Igreja assinala Semana Nacional das Migrações

A Igreja Católica em Portugal promove a partir de hoje, domingo, a Semana Nacional das Migrações, este ano sobre o tema ‘Migrantes e refugiados – rosto de misericórdia’, com uma celebração nacional na Peregrinação Internacional Aniversária de agosto a Fátima. Para a diretora da Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM), estrutura da Conferência Episcopal Portuguesa que promove a Semana das Migrações, o desafio é “aliar misericórdia à justiça”, rejeitando desigualdes e promovendo o diálogo em processos de integração. “Um dos grandes desafios que os refugiados trazem ou que nos recordam com intensidade é que precisamos de dialogar, esta integração não(…)

Ler mais

Peregrinação aniversária de julho recorda vítimas da violência, da pobreza e da fome

A mensagem de Maria que convoca todos os homens à solidariedade foi destacada pelo bispo auxiliar de Braga, D. Nuno Almeida, na abertura da peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de julho no Santuário de Fátima. Na missa que abriu a peregrinação, esta terça-feira à noite, o prelado recordou as pessoas “vítimas de violência, e todos quantos são “perseguidos pela fé, pelas ideias, ou simplesmente pela cor da pele”. D. Nuno Almeida, que preside às cerimónias deste ano, lembrou também as “famílias afetadas pelo desemprego, que passam por dificuldades, e as que choram a perda trágica, física ou moral,(…)

Ler mais

Marcelo vai a Fátima agradecer título europeu

No final da cerimónia de receção da seleção nacional em Belém, durante a tarde de segunda-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa disse ser um “homem de fé” e confidenciou que, a par de Fernando Santos, rezou muitos terços ao longo do campeonato europeu. “Rezámos muitos terços. Eu e ele [Fernando Santos]. Ainda vou a Fátima à conta disso”, admitiu. Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda a forma “como os jogadores se aguentaram. Uma forma quase sobre-humana”. Fonte: Jornal Sol

Ler mais

Jorge Pina quer ligar Fátima ao Vaticano pela ética e humanidade no desporto e na vida

O maratonista Jorge Pina, um dos atletas portugueses já apurados para os Jogos Paraolímpicos 2016, no Rio de Janeiro, alia o sonho de uma medalha ao desejo de correr até ao Vaticano e encontrar-se com o Papa Francisco. Em entrevista à Agência ECCLESIA, Jorge Pina destacou  a importância de haver “mais ética e humanidade” no desporto e na vida, hoje tantas vezes tomados por outros interesses, competitivos e financeiros, e a necessidade dos atletas serem exemplos, “mensageiros” desses valores.“Um atleta tem em si uma responsabilidade se calhar maior do que os outros, como figura pública ou pessoa ligada ao desporto”,(…)

Ler mais