Testemunhos


Família Batista

Família BatistaSomos a família Batista, vivemos numa pequena aldeia ribatejana e é aqui que nos inserimos na grande família da igreja católica professando a nossa fé em família desde o dia em que respondemos sim ao chamamento de Deus através do sacramento do matrimónio, aceitando a graça de fazer crescer a nossa família através dos filhos. No entanto, fomos sempre vivendo de forma pouco comprometida, como uma pequena chama que arde mas não queima…

O primeiro retiro das Famílias de Caná em 2014 reacendeu esta nossa chama e a nossa vida mudou completamente quando começámos a rezar juntos no nosso Canto de Oração, a não dispensar a Eucaristia dominical e a estarmos mais atentos ao que os outros precisam. Somos hoje uma família muito mais unida, sentimos que somos verdadeiramente uma das grandes maravilhas que o Senhor fez juntando duas pessoas tão diferentes, mas que querem fazer um caminho de santidade conjunto.

Parece-nos que uma das maiores mudanças na nossa família foi  a abertura ao dom da vida. Antes de fazermos parte deste movimento tínhamos como ideal ser uma família com apenas duas filhas, uma adotiva e uma biológica. Depois compreendemos que éramos mais felizes se não nos fechássemos ao dom dos filhos, e assim nasceu a nossa pequena Lúcia.

Nestes dois anos de caminhada fomos adquirindo novos hábitos, como por exemplo ler histórias da bíblia em casa, iniciar o dia com a oração da manhã, invocar os nossos santos padroeiros, consagrarmo-nos a Nossa Senhora Auxiliadora, fazer diariamente a oração do Rosário e dar testemunho da fé – sem receio ou vergonha – em qualquer momento das nossas vidas, desde o nosso local de trabalho, às conversas entre amigos.

Não podemos ainda dizer que cumprimos sempre e de forma irrepreensível cada uma das seis bilhas das famílias de Caná, mas podemos dizer que nos esforçamos em cada dia por fazer “tudo o que Jesus nos disser”. Neste momento sentimos que nos pede que demos continuidade ao movimento participando ativamente na Aldeia do Ribatejo, onde procuramos oferecer o pouco que nós somos para que o Senhor faça a Sua vontade.

Aceitar o chamamento de Deus dizendo sim sem medo e fazendo o compromisso de viver segundo a espiritualidade das famílias de Caná dá-nos uma grande alegria e faz-nos sentir que é possível caminharmos séria e vivamente, não apenas enquanto grupo ou enquanto casal, mas em família, com todos cá de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *