Tríduo Pascal – celebrando a Palavra em família

Estamos quase, quase a iniciar o tempo litúrgico mais curto e mais transformador do ano: o Tríduo Pascal. Tudo preparado, em cada casa onde vive uma Família de Caná? São horas! Não deixemos nada ao acaso. Já leram o Ensinamento Mensal? A Olívia e a Isabel já partilharam aqui e aqui em Testemunhos as suas propostas e eu também já o fiz abundantemente. Hoje é dia de trabalho! É em nossa casa que o Senhor quer celebrar a Páscoa, e há que preparar tudo, a partir do pouco que temos e somos. Aqui, hoje, Quarta-Feira da Traição, vamos fazer o(…)

Ler mais

Basta!

Durante o dia de ontem, uma passagem do Diário de Santa Faustina atravessou-me a mente, e não descansei enquanto não a encontrei (e olhem que encontrar determinada passagem, que conhecemos vagamente, num livro tão grande como este Diário, é como procurar agulha em palheiro!). É uma passagem que me ocorre muitas vezes durante a missa, especialmente quando me preparo interiormente para receber a Sagrada Comunhão e me pergunto se estarei preparada. Não penso que seja uma passagem muito difundida, e já vão ver porquê. Aqui fica: Recebi a Sagrada Comunhão cá em cima, uma vez que não podia descer à(…)

Ler mais

Unidos em espírito e verdade

Manhã de domingo. Já cheira bem! Há vinte e três anos que o pequeno-almoço dominical são panquecas quentinhas, com creme de chocolate, doce de morango, mel ou “maple syrup”. E hoje não foi exceção. “Depressa, meninos, vamos a comer, para vestir de festa! Afinal, hoje é dia de missa!” Chamo, procurando que o tom seja de alegria e entusiasmo. Ainda não consegui alcançar a paz que vem do “querer o que Deus quer”, nestes dias de privação da Eucaristia dominical, para mim a parte mais difícil de compreender desta quarentena. A Lúcia aparece junto de mim com a roupa de(…)

Ler mais

A suspensão das missas e a nossa fome

Acabo de escutar a norma da Conferência Episcopal Portuguesa, suspendendo a celebração comunitária da Eucaristia, diária e dominical, nos próximos tempos. Obedecendo, como sempre, aos nossos bispos, permito-me contudo algumas reflexões e deixo um desafio. Desde os tempos da Igreja primitiva, os cristãos ficaram conhecidos por se aventurarem onde mais ninguém se aventurava, cuidando dos leprosos, das vítimas da peste, dos tuberculosos, dos doentes com SIDA. Há milhares de mártires entre os cristãos que, sem medo de serem contagiados por cada uma destas doenças sempre mortais, dedicaram o seu tempo a servir os outros. Mártires da Eucaristia, capazes de levar(…)

Ler mais

Festa da Apresentação do Senhor

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga APRESENTAÇÃO DO SENHOR Neste domingo, por feliz coincidência de datas, celebramos a Festa da Apresentação do Senhor, este mistério que todas as semanas contemplamos no Terço. Nos braços de Maria, Jesus entra pela primeira vez no Templo de Jerusalém… “Levantai, ó portas, os vossos umbrais, alteai-vos pórticos antigos, e entrará o Rei da glória”, canta o salmo hoje. E acrescenta: “Quem é esse Rei da glória? O Senhor dos Exércitos, é Ele o Rei da glória!” Mas naquela manhã, no(…)

Ler mais