Testemunhos


O Canto de Oração Familiar

Partilha da Olívia Batista:

Uma das coisas que caracteriza as famílias de Caná é o facto de se reunirem num determinado local, pelo menos uma vez por dia, para rezar. É um momento de partilha, de agradecimentos, de pedidos, de meditação e de alegria.

Muitas famílias têm já integrada na rotina diária a oração familiar, outras ainda estão a pensar em como passar das ideias à ação. E de facto é muito simples. Basta pedir uns minutos por exemplo no final da refeição (ou antes) e fazer o sinal da Cruz, depois basta deixar que o Espírito Santo guie os minutos seguintes, louvando, agradecendo, lendo por exemplo uma história da Bíblia (no Advento pode começar-se pelos textos da Árvore de Jessé). Aos poucos a família vai-se acostumando a esta nova forma de estar junta e vão começando a surgir novas ideias, o horário vai sendo adaptado conforme a rotina familiar.

Nem sempre as famílias têm momentos “organizados e metódicos” de oração, mas o importante é persistir. Nem sempre a atenção às palavras ditas e lidas é a melhor, mas o importante é que não se desista. Rezar em família não é uma obrigação, mas um ato de amor, uma conversa com o Pai!

A época do Advento é perfeita para começar. Muitas famílias têm já o presépio e a Árvore prontas para o Natal, podem por exemplo juntar-se perto do presépio… e quando terminar o Natal, no local onde estava ao presépio pode acrescentar-se uma Bíblia, uma vela, uma flor… e o canto de oração familiar – que já existia porque era ali que se fazia a oração – ganha uma nova “cara”!

Dali a pouco tempo será Quaresma e o mesmo local “vestir-se-á” de acordo com a ocasião e ganhará nova vida quando chegar a Páscoa do Senhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *