Por seres cristã

“Obrigado, Jesus, porque vimos duas cabrinhas, um burrito, um cavalo branco e três galinhas…” “Duas! Eram duas galinhas! Obrigado, Jesus, pelo cavalo.” “E pela casa abandonada. Obrigado, Jesus, porque explorámos uma casa abandonada, e estava tão velha, tão velha, que tinha os vidros partidos.” “Sim, foi bué de fixe! E jogámos à bola no campo em frente do cavalo branco. E no largo da igreja.” “E a bola foi para dentro do quintal da casa abandonada e tivemos de saltar o muro para lá entrar.” “E eu fiz uma amiga nova. Chama-se Catarina. Brincámos as duas e queremos brincar outra(…)

Ler mais

Uma manta, uma chávena de chá e o princípio da gratidão

Quando chegámos à Irlanda, uma irmã do Niall deixou-nos um saco com toalhas de praia e alguns brinquedos para brincar na areia. Tínhamos combinado assim para não virmos de Portugal carregados com estas coisas. Abri o saco e, com surpresa, vi que no meio das toalhas havia… uma manta. No dia seguinte, na praia, contemplámos o areal: não se via um único guarda-sol, e apenas duas ou três pessoas estavam vestidas com fatos-de-banho. As crianças envergavam fatos de mergulho, os adultos estavam vestidos e, quando queriam nadar, mudavam-se rapidamente com a ajuda de uma toalha e depois do banho faziam(…)

Ler mais

Um tapete de gratidão… em Tempo de Família

Há algum tempo atrás, entrámos de rompante na vida de uma família aqui perto, necessitada de um ombro amigo. Bem, em vez de um, encontraram oito ombros amigos, o que não é, de todo, para desprezar… Que grande festa a nossa amizade tem sido! Os filhos deste casal, o André e a Raquel, e os nossos têm tido, juntos, muitas aventuras. Na praia… No campo… Em belos passeios de bicicleta… E até, no Canto de Caná! Num fim de tarde da semana passada, recebemos um telefonema da Raquel: “Teresa, temos uma surpresa aqui para vocês. Podem cá passar num instantinho,(…)

Ler mais

Gratidão

Num destes domingos participei numa missa de Primeira Comunhão, na Sé Catedral de uma cidade. A missa foi belíssima, as crianças estavam muitíssimo bem preparadas, o ambiente solene, os participantes vestidos a rigor, a música perfeita, enfim, tudo foi maravilhoso. Houve um único momento que me incomodou: durante a apresentação dos dons – toda ela muito bem organizada -, no momento em que as crianças apresentaram o dinheiro recolhido, o menino que lia o texto correspondente, no meio de muitos outros textos lindíssimos, leu: “Senhor, recebe estas ofertas materiais, um pouco do pouco que nós temos…” O primeiro “um pouco”(…)

Ler mais

No cimo da montanha

Este ano, as nossas férias foram no cimo da montanha, lá onde as horas passam devagar; onde é preciso dar prioridade aos rebanhos de cabras, vacas e cavalos que pastam, desacompanhados, durante o verão inteiro e se atravessam diante de nós como senhores absolutos da montanha; onde os cumes exercem um poder de atração tão grande, que nenhum esforço é demasiado para os alcançarmos; onde o silêncio é como uma muralha à nossa volta, separando-nos do mundo; onde nos descobrimos sós, longe das multidões, e ao mesmo tempo, de uma forma única, privilegiada, escondidos no abraço omnipresente de Deus. O(…)

Ler mais