A Divina Misericórdia

Nas inúmeras deslocações em trabalho ao estrangeiro, o Niall aproveita sempre as curtas pausas de almoço ou entre voos e reuniões para entrar numa igreja católica e rezar. Não é tarefa fácil, quando os países em questão são maioritariamente protestantes! Mas a sua persistência tem sido bem recompensada, e no regresso a casa, o Niall traz sempre belas histórias de encontros inesperados com o Senhor. Numa das suas últimas viagens, o Niall tardou em dar notícias, deixando-me preocupada. Por fim, recebi no telemóvel uma mensagem: “Estou em adoração”, acompanhada desta belíssima fotografia: De imediato, acompanhei espiritualmente o Niall na sua(…)

Ler mais

Domingo V da Quaresma, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga “VAI E NÃO TORNES A PECAR” “Só penso numa coisa: esquecendo o que fica para trás, lançar-me para a frente, continuar a correr para a meta…” A meta está à porta! É preciso apressar o passo, como Paulo, e trabalhar a sério na nossa santificação. Domingo é um bom dia para o fazer! O Evangelho fala-nos de uma mulher apanhada em flagrante adultério. Os escribas e os fariseus tinham aqui boa matéria para testarem Jesus. Se concordasse com a lapidação,(…)

Ler mais

Mais importante que um anjo

“Meninos, o senhor padre Aníbal Mendonça está a chegar para nos visitar. Trouxe-nos um presente de Caná da Galileia e quer vir pessoalmente entregar-nos, nesta noite em que está de passagem por Mogofores. Vamos começar a nossa oração familiar agora, e o padre Aníbal junta-se a nós dentro de minutos. Assim que ele entrar, por favor levantem-se para o cumprimentar, sim?” “Porquê?” Quer saber a menina que vive connosco. “Porquê o quê?” “Por que é que precisamos de nos levantar do sofá?” “Por uma questão de respeito”, respondo. E antes de explicar mais alguma coisa, o David adianta-se: “Sabes que(…)

Ler mais

A Via Sacra e a neve branca

Sábado, antes do Domingo de Ramos. É preciso prepararmo-nos rapidamente para a semana que vai começar, a Semana Maior, a Semana Santa! Não há tempo a perder. Já perdemos muito, certamente! Agora, cada minuto é importante. Assim, depois do almoço, antes do Francisco sair para participar num evento de voluntariado com a sua magia, reunimo-nos no chão da sala, junto ao Canto de Oração. O António prepara as velas, o David vai buscar a cruz branca lá fora, o Francisco pega na guitarra e a Clarinha prepara o texto. A Sara já foi buscar os corações de cartolina ao cestinho(…)

Ler mais

Os mínimos e os máximos no amor

Como comentou há pouco uma nossa leitora de longa data, alguns posts são especificamente para católicos que querem caminhar na sua fé, não sendo portanto do agrado dos outros leitores. Este é um deles, e desde já peço desculpa aos leitores que por aqui passam por outros motivos por voltar a insistir no tema. Mas de facto, os comentários e os e-mails recebidos fizeram-me crer que preciso de escrever um bocadinho mais sobre isto. Falar de obrigação faz muita confusão nos nossos dias. Estamos acostumados a pensar em Deus como o amor infinito, a misericórdia mais bela. Estamos acostumados a(…)

Ler mais