comunicação social ser essencialmente relacionado com as queixas em tribunal, com a incompetência médica, com as culpas. Gostaria mais de ler notícias que interceptassem as inúmeras questões éticas que esta designada incompetência técnica levanta. Dou por mim a pensar apenas na maravilha deste nascimento. No mistério(…)

Ler mais

Servir a dois senhores

Hoje vim da missa a meditar nesta pequena frase do Evangelho: Nenhum servo pode servir a dois senhores, porque, ou não gosta de um deles e estima o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. (Lc 16, 13) Jesus falava, sabemo-lo, de Deus e do dinheiro. Mas a Palavra é válida para qualquer outro “senhor” que tenhamos. E o “senhor” que nos ocupa mais tempo e atenção, e pelo qual, às vezes, somos capazes de deixar tudo – valores, família, vocação – é nem mais, nem menos que o nosso próprio eu. Há quem lhe chame “a(…)

Ler mais

Domingo XVIII do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga (o jornal entra agora de férias, pelo que esta rubrica regressará no final de agosto) O QUE ACUMULAMOS NO CELEIRO? Hoje, a Palavra vai introduzir-nos nos nossos próprios celeiros, para verificarmos o que por lá acumulamos. Estaremos a tornar-nos ricos aos olhos de Deus? “Vaidade das vaidades, tudo é vaidade”, diz Coelet na primeira frase do seu livro, frase que continuará a repetir até ao fim. É um refrão que também eu gosto de repetir, quando dou conta dos sentimentos(…)

Ler mais