Solenidade da Imaculada Conceição

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga   Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria. Só a Igreja Católica se poderia lembrar de tal coisa: afirmar que o instante da conceção de um ser humano no seio de sua mãe, longe dos olhares do mundo e semanas antes de se fazer anunciar pelo atraso menstrual, esse instante é nada menos do que uma solenidade! É divino e é solene, o instante criador, que está na origem da vida de cada um de nós, bem como dos milhões e(…)

Ler mais

Domingo XXXI do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga OUVI DIZER QUE IAS PASSAR… “Naquele tempo, Jesus entrou em Jericó e começou a atravessar a cidade.” Hoje, Jesus entra na nossa terra e começa a atravessar a cidade… Ele vem aí! O que nos impede de correr até Ele? Ouvi dizer que vai estar na igreja matriz, que vai pregar e, depois, multiplicar o Pão, converter corações, transformar vidas, como sempre fez na Galileia, Judeia e Samaria, como sempre fez ao longo dos séculos e continuará a fazer até(…)

Ler mais

Domingo XXX do Tempo Comum, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga QUAL O NOSSO ESPELHO: O MUNDO OU A PALAVRA DE DEUS? “Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro publicano.” Assim começa a parábola que marca o domingo de hoje. A quem se dirige Jesus? Certamente que a mim e a ti, ou estaremos, também nós, a perder o nosso tempo no templo, como perdeu o fariseu. “Meu Deus, dou-Vos graças por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros,”, diz(…)

Ler mais

Exame de consciência

O tema da Confissão, do retiro de quaresma, já está disponível em vídeo aqui no nosso canal. É também esse o tema do Ensinamento Mensal de abril. Já o leram e meditaram em família? Há um ano, por esta altura, disse aos meninos do meu grupo de catequese – adolescentes de onze e doze anos – que o senhor padre esperava por eles no confessionário. Olharam-me, admirados: “Outra vez?” “Outra vez o quê?” Respondi, sem compreender. “Outra vez confessarmo-nos? Fomos à confissão antes do Natal, e de lá para cá, não deu tempo de fazer pecados!” Este é, na verdade,(…)

Ler mais

Os mínimos e os máximos no amor

Como comentou há pouco uma nossa leitora de longa data, alguns posts são especificamente para católicos que querem caminhar na sua fé, não sendo portanto do agrado dos outros leitores. Este é um deles, e desde já peço desculpa aos leitores que por aqui passam por outros motivos por voltar a insistir no tema. Mas de facto, os comentários e os e-mails recebidos fizeram-me crer que preciso de escrever um bocadinho mais sobre isto. Falar de obrigação faz muita confusão nos nossos dias. Estamos acostumados a pensar em Deus como o amor infinito, a misericórdia mais bela. Estamos acostumados a(…)

Ler mais