Domingo XV do Tempo Comum, ano A

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga DEUS TEM FÉ EM NÓS “Os sofrimentos do tempo presente não têm comparação com a glória que se há de manifestar em nós.” Tudo vai ficar bem, lemos e escutamos por aí, nestes tempos de pandemia, como palavra profética. Tudo vai ficar bem, assegura-nos hoje o Senhor numa verdadeira profecia. A nós, que acreditamos e esperamos na Palavra de Deus, resta-nos trabalhar para que tudo fique bem através de nós, e não apesar de nós. A pequena Sara mostrava-me, feliz,(…)

Ler mais

As bilhas de barro, as tochas de Gedeão e a atenção ao irmão

Tenho as mais belas recordações de todos os oito partos que vivi. Recordo a angústia inicial, o medo, a dor até ao limite suportável em alguns deles, quase inexistente noutros; recordo como foi difícil puxar nalguns partos, e como foi rápido e fácil noutros, incluindo o do Daniel. Mas recordo, acima de tudo e em todos eles, o momento sagrado e sublime em que o bebé deslizou para fora do meu corpo e me foi colocado junto ao meu coração. De todas as vezes, acolhi este primeiro abraço numa mistura de lágrimas e gargalhadas, enquanto me deliciava com o calor(…)

Ler mais

A graça de cada dia

Devo estar, de facto, muitíssimo grávida: Entro na sala de espera da maternidade para a consulta das 37 semanas, e três grávidas (!) levantam-se ao mesmo tempo para me dar lugar… Tento passar pela porta da cozinha com o alguidar cheio de roupa acabada de apanhar da corda, e ficamos os dois – o alguidar e eu – presos na passagem. “Estou farta de ser tão gorda!” Grito, e desato a chorar, que as hormonas nesta fase do campeonato não estão pelos ajustes. Em vez da esperada reação de compaixão da minha família, ouço um coro de estridentes gargalhadas… Uma(…)

Ler mais