Domingo III do Advento, ano B

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga O SENHOR ESTÁ PRÓXIMO E O NOSSO CORAÇÃO REJUBILA Domingo da alegria! O Senhor está próximo e o nosso coração rejubila. “No meio de vós está Alguém que não conheceis”, dizia João Batista aos fariseus. A expetativa era enorme: o que estaria João a querer dizer? Que surpresas esperavam o povo? O que estaria Deus a preparar nos bastidores? A insinuação de que o Messias já por ali andava era particularmente emocionante. Terá algum fariseu olhado em volta, procurando identificar(…)

Ler mais

Domingo XXXII do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicadas no jornal diocesano Correio do Vouga ESTAMOS PREPARADOS? Aproximamo-nos do fim do ano litúrgico. Com cada vez maior urgência, a Igreja aponta para o Céu. Não deixemos escapar esta oportunidade anual de falarmos sobre o Céu, de desejarmos o Céu, de sonharmos com o Céu. “O Reino dos Céus pode comparar-se a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, foram ao encontro do esposo.” A imagem é de alegria esfusiante: o Reino dos Céus é uma festa nupcial. Não havia, em Israel, festa mais bela. O(…)

Ler mais

Natal! Nós, Jesus, para sempre!

O Menino já está nas palhinhas, Amor incarnado, entregue, doado por nós e a nós, sem nada guardar para Si. Contemplemo-lo sem pressa, sem distrações, sem receio… E deixemo-nos tocar, converter, amar… Jesus está entre nós, e ficará para sempre connosco. Nós, Jesus! A Clarinha compôs um belíssimo cântico de Natal. Cá em casa, já todos o cantamos com entusiasmo. Para que também na vossa casa o possam cantar, a Clarinha tocou, cantou e gravou a sua canção. Aqui fica, pois, uma primeira versão ainda de uma forma muito “caseira”, com a simplicidade do Presépio, como o nosso presente de(…)

Ler mais

Uma composição sobre as férias e o Dia da Família

Aula de Inglês, pouco depois da Páscoa. “Meninos, hoje queria que escrevessem sobre as férias da Páscoa. Para tornarem a vossa composição interessante, pensem nos cinco sentidos: o que viram, o que escutaram, o que fizeram, o que comeram, etc. Vamos ao trabalho.” Passados alguns minutos de silêncio, comecei a circular pelas carteiras para ajudar onde fosse preciso, corrigindo uma frase aqui, explicando um verbo ali… Uma menina de grandes olhos azuis perguntou-me: “Professora, como é que se diz: Brinquei com os netos da namorada do meu pai?” Quando comecei a trabalhar, há vinte anos atrás, gostava de pedir aos(…)

Ler mais

Jesus Escondido e os Santos Pastorinhos

“Mamã, podemos ir hoje outra vez à missa?” Perguntou a Lúcia esta manhã, ao acordar. Claro que sim! Eram quase seis e meia da tarde quando entrámos, em família, na pequena igreja paroquial. Ao verem o seu querido amigo padre Taveira, o António e o David correram para a sacristia. “Olha os meus amigos!” Cumprimentou-os o senhor padre, contente. “Vêm acolitar, não é verdade?” Com paciência, atrasou o início da missa alguns minutos, porque vestir a túnica e dar os nós ao cordão leva o seu tempo! Por fim, lá entraram os três na igreja, os dois meninos muito compenetrados(…)

Ler mais