Vou levar-te ao deserto, a cantar

Há vários anos que tinha o sonho de compor um cântico a partir do livro do profeta Oseias. É um livro lindíssimo, de amor, perdão, conversão, carinho, onde Deus Se revela Pai e Esposo, derramando ternura sobre o seu povo pecador. “Vou levar-te ao deserto e falar-te ao coração” foi o versículo que nos preparou para a morte do pequeno Tomás, na Quaresma de 2006. Deus escreveu-o em letras grandes, num painel na parede de uma capela em Aveiro. Quando Deus nos ligou as feridas e nos curou, decidi ler o livro de Oseias, e apaixonei-me. O texto é todo(…)

Ler mais

Mais uma novidade: o podcast

Queridos amigos Na alegria de Jesus ressuscitado, tenho o enorme prazer de partilhar convosco o podcast que acabo de lançar: Eu e a minha família serviremos o Senhor! Está disponível no spotify e noutros streamings conhecidos. A Clarinha fez e executou a melodia que introduz o podcast, o Francisco compôs a capa. A nossa intenção era criar um podcast atraente, com tons de ressurreição e alegria, sem a solenidade pesada que às vezes impede a mensagem católica de chegar mais longe. E estou certa de que conseguimos, pelo prazer que nos deu este trabalho! Só queria que tivessem visto as(…)

Ler mais

Celebrar o mês do Precioso Sangue de Jesus – com uma Novena e uma actividade manual

Ideia partilhada pela Marisa Milhano, catequista    Julho é o mês dedicado pela Igreja à devoção do Preciosíssimo Sangue de Cristo, que foi derramado, até à ultima gota, em expiação dos nossos pecados.  Diz-nos o Santo Papa João Paulo II, na sua Carta Apostólica Angelus Domini, que “uma só gota [do Sangue de Cristo] é capaz de salvar o mundo inteiro de qualquer culpa“. Realmente, o Seu valor é infinito e as Suas graças incontáveis … Para poderem meditar em família, ao longo deste mês, acerca do valor e das graças associadas ao Precioso Sangue de Jesus, partilho convosco uma pequena(…)

Ler mais

A escola, a TV e a meia-hora mais importante

Ontem fiquei indignada ao ponto de me sentir fisicamente incomodada, depois de visualizar os três minutos de desenho animado “As Destemidas”, que a RTP2 transmitiu no horário de programação infantil ZigZag e que anda a circular nas redes sociais católicas como forma de alerta e denúncia. Em três minutos, o aborto, a homossexualidade e o divórcio são tratados, explicita e subliminarmente, como grandes conquistas civilizacionais (não deixo, propositadamente, o link, mas convido os adultos que me leem, e só os adultos, a pesquisar). Ainda me refazia do susto quando, ao abrir o livro de português da Sara para marcar as(…)

Ler mais

As palavras mágicas e o jardim do Paraíso

“Podes, por favor, controlar as crianças? Estou numa vídeo conferência internacional, sou eu neste momento o palestrante, não posso desligar o microfone e já nem consigo concentrar-me no que estou a dizer. Obrigado!” O e-mail chegava-me do outro lado da casa. Era do Niall que, fechado no nosso quarto como sempre desde o início do confinamento, procurava trabalhar. Eu também estava diante do computador – a tempo de ler a mensagem de desespero e de sorrir com o “por favor” e o “obrigado”, pois o Niall nunca se esquece das boas maneiras – mas tinha os auscultadores nos ouvidos. Já(…)

Ler mais

Novena de Pentecostes e Ascensão do Senhor

Hoje é, tradicionalmente, o dia da Ascensão do Senhor. Mas a Igreja portuguesa e de outros países transferiu esta solenidade para o próximo domingo, visto hoje não ser feriado nacional (ainda que o seja aqui na Bairrada!) e, por isso, os cristãos não poderem cumprir o preceito da missa. E num dia tão solene como este, a missa não poderia faltar! Assim, alguns países entram hoje neste mistério, enquanto nós, portugueses, esperamos pelo próximo domingo. Amanhã, sexta-feira, damos início à Novena de Pentecostes. Há uns anos, escrevi um texto para acompanhar esta novena de oração, baseado nas Escrituras como gosto(…)

Ler mais

Quando o mundo nos troca as voltas

Testemunho da Olívia Batista: Temos sempre um lugar onde regressar. Chama-se oração familiar. Hoje, queria partilhar convosco um pouco daquilo que, provavelmente aí em casa sentem também. Esta constante adaptação de rotinas que o mundo e as exigências do dia-a-dia nos trazem. Há duas semanas era de uma forma, na semana passada já foi diferente e na próxima voltará a mudar. Ainda não nos adaptámos e já estamos novamente a mudar. É preciso não desanimar. Recomeçar uma e outra vez, mais do que nunca sinto que assim que abro os olhos pela manhã bem cedo é preciso dar graças e(…)

Ler mais

Uma Páscoa imperfeitamente perfeita

Testemunho da Sónia Santos: É engraçado como Deus escreve direito por linhas tortas, já dizia a minha avó Orquídea. Desde que começamos a nossa caminhada de fé em família que eu ansiava por uma Páscoa caseira, com os ritos que nos fossem possíveis, ao nosso ritmo, imperfeitamente perfeita. Nós temos família que vive longe e as alturas em que tentamos nos juntar é precisamente nestas ocasiões, em que ambos temos alguns dias livres do trabalho, em que podemos viajar ou receber, o que é óptimo. Mas se vamos para fora torna-se difícil fazer as coisas à nossa vontade em casa alheia,(…)

Ler mais

O dia da Grande Sede

Sexta-feira Santa. Dia da Grande Sede de Jesus. Tenho sede! (Jo 19, 28) Pois se nós temos fome, uma imensa fome, Jesus morreu de sede. Sede do nosso amor. Pouco depois da uma da tarde, fizemos a Via Sacra, seguida da celebração da Palavra, onde lemos o Evangelho da Paixão  que, na Sexta-feira Santa, é sempre a partir de S. João, o discípulo amado. A leitura terminou ao mesmo tempo que a chuva começou a cair com força lá fora, e em silêncio, ajoelhámos. Parecia-nos estar ali, junto à Cruz, no desconforto do frio e da chuva daquela tarde santa… Fizemos(…)

Ler mais