Domingo XXIV do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga O PERDÃO CURA QUEM PERDOA Hoje falamos de perdão, palavra cada vez mais difícil de entender no nosso mundo ferido. Escutemos! De onde vem o perdão, de onde nasce a necessidade de perdoar, e porquê fazê-lo? A Palavra de Ben-Sirá, do salmo, de S. Paulo e do Evangelho – toda a Palavra de hoje – aponta para uma única fonte, para uma única razão de ser do perdão: Deus. É Ele o único que verdadeiramente perdoa, pois nós, Suas criaturas,(…)

Ler mais

Domingo XXII do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga RENÚNCIA E SEDUÇÃO A cruz é a companhia de eleição do cristão. Preferir a cruz às atrações e aos elogios do mundo, eis o que distingue um verdadeiro crente! “Vós me seduzistes, Senhor, e eu deixei-me seduzir”, exclama Jeremias, numa oração profundamente emotiva. Sempre me questionei por que razão tantos cristãos, apesar de expostos à Palavra de Deus e se alimentarem com o Pão da Vida, não se sentem profundamente seduzidos por Jesus. Como é possível? Não é Ele o(…)

Ler mais

Domingo XII do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga NADA TEMOS A TEMER Este domingo centra-nos num dos mistérios mais incompreendidos do cristianismo: a perseguição do bem e dos bons. Se pertencemos ao grupo dos perseguidos, alegremo-nos! Estamos do lado de Deus. A verdade não é fácil de ouvir. Incomoda, sacode a vida, faz doer os joelhos dobrados em oração no chão frio, arranca-nos do sofá confortável. Se algum dia, a verdade não me levar à conversão, a um questionamento interior, por pequeno que seja, o mais certo é(…)

Ler mais

O grande risco da missa

Queridos sacerdotes, queridas equipas de acolhimento, queridos pastores, queridos catequistas, queridos irmãos, Já todos sabemos que o vírus é perigoso e que exige que nos protejamos e que sejamos muito cautelosos. Já todos sabemos que a Igreja está na vanguarda da prudência, da cautela, de tanta coisa que – digo-o com sinceridade, depois de tantos absurdos que vimos por aí – nos deixa muito orgulhosos de sermos cristãos. Já todos sabemos que as igrejas são locais seguros, mais seguros certamente que um supermercado, uma praia ou um café.   Por que razão estão tantas igrejas tão vazias, perguntam vários sacerdotes(…)

Ler mais

Sim, recebo-Te

Testemunho da Sónia Alexandrina Santos Ontem, sexta-feira Santa começámos o dia a rezar a via sacra, cumprindo os passos da paixão pelo exterior da nossa casa, ao ritmo dos diálogos entre Jesus e Santa Faustina. Confesso que me fez falta a leitura da palavra associada a cada estação e até tive alguma dificuldade em concentrar-me naquele formato diferente. Ontem, sexta-feira Santa cumpriram-se dez anos sobre o dia do nosso matrimónio. Naquele 10 de Abril tudo em nós era esperança, alegria e havia em nós um sentido profundo de missão no passo que estávamos a dar. Ao longo destes dez anos(…)

Ler mais