Atividades a mais… ou a menos?

Assim que viu o vídeo do início da nossa oração familiar, que publiquei no nosso canal e aqui no site, uma leitora escreveu-me: A nossa família anda sempre partida. Dois para um lado, três para outro. Um para um lado, quatro para outro. Hoje de manhã, via o filme que publicaram no youtube e pensei: “nós somos só cinco e nunca estamos os cinco na mesma divisão, nunca! A não ser à hora do jantar!” Andamos sempre a mil… Sempre a mudar o CHIP! Ora é a mochila da ginástica, ora a mochila dos escuteiros, uma vezes é a da(…)

Ler mais

Os tempos do tempo

Testemunho da Olívia Batista Numa destas semanas lia um artigo em que uma senhora com cerca de 80 anos dizia que o grande problema das sociedades modernas é a falta de rotina. Argumentava ela que, num dia com vinte e quatro horas, devíamos dormir oito, trabalhar outras oito e ter como horário de lazer as restantes oito, e assim existia equilíbrio na vida das pessoas. Ao ler aquilo fiz a mim mesma a seguinte pergunta: “onde estão então as minhas oito horas de lazer?” Todos sabemos que a vida hoje é bem mais agitada do que algum dia foi, temos(…)

Ler mais

A rotina, tesouro escondido

Sentado ao computador, aproveitando a meia hora diária de Internet a que tem direito em férias quando chove, o António, de nove anos, viaja pelo Google Earth. “Olha, mãe, a nossa casa! Que gira! Vem cá ver. O carro do papá está à porta!” Da sua secretária, onde estuda para os exames da universidade, o Francisco dá uma gargalhada: “Já reparaste, mãe? Há poucos dias escutei um fotógrafo na net a referir isto mesmo… O Google Earth permite-nos viajar pelo mundo inteiro. Podemos, com esta ferramenta, visitar lugares incríveis, explorar paraísos terrestres no outro lado do mundo. E qual é(…)

Ler mais

E o fogo desceu

Sábado, Vigília de Pentecostes. “É agora que acendemos o fogo?” O António não pára de perguntar, e os irmãos acompanham-no na expetativa. Em “Náturia”, o descampado por detrás da nossa casa, já recolheu troncos suficientes para aguentar o fogo a noite inteira, e a churrasqueira está pronta. Mas é preciso esperar pelo serão, que as vigílias acontecem depois do pôr-do-sol, à boa maneira judaica! O Daniel, quase com seis meses, faz um soninho curto na sua cadeirinha, dentro de casa. Mesmo a calhar, que a noite está fria e, assim, não precisamos de o trazer cá fora. Como costume, cabe(…)

Ler mais

990* centímetros cúbicos de Sabedoria

Testemunho da Olívia Batista: Quase, quase a terminar este tempo da Páscoa, queria partilhar convosco uma pequena mudança na nossa oração familiar, que tem vindo a ser constantemente adaptada desde o início da nossa caminhada das Famílias de Caná. No início rezávamos um Pai Nosso, uma Avé Maria e um “boa noite Pai do Céu”, depois começámos a consagrar-nos à Mãe de Caná (de folha na mão, para rezar bem), mais tarde introduzimos o pedido de intercessão aos Santos Padroeiros (escolhidos por cada um de nós), os agradecimentos do dia e o Shemá. Muito mais tarde, um mistério do Rosário,(…)

Ler mais