Celebrar o mês do Precioso Sangue de Jesus – com uma Novena e uma actividade manual

Ideia partilhada pela Marisa Milhano, catequista    Julho é o mês dedicado pela Igreja à devoção do Preciosíssimo Sangue de Cristo, que foi derramado, até à ultima gota, em expiação dos nossos pecados.  Diz-nos o Santo Papa João Paulo II, na sua Carta Apostólica Angelus Domini, que “uma só gota [do Sangue de Cristo] é capaz de salvar o mundo inteiro de qualquer culpa“. Realmente, o Seu valor é infinito e as Suas graças incontáveis … Para poderem meditar em família, ao longo deste mês, acerca do valor e das graças associadas ao Precioso Sangue de Jesus, partilho convosco uma pequena(…)

Ler mais

O suspiro do veado e a Eucaristia – um desafio

Domingo de Páscoa. Jesus ressuscitou! Aleluia! Aleluia! De manhã cedinho, os meninos correram o jardim à procura dos ovos cozidos e pintados na véspera. E que festa, quando encontravam algum! Houve, claro, quem já não acordasse a tempo de encontrar nenhum: Depois, munidos de enxadas, escavaram a horta à procura do Aleluia. E que fundo ele estava este ano… A Sara, triunfante, encontrou-o. Graças a Deus! A avó tinha pedido ao pai que comprasse, em seu nome, um ovo gigante de chocolate para cada menino. “Obrigado, vovó!” Depois de um pequeno-almoço cheio de chocolate e doces, fizemos a celebração da(…)

Ler mais

Rezemos juntos – em cada casa!

25 de março. Foi numa casinha humilde, numa aldeia desconhecida, que o mistério da nossa salvação começou. O Anjo do Senhor anunciou a Maria, e ela concebeu pelo poder do Espírito Santo. Avé Maria… Maria tornou-se, com o seu Sim, o primeiro sacrário. Ajoelhando diante de Maria, adoramos o Salvador, escondido no seu seio. Eis aqui a escrava do Senhor. Faça-Se em mim segundo a vossa Palavra! Avé Maria… Rezemos, pois. Unamo-nos ao Santo Padre e a toda a Igreja, e rezemos juntos, ao longo de todo o dia, mantendo um silêncio orante o mais possível, pelo fim da pandemia(…)

Ler mais

Domingo III da Quaresma, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga DÁ-ME DE BEBER! “Dá-me de beber!” Acostumados a abrir a torneira quando temos sede, dificilmente entenderemos a profundidade da Palavra deste domingo. Mas regressemos, por momentos, a um tempo em que todos os dias se ia buscar água à fonte ou ao poço, ou visitemos em espírito os mais pobres do mundo, afadigando-se por um balde de água diário… Hoje falamos da sede de Deus e da sede do Homem, das águas estagnadas e da Água Viva. “Porque nos tiraste(…)

Ler mais

Que queres que eu faça?

Alguns santos escutaram da boca de Deus palavras claras e instruções precisas. S. José, por exemplo, ainda que em sonhos. A Madre Teresa, antes de mergulhar na escuridão em que viveu o resto da sua vida. O Santo Padre Pio. Os pastorinhos de Fátima, que tiveram o privilégio de conversar com Nossa Senhora. E tantos outros… De vez em quando, dou comigo a invejá-los. Se ao menos Deus fosse assim claro comigo, e me dissesse exatamente o que pretende que eu faça! Senhor, que queres que eu faça? (At 9, 6) Pergunto eu a Jesus tantas vezes, forçada a tomar(…)

Ler mais

O bem e o mal

Reflexão da Olívia Batista: Todos os dias ouvimos e vemos através das redes sociais e dos meios de comunicação relatos de acontecimentos terríveis que nos deixam tristes, desanimados e revoltados, notícias de violência doméstica, mortes, adolescentes que caem nas malhas da droga, suicídios e desavenças, intrigas e perseguições. Algumas destas notícias dizem respeito a pessoas que não conhecemos, mas, num dia ou noutro as notícias que nos chegam são de pessoas a quem estimamos, de amigos próximos e familiares, e “os nossos males doem sempre muito mais…” Perante isto a inevitável pergunta exterioriza muitas vezes o que sente o coração:(…)

Ler mais

Domingo XXX do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga QUAL O NOSSO ESPELHO: O MUNDO OU A PALAVRA DE DEUS? “Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro publicano.” Assim começa a parábola que marca o domingo de hoje. A quem se dirige Jesus? Certamente que a mim e a ti, ou estaremos, também nós, a perder o nosso tempo no templo, como perdeu o fariseu. “Meu Deus, dou-Vos graças por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros,”, diz(…)

Ler mais

Domingo XXIX do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga QUAL O SEGREDO? Num destes dias, recebi um sms com um pedido de oração: “O meu primo está à espera de um transplante pulmonar urgente. Está à espera de que alguém saudável morra para ele viver. O que se pode pedir nesta hora, que morra alguém jovem e saudável, para outro viver? É desesperante. Já nem rezar sei…” Lembrei-me deste sms ao ler a leitura do Livro do Êxodo deste domingo. Trata-se de mais um episódio nas lutas sangrentas entre(…)

Ler mais

“Não tenho filhos. Porquê? Para quê?”

Antes de termos filhos – o Francisco só chegou dois anos depois de nos casarmos – o Niall e eu íamos à missa todos os dias, sem exceção, prática que iniciámos na universidade. É uma das saudades que tenho, a missa diária. Que bem que nos fazia, e como alimentava a nossa relação com Deus! Um dia, quando deixarmos de ter bebés ou filhos pequeninos, quando deixarmos de correr de escola em escola para recolher crianças, quando deixarmos de ter TPCs para orientar, contamos retomar a prática. Vai ser tão bom! Antes de termos filhos, o Niall e eu trabalhávamos(…)

Ler mais

Via Sacra

Testemunho da família Miranda Santos: Se há oração boa para se fazer em família e com crianças é a Via-Sacra. Pelo menos na nossa família resulta sempre muito bem, e por isso nesta altura da quaresma aproveitamo-la ao máximo. É uma oração muito sensorial e também muito cénica que é facilmente acompanhada e vivida por todos. As cenas de cada estação são tão claras e simples que nenhuma criança lhes fica indiferente, mas ao mesmo tempo são tão profundas que nenhum adulto consegue entendê-las completamente. Para além disso é uma oração óptima para famílias onde a criatividade não abunda (como(…)

Ler mais