Servir a dois senhores

Hoje vim da missa a meditar nesta pequena frase do Evangelho: Nenhum servo pode servir a dois senhores, porque, ou não gosta de um deles e estima o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. (Lc 16, 13) Jesus falava, sabemo-lo, de Deus e do dinheiro. Mas a Palavra é válida para qualquer outro “senhor” que tenhamos. E o “senhor” que nos ocupa mais tempo e atenção, e pelo qual, às vezes, somos capazes de deixar tudo – valores, família, vocação – é nem mais, nem menos que o nosso próprio eu. Há quem lhe chame “a(…)

Ler mais

Domingo XVIII do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga (o jornal entra agora de férias, pelo que esta rubrica regressará no final de agosto) O QUE ACUMULAMOS NO CELEIRO? Hoje, a Palavra vai introduzir-nos nos nossos próprios celeiros, para verificarmos o que por lá acumulamos. Estaremos a tornar-nos ricos aos olhos de Deus? “Vaidade das vaidades, tudo é vaidade”, diz Coelet na primeira frase do seu livro, frase que continuará a repetir até ao fim. É um refrão que também eu gosto de repetir, quando dou conta dos sentimentos(…)

Ler mais

Solenidade da Ascensão, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga O NOSSO CORAÇÃO JÁ VIVE NO CÉU Quarenta dias depois de ressuscitar, Jesus subiu aos Céus. O salmo diz que foi “ao som da trombeta”. Será? Certamente que esta “trombeta” tocava muito pianinho! É que poucos se deram conta do que estava a acontecer. E hoje? Viveremos nós a alegria profunda desta especialíssima solenidade? Lucas termina o Evangelho e começa os Atos com a narrativa da Ascensão de Jesus. Este é, portanto, o ponto de viragem entre a missão de Jesus e(…)

Ler mais

Até ao Céu, querida Vera!

Há quatro meses atrás, pedi aqui no site orações pela Vera, nossa querida amiga, acólita, catequista e educadora de infância, comprometida com as Famílias de Caná desde o início. A ela confiávamos sempre as crianças, nos encontros e retiros, e com que entusiasmo a Vera vivia a sua missão! Juntamente com a São,  formavam a “dupla imbatível” nos retiros, sempre disponíveis para viajar connosco aonde fosse necessário. “Quando fores convidada a ir ao Brasil, não te esqueças de me levar, para cuidar das crianças lá também”, dizia a Vera, brincalhona, de vez em quando. É que a Vera era brasileira,(…)

Ler mais

Convocados

Uma taça, uma vitória, uma equipa, um capitão, um treinador, uma nação – e todos gritamos vitória, com um entusiasmo que há muito não conhecíamos. A festa foi e continua a ser bela, e as emoções estão todas à flor da pele, enquanto descobrimos até onde somos capazes de chegar. Viva Portugal! São muitas, as lições que os dias de ontem e hoje nos trazem; e muitas as mensagens para nós, cristãos. Aqui ficam apenas algumas leves pinceladas: Cristãos que não têm tempo para ir à missa? Cristãos que, durante as férias, deixam de ir à missa porque não acharam(…)

Ler mais